O que eu devo saber para contratar um seguro viagem? - Seguros Promo - Seguro Viagem On-line

O que eu devo saber para contratar um seguro viagem?

O que eu devo saber para contratar um seguro viagem?.

No momento de programar uma viagem, ninguém pensa muito nos imprevistos que podem acontecer: bagagem extraviada, doenças, acidentes e outras situações problemáticas. Afinal, a maioria das pessoas pensa em se programar para se divertir e conhecer lugares novos, e nem imagina os problemas que poderá enfrentar.

Contudo, se você realmente quer ter a certeza de que estará relaxado e tranquilo para aproveitar o seu passeio, contar apenas com a sorte pode ser arriscado. Por tudo isso, é sempre recomendável contratar seguro viagem.

Para que nada atrapalhe os seus planos, considere essa opção. O artigo de hoje te ajudará a entender a importância desse item e o que você deve procurar em um bom seguro viagem. Confira!

O que é o seguro viagem e qual a sua importância?

O seguro viagem é um item indispensável para se certificar de que a sua viagem transcorrerá sem problemas e dores de cabeça. Esse serviço garante aos segurados o pagamento de uma indenização que cubra os gastos causados por situações de riscos que estejam estabelecidas em contrato. O valor da indenização também pode ser pago em formato de prestação de serviço (como o atendimento em um hospital conveniado) ou por reembolso (caso você se dirija a um hospital não conveniado com a seguradora, por exemplo, e solicite o dinheiro após o término da viagem).

Assim, se você, durante a viagem, enfrentar problemas como doenças e outras necessidades médicas, extravio de bagagem, acidentes que causem invalidez permanente ou até mesmo casos de falecimento, o seguro vai lhe garantir que essas despesas serão pagas e que você não ficará “na mão” em outro país ou estado.

Caso você não conte com um seguro e alguma dessas situações acontecer, pode ser que a sua viagem se transforme em um verdadeiro transtorno e ainda extrapole o seu orçamento, superando até mesmo o gasto total da viagem.

Quer um exemplo? Imagine que você viaje aos Estados Unidos e acabe adoecendo e necessitando passar alguns dias internado. Por lá, a média de uma diária em um hospital é de mais de 4 mil dólares. Já pensou ter que passar uns 3 dias se cuidando? Não dá para discutir a importância do seguro, não é mesmo?

Qual o seguro ideal para mim?

Definir a cobertura certa pode ser bastante difícil para algumas pessoas, já que nem sempre conseguimos ter uma ideia dos custos em outros países.

Por isso, antes de contratar seguro viagem, você deve fazer uma pesquisa prévia, levantando os custos médicos do país para onde pretende viajar, o valor da diária em um hospital e até mesmo de uma intervenção cirúrgica.

Além disso, é preciso avaliar outros itens, como: formas de atendimento, opinião de quem já usou o serviço, cobertura do serviço e a relação custo x benefício. O destino que você escolheu também deve ser sempre considerado, já que nem todos os países seguem a mesma regra (como alguns países da Europa que exigem condições especiais no seguro viagem).

Por isso, a dica é sempre pesquisar bastante e com antecedência, considerando todas as especificidades da sua viagem e conversando abertamente sobre elas com a seguradora.

O que devo ficar atento antes de contratar seguro viagem?

Para ter certeza de que você optou pela melhor solução, é muito importante checar alguns itens antes de fechar o contrato, como:

Coberturas

Alguns seguros podem parecer mais baratos — e atrativos —, mas apenas porque oferecem as coberturas básicas, como por morte acidental e assistência médica. Já outros planos podem oferecer opções mais vantajosas, que cobrem também situações como extravio e atraso de bagagem, medicamentos, assistência odontológica, repatriação, assistência jurídica, extensão de internação hospitalar e de diárias em hotéis, passagens de ida e volta para um familiar e muitos outros itens.

Cobertura médica e conduta em casos de acidentes

Fique atento ao valor de cobertura com as despesas médicas. Se em um primeiro momento uma quantia de 30 mil euros, por exemplo, pode parecer bastante, tente pesquisar quais os valores cobrados pelos hospitais no país que pretende visitar e tente saber os custos de procedimentos adicionais, como raios-x, consultas e outros cuidados. Lembre-se que alguns países são mais caros que os outros e é preciso contratar um seguro que esteja de acordo com essa realidade.

Prática de esportes durante a viagem

Se você está pensando em viajar para realizar alguma atividade esportiva é fundamental se atentar a esse item na sua apólice, já que nem todas as seguradoras cobrem as despesas médicas causadas por acidentes em casos de esqui, mergulho ou outros. Saiba que, dependendo da atividade que for praticar, você terá de desembolsar uma cobertura extra.

Como contratar seguro viagem?

Já ficou convencido de que ele é algo extremamente importante para garantir uma viagem tranquila? Pois, saiba que existem muitas formas de se contratar seguro viagem e tudo vai depender da sua necessidade, do destino que está planejando visitar, do perfil dos viajantes, do tempo de estadia e também do seu orçamento.

Se você está pensando em viajar para a Europa, por exemplo, saiba que contratar seguro viagem é obrigatório – já que a maioria dos países é signatária do Tratado de Schengen. Para entrar nesses países, você terá de ter um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros que cubra despesas médicas, além de repatriação médica e funerária.

Além de vários países europeus, o seguro viagem também é obrigatório para a Austrália e para países latino-americanos como a Cuba e a Venezuela.

Você poderá optar entre adquirir os seguros de viagem oferecidos pelas agências de turismo e empresas especializadas ou pelas empresas de cartões de crédito. Definir entre um ou outro dependerá muito do pacote que é oferecido pela agência e também dos bônus que você possui no cartão.

As coberturas do cartão de crédito valem a pena?

Muitas pessoas sentem-se atraídas por essa ideia, principalmente devido à possibilidade de o valor ser embutido na compra das passagens. Mas, na maioria das vezes, essa pode não ser uma opção muito vantajosa, já que as coberturas podem ser baixas e até insuficientes.

Em algumas situações, é possível que as redes de cartões ofereçam um seguro nos casos de falecimento em acidentes de viagem, mas nem sempre elas cobrem as despesas médicas. Por isso, é muito importante conferir antecipadamente o que, realmente, está segurado nesses casos, já que muitas vezes o barato pode sair caro.

Assim, antes de contratar seguro viagem sempre fique atento ao valor da apólice escolhida, a abrangência da cobertura e ao que realmente está ou não coberto. Para não errar na escolha, converse com o profissional e esclareça todas as suas dúvidas.

Se você gostou desse conteúdo, siga-nos no Twitter, no Instagram e no Facebook!

compartilhar no facebook compartilhar no twitter
Compre aqui seu seguro viagem
Como podemos falar com você?

Segue a gente