Como economizar no intercâmbio estudantil? - Seguros Promo

Como economizar no intercâmbio estudantil?

Como economizar no intercâmbio estudantil?.

O intercâmbio estudantil é uma oportunidade de aprimorar outros idiomas e fazer cursos que contribuirão para a sua carreira Ou seja: essa é uma fase de muito aprendizado e estudos.

Mas é claro que ninguém deseja ficar debruçado sobre livros e cadernos o tempo todo — desbravar o destino também faz parte da experiência. A grande questão relacionada a isso é que muitos estudantes iniciam a viagem com o orçamento apertado, o que dificulta novas empreitadas.

Mas tenha muita calma, porque nem tudo está perdido! Há boas maneiras de economizar e, assim, finalmente usufruir ainda mais dessa incrível oportunidade que é estar em terras estrangeiras.

Para ajudar na missão, selecionamos algumas situações que você pode controlar (e, com isso, poupar uma graninha!). Confira:

1. Evite comprar tudo novo para o seu quarto

seu quarto

Durante o intercâmbio, o estudante ficará hospedado em casa de família ou residência estudantil. Em diversos casos, é possível ter um quarto individual. E como essa será sua casa durante um período, é comum querer deixá-la do seu jeito.

Esse desejo é compreensível, porém pode envolver muitos gastos. Por isso, o melhor a fazer é controlar a empolgação e não comprar tudo novo para o seu quarto.

Procure utilizar itens e objetos que já estejam no cômodo e, se quiser deixá-lo com a aparência mais pessoal, opte por algo simples e não muito caro, apenas para dar aquele toque especial.

Lembre-se de que você está em um país incrível. E é mais importante aproveitar a experiência do que acumular objetos, concorda?

2. Aprenda a reciclar e reaproveitar itens

reciclar

Outra dica para economizar é reciclar e reaproveitar tudo o que for possível. Garrafas e vidros podem, por exemplo, virar objetos decorativos, assim como roupas velhas podem se tornar peças do momento, se forem customizadas.

Na internet, há muitas opções de vídeos e blogs com dicas de “faça você mesmo” para reutilizar materiais e dar nova vida a itens antigos. Essa é uma forma de evitar gastos e, também, de exercitar a criatividade.

Fora isso, até mesmo a comida pode ser reaproveitada. O pão fica praticamente fresco ao ser colocado na sanduicheira ou torradeira. A carne que não será consumida imediatamente deve ser conservada em um freezer. A ideia é evitar os desperdícios e, com isso, diminuir as compras. Consequentemente, sobrará mais dinheiro.

3. Faça sua própria comida e leve lanches

comida e leve lanches

Em países da Europa (e também nos Estados Unidos), é muito comum haver diversas opções de comida pronta nos mercados. Os preços não são elevados, porém fazer em casa sai ainda mais barato.

A dica para não ter muito trabalho é preparar refeições a cada dois ou três dias e fazer quantidades suficientes para o período. Dessa forma, você vai conseguir economizar um bom dinheiro.

Além disso, leve lanche para a escola e para os passeios, evitando gastar com lanchonete e restaurantes. E, claro, carregue sempre com você uma garrafinha de água. Todo tipo de economia é bem-vindo.

4. Economize com transporte durante o intercâmbio estudantil

Economize com transporte

Um dos maiores gastos durante o intercâmbio estudantil é com transporte. Mas com relação a esse ponto, há algumas boas maneiras de poupar recursos. A primeira delas é optar por vales semanais ou mensais.

Em diversas cidades do mundo, há a possibilidade de carregar bilhetes para períodos determinados de tempo. Isso faz com que o valor pago seja menor do que ao comprar passagens individuais.

Outra dica é optar por fazer as atividades a pé. Se o destino escolhido tiver ruas planas, aproveite e caminhe sempre que puder. Além de evitar gastos com transporte, você também fará atividades físicas.

E que tal comprar uma bicicleta, mesmo que seja usada? Essa alternativa é válida, principalmente, para quem vai ficar por mais de um mês no destino. Também vale verificar opções para alugar magrelas: o preço pode sair mais em conta do que o transporte público.

5. Pesquise as opções gratuitas de lazer

gratuitas de lazer

A diversão e o lazer fazem parte do intercâmbio, já que a ideia é aproveitar com intensidade todos os momentos. Mas o melhor é que dá para curtir muito e economizar dinheiro.

Primeiramente, não considere que as opções para se divertir são apenas baladas e bares, que costumam ter valores elevados. Abra-se para novas possibilidades.

Nas grandes cidades do mundo, como Londres, Nova York e Toronto, há diversos museus incríveis e com entradas gratuitas todos os dias ou em períodos específicos. Consulte a programação e vá conhecer esses locais.

Os parques também são boas alternativas para os momentos de folga. Reúna os amigos e faça um piquenique, por exemplo. Veja as alternativas de shows e peças de teatro gratuitas ou com preços populares — é bem comum haver esse tipo de programação, em especial durante o verão.

6. Use todos os cupons de desconto

Excelente forma de economizar, que muitos esquecem, são os cupons de descontos. Eles estão disponíveis em mercados, lojas, perfumarias e outros estabelecimentos.

Na maioria dos casos, basta fazer um cadastro simples e apresentar um cartão, voucher ou até mesmo código em aplicativo de celular no momento do pagamento.

Você terá acesso a valores mais baixos ou pontos que serão trocados por outros produtos. Consulte os locais que costuma frequentar e veja as possibilidades.

Outra medida que pode ser adotada é consultar a escola sobre as condições para fazer uma carteira internacional de estudante. Esse documento rende bons descontos, inclusive em transporte e para acessar atrações pagas, como exposições, teatros e cinemas.

Vale ressaltar que, mesmo programando tudo direitinho, imprevistos acontecem e geram um alto gasto financeiro em alguns casos. Eles podem estar relacionados à saúde e envolverem atendimento médico, por exemplo. Nesse caso, o custo de hospitais e consultas será muito alto, pois é comum não haver atendimento gratuito a estrangeiros.

Diante disso, o melhor é não arriscar e contratar, antes mesmo de sair do Brasil, um bom seguro viagem. Assim você já embarca protegido e, se precisar, não terá que usar o dinheiro reservado aos passeios para cobrir essa demanda.

Viu só como é possível economizar durante um intercâmbio estudantil? Tem mais alguma dica a acrescentar? Compartilhe suas sugestões nos comentários!

compartilhar no facebook compartilhar no twitter
Compre aqui seu seguro viagem
Como podemos falar com você?

Segue a gente