icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
11 janeiro - 9 minutos de leitura.

Arequipa: saiba como chegar e como curtir a sua viagem a esta cidade peruana! 

Chris standing up holding his daughter Elva América do Sul

Encravada em um dos vulcões mais antigos das Américas, Arequipa é um dos destinos mais apaixonantes do Peru, onde a natureza e a história são protagonistas.

Há quem diga até que a cidade é um verdadeiro oásis em meio ao deserto andino, com mais de 1 milhão de habitantes, em um cenário árido, onde o sol brilha quase o ano inteiro.

Já está morrendo de vontade de conhecer as belezas arequipeñas? Então este é o artigo certo para você! Criamos um guia com tudo que você precisa saber sobre a cidade, veja só!

Cote os melhores seguros de viagem com 15% de desconto neste link!

Arequipa: o que fazer na segunda maior cidade do país?

Fundada pelos espanhóis em 1540, Arequipa, Peru, é o destino ideal para quem deseja conhecer mais sobre a história colonial das Américas e, de quebra, explorar as belezas da Cordilheira dos Andes.

Entre as construções feitas em sillar, uma pedra de coloração esbranquiçada que é retirada do imponente vulcão Chachani, a Cidade Branca guarda como tesouros as heranças do período colonial.

O Chachani (6.075 m de altitude) não é o único vulcão nas redondezas: o El Misti (5.825 metros) e o Picchu Picchu (5.664 metros) são outros gigantes que emolduram a paisagem, sem falar nos cânions, desertos e vales nas redondezas.

As construções religiosas também estão por todos os lados, incluindo a Igreja da Companhia, o Mosteiro de Santa Catarina de Siena e a impressionante Catedral, grande estrela do centro histórico local.

Em outras palavras, a Cidade Branca é um destino com opções turísticas para todos os gostos e merece fazer parte de qualquer roteiro pelo Peru!

Onde fica a cidade de Arequipa?

Onde fica a cidade de Arequipa?
Fonte: Unsplash

Segunda maior cidade do Peru, atrás apenas da capital, Arequipa fica no sul do país, a mais de 1.000 km de distância de Lima.

A cidade fica a cerca de 90 km da costa do Oceano Pacífico e a 137 km da Reserva Nacional Salinas y Aguada Blanca, endereço do vulcão El Misti.

Embora fique distante da capital peruana, a cidade andina tem fácil acesso a outros destinos incríveis, como Nazca (566 km) e Cusco (513 km), onde fica a mágica Machu Picchu.

Arequipa: mapa

Simultaneamente colonial e selvagem, o destino andino é perfeito para quem gosta de atividades ao ar livre e história.

Quer incluir a cidade em seu roteiro de viagem? É melhor conferir onde fica a Cidade Branca no mapa do Peru!

Como chegar em Arequipa?

Quem ainda está na dúvida sobre como chegar em Arequipa não precisa se preocupar: o Aeroporto Rodríguez Ballón (AQP) fica a apenas 8 km do centro da cidade.

Muitos viajantes voam do Brasil até Lima e, então, embarcam em conexão para a Cidade Branca.

Do aeroporto até a Plaza de Armas, no centro histórico, você deverá pagar cerca de 15 PEN (em novembro/2021) por uma viagem de táxi.

Não tente pechinchar, para a sua própria segurança. Muitos táxis irregulares circulam pela cidade e quem embarca neles corre o risco de receber notas falsas na hora do troco.

Por isso, não abra mão de táxis oficiais, mesmo que isso signifique pagar um pouco mais.

Quando ir para Arequipa?

Quando ir para Arequipa?
Fonte: Pxhere / CC0

Escolher quando ir para Arequipa não é tarefa das mais difíceis. A cidade tem mais de 300 dias de sol por ano e as temperaturas são amenas, com média entre 10ºC e 24ºC no decorrer do ano.

Pode chover diariamente durante o verão, de novembro a meados de março, quando os termômetros ficam em torno de 20ºC. O inverno é mais gelado e seco, com temperaturas de 5ºC a 9ºC.

A festa de aniversário da cidade acontece em agosto, quando as ruas da Cidade Branca são tomadas por feiras populares e celebrações com fogos de artifício.

Arequipa: altitude

Você estará visitando uma tradicional cidade andina, o que significa que a altitude é um elemento que deve ser considerado no seu planejamento de viagem.

Arequipa fica a 2.335 metros de altitude, ou seja, quase 1.000 metros mais alta que a capital, Lima.

Isso quer dizer que o viajante pode acabar sentindo efeitos desagradáveis no corpo: o soroche, ou mal de altitude, pode gerar sintomas como dor de cabeça, fadiga, enjoos e até dificuldades para dormir.

Para evitar esses desconfortos, respeite o tempo de aclimatação do seu corpo, mantenha-se bem hidratado, evite esforços físicos em demasiado e dê preferência a alimentos leves por alguns dias.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Seguro viagem em promoção para Arequipa

    O Peru é um destino encantador e bastante seguro, especialmente nas cidades mais procuradas por turistas, mas isso não significa que sua viagem será isenta de riscos.

    Você pode passar mal pelos efeitos da altitude, sofrer uma intoxicação alimentar pela gastronomia exótica ou simplesmente ter suas bagagens extraviadas ao desembarcar no país.

    É por essas e outras que é extremamente recomendada a contratação de um seguro viagem para o Peru: assim, você pode viajar tranquilo, pois sabe que não vai voltar com prejuízo para casa mesmo em caso de emergência!

    O seguro viagem garante atendimento médico e odontológico, seguro bagagem, seguro por morte ou invalidez, traslado médico ou funerário, retorno antecipado, auxílio farmacêutico e muitas outras coberturas indispensáveis para qualquer viajante.

    O Seguros Promo, referência nacional no assunto, oferece planos de seguro viagem Peru a partir de R$ 23 por dia, com todas as coberturas que você precisa para garantir a tranquilidade da sua viagem.

    Faça agora mesmo uma cotação gratuita com comparação detalhada para encontrar o melhor plano para a sua viagem!

    Seguro Viagem: América do Sul
    CORIS 30 BASIC +COVID19 CORIS 30 BASIC +COVID19 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 21/dia*

    O que fazer em Arequipa

    Tombada como Patrimônio Mundial da Unesco, a Cidade Branca é um destino como nenhum outro no Peru, onde o viajante pode desfrutar da boa estrutura de grandes cidades sem abrir mão da tranquilidade típica de cidades interioranas.

    Principal ponto de partida para quem deseja conhecer o Vale do Colca, a cidade é rodeada por quilômetros de trilhas, além de abrigar excelentes museus, igrejas e construções com séculos de história.

    Confira o que fazer em Arequipa!

    Plaza de Armas 

    Plaza de Armas
    Fonte: Pixabay

    O coração da cidade fica na Plaza de Armas, no centro histórico, principal endereço de hotéis, pousadas, restaurantes e comércio diversificado.

    A praça conta com um elaborado projeto paisagístico e é considerada por muitos a mais bela praça peruana.

    O espaço é bastante agradável para longas horas de descanso à sombra de palmeiras e diante de uma linda fonte que torna o cenário ainda mais fotogênico.

    Aproveite a sua visita para conhecer as construções coloniais instaladas na praça e, quem sabe, saborear um tradicional quitute peruano em um dos restaurantes ou cafés da região!

    Catedral de Arequipa 

    A construção mais imponente da Plaza de Armas é a Catedral de Arequipa, construída no século XVII na fachada norte da praça.

    Assim como boa parte das estruturas do centro histórico, a catedral foi construída com pedra sillar, destacando-se com sua cor branca em meio à paisagem árida dos Andes.

    A igreja é uma das mais antigas do Peru, tendo sobrevivido a batalhas, incêndios e até terremotos!

    Você pode visitá-la gratuitamente todos os dias, das 7h às 10h e das 17h às 19h.

    Igreja da Companhia 

    A Iglesia de la Compañia, ou Igreja da Companhia, fica no lado oposto da catedral, também na Plaza de Armas, considerada obra-prima do estilo mestiço arequipenho.

    A igreja, inaugurada em 1698, tem uma fachada espetacular, com ricos detalhes entalhados na pedra e colunas em estilo neoclássico.

    Não deixe de conhecer o pátio interno do templo, em estilo barroco tradicional colonial!

    Museo Santuarios Andinos 

    Museo Santuarios Andinos
    Fonte: Zorka Ostojic Espinoza / Flickr / CC BY 2.0

    Quem deseja aprender mais sobre a história da cidade não pode deixar o Museo Santuarios Andinos fora de seu roteiro de viagem.

    O museu abriga um riquíssimo acervo a respeito da cultura andina, incluindo obras de arte, utensílios arqueológicos, itens utilizados em rituais, cerâmicas e muito mais.

    O destaque fica por conta da múmia de Juanita, uma menina inca que foi oferecida como sacrifício aos deuses quando tinha apenas 12 anos de idade, em meados de 1450. 

    A múmia segue em excelente estado de conservação por ter ficado sob um glacial por séculos. No entanto, não é possível vê-la durante o ano inteiro: Juanita fica exposta apenas entre maio e dezembro, para garantir a sua preservação.

    O Museo Santuarios Andinos funciona na Casa de la Cultura da Universidad Católica de terça a sábado, das 9h às 18h, e aos domingos, das 9h às 14h. O ingresso custa 25 PEN (em novembro/2021).

    Mosteiro de Santa Catarina da Siena 

    O Monasterio de Santa Catalina da Siena, ou Mosteiro de Santa Catarina da Siena, é um dos mais belos edifícios coloniais da Cidade Branca e, sem dúvidas, merece a sua visita.

    A estrutura robusta inclui dezenas de quartos e cômodos com mobília original, além de capelas ricas em detalhes.

    Entre os anos 1580 e 1970, o mosteiro manteve suas portas fechadas para o público externo: só entravam ali meninas de famílias ricas que passariam o resto de suas vidas enclausuradas no local.

    O Mosteiro de Santa Catarina da Siena fica aberto diariamente, das 9h às 17h, e cobra ingresso no valor de 40 PEN (em novembro/2021).

    Yanahuara 

    Ao deixar o Mosteiro de Santa Catarina da Siena, basta caminhar seguindo o rio Chili para chegar ao belíssimo bairro Yanahuara, onde fica o principal mirador da cidade.

    Dali é possível avistar todo o centro histórico, a Plaza de Armas e os vulcões ao fundo. Se possível, programe sua visita para o fim de tarde para contemplar o belíssimo pôr do sol sobre a cidade!

    Cânion del Colca 

    Cânion del Colca

    A Cidade Branca é o melhor ponto de partida para quem deseja explorar o Vale do Colca, um gigantesco cânion formado pelas águas do rio de mesmo nome.

    Situado a apenas 160 km da cidade, o vale é um dos principais destinos turísticos do Peru, por onde passam mais de 120 mil visitantes por ano.

    Existem várias pousadas rústicas instaladas na região, que oferecem conforto e vista privilegiada do vale: que tal estender o seu passeio e passar uma noite por ali?

    Vale a pena incluir o Mirador Cruz del Condor em seu roteiro: nas primeiras horas da manhã, as gigantescas aves andinas dão o ar da graça por ali, para alegria dos viajantes.

    Quem gosta de aventura pode aproveitar para fazer trekking pelo cânion, que é duas vezes mais profundo que o Grand Canyon, nos Estados Unidos.

    Vulcão Misti

    O vulcão mais próximo de Arequipa é também o mais famoso da cidade. Por isso, nem pense em voltar para casa antes de conhecer o gigantesco El Misti, com nada menos que 5.825 metros de altitude!

    Em qualquer passeio pela cidade será possível avistar o gigante na linha do horizonte. 

    Diferentemente da maioria dos vulcões da América do Sul, o Misti ainda está em plena atividade e é monitorado de perto pela Nasa: se o vulcão entrar em erupção, pode destruir a cidade em poucas horas.

    De qualquer forma, o Misti está adormecido há muitas décadas e não dá sinais de que essa temida erupção possa acontecer em algum momento próximo.

    Os mais corajosos podem encarar o trekking até o cume do vulcão, a preços a partir de 290 PEN (em novembro/2021). Lá do alto será possível avistar a Cidade Branca, os vulcões vizinhos Chachani e Pichu Pichu, o vale do Chili e muito mais!

    O que fazer em Arequipa 2 dias?

    Apenas dois dias pode parecer pouco, mas é tempo suficiente para conhecer algumas das principais atrações da cidade. 

    Neste caso, será necessário deixar a subida do vulcão Misti de fora do seu roteiro, pois são necessários dois dias de trekking para chegar até o topo. 

    Mas não se preocupe, pois você poderá conhecer lugares incríveis durante a sua estadia!

    No primeiro dia de viagem, explore o centro histórico, especialmente os arredores da Plaza de Armas, onde estão as principais atrações turísticas arequipeñas.

    É possível passar um dia inteiro conhecendo as igrejas e os museus da região, como a Catedral, a Igreja da Companhia e o Mosteiro de Santa Catarina.

    No dia seguinte, dedique sua atenção a uma das atrações mais distantes do centro: que tal um bate-volta até o Cânion del Colca

    Se você preferir continuar nos limites da cidade, pode ser uma boa ideia conhecer o colorido Mercado San Camilo e o mirador Yanahuara!

    O que significa Arequipa?

    O que significa Arequipa?
    Fonte: Unsplash

    O nome Arequipa tem origem quéchua (ou quíchua), um idioma tradicional falado por comunidades andinas.

    Trata-se de uma junção das palavras “ari” e “quipay”, que significam “topo” e “detrás de”, respectivamente.

    Ou seja, o nome original da cidade em quéchua é “detrás do topo”, em referência direta ao vulcão Misti!

    Quais são as maiores cidades do Peru?

    O Peru é o quarto país mais populoso da América do Sul, com quase 33 milhões de habitantes, atrás apenas de Brasil, Colômbia e Argentina.

    Desse total, pouco mais de 1 milhão de habitantes vivem em Arequipa, a segunda maior cidade do país, atrás apenas da capital, Lima, que abriga 11 milhões de pessoas.

    O top 3 de cidades peruanas fica completo com Trujillo, na costa norte do país, com 825 mil habitantes.

    Faça já a sua cotação de seguro viagem para Arequipa!

    Ao planejar sua viagem para Arequipa, não se esqueça de contratar um seguro viagem para garantir a sua proteção longe de casa.

    Dessa forma, você poderá contar com assistência médica e odontológica, auxílio farmacêutico, seguro bagagem, retorno antecipado, traslado médico e várias outras coberturas indispensáveis para um viajante.

    Faça uma cotação gratuita de seguro viagem completo e barato em nosso buscador, Seguros Promo, e conte com a ajuda da nossa central de atendimento exclusiva em caso de dúvidas!

    Quer conhecer as belezas dos Andes Peruanos com tranquilidade? De Promo você pode!

    Seguro Viagem: América do Sul
    CORIS 30 BASIC +COVID19 CORIS 30 BASIC +COVID19 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 21/dia*

    Continue sua leitura!
    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente