CENTRAL DE VENDAS: Televenda (31) 4000-1667 Televenda (31) 3972-7086

Ir para o site

×

×

Ilha de Marajó: conheça as belezas naturais da ilha costeira!

Buscando um destino diferente no norte do Brasil? Saiba mais sobre a Ilha de Marajó, um lugar imperdível no litoral paraense!

A Ilha de Marajó é um destino diferente e imperdível na região norte do Brasil.

Além de ser a maior ilha fluvial do planeta, é também uma joia amazônica, repleta de belezas a serem descobertas.

O destino é um paraíso tropical, onde a natureza exuberante se funde com uma rica cultura local. O resultado é uma experiência de viagem incomparável!

A região já é conhecida por sua rica herança cultural, mas ainda é relativamente inexplorada pelo turismo.

Marajó é o casamento perfeito entre os maiores atrativos do Brasil. Sol, mar, rio e uma variedade de espécies tornam a ilha imperdível.

Neste artigo, você tem acesso a um guia completo que pode facilitar a sua visita a esse destino incrível da Amazônia.

Você vai descobrir as principais cidades, as atrações mais imperdíveis, praias incríveis e muito mais. Boa leitura!

Seguro viagem com 20% de desconto com o cupom BLOG20, compre agora!

Ilha de Marajó: conheça a maior ilha fluviomarítima do mundo!

Ilha de Marajó: conheça a maior ilha fluviomarítima do mundo!
Flickr / CC BY 2.0

O cartão de visitas da Ilha de Marajó, Pará, é o suficiente para despertar o interesse de pessoas de todos os cantos.

Trata-se da maior ilha fluviomarinha do planeta, cercada por rios e banhada pelo oceano Atlântico.

A aventura começa logo no deslocamento até a ilha, feito em catamarãs, barcos e balsas.

O destino é a “capital” Soure, maior cidade marajoara, que dispõe de infraestrutura mais bem desenvolvida por lá e serve de base para os turistas. 

Soure é também o endereço de algumas das melhores praias, acomodações e restaurantes de Marajó, além da maioria dos 500 mil habitantes da ilha. 

O cenário ali, ou em qualquer outro canto de Marajó, parece diferente de tudo que você possa conhecer.

Os símbolos da ilha, por exemplo, são búfalos, gigantes vistos em grandes manadas nas vastas planícies e até mesmo como táxis locais. 

A ilha também oferece atividades de observação de aves, pesca, focagem de jacarés, passeios de barco pelos igarapés e esportes de aventura.

Já imaginou fazer caminhadas na selva, se aventurar no rafting amazônico e pedalar pelas praias da região?

A gastronomia é uma atração à parte, com delícias como o Filé Marajoara e o Frito do Vaqueiro, ambos feitos com carne de búfalo, no menu. 

Você ainda terá a oportunidade de conhecer a rica cerâmica marajoara, assistir a apresentações de danças como o carimbó e o lundu, e muito mais!

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!
    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Onde fica a Ilha de Marajó?

    A Ilha de Marajó está situada no norte do Pará, a pouco menos de 150 km da cidade de Belém, considerando-se uma viagem em linha reta.

    A região é delimitada pelo Atlântico e pelos rios que a separam da capital paraense e do estado do Amapá.

    Ali moram mais de meio milhão de pessoas, espalhadas por um território praticamente do tamanho da Dinamarca.

    É a maior ilha (na verdade, um arquipélago com mais de 3.000 ilhas e ilhotas) fluviomarítima do mundo.

    Marajó é formada por 16 municípios e inúmeras comunidades, sendo Soure, Salvaterra, Santa Cruz do Arari e Afuá, a “Veneza Brasileira”, com seu labirinto de rios. 

    Ilha de Marajó: mapa

    A maior ilha fluviomarítima da Terra é maior que países inteiros, como Bélgica e Suíça.

    Toda essa dimensão resulta em uma cultura riquíssima, que combina natureza e urbanidade de forma harmônica.

    São mais de 3.000 ilhas e ilhotas que guardam notável biodiversidade e elementos culturais que não existem em nenhum outro canto do mundo.

    A paisagem varia entre mata densa entrecortada por rios, campos e áreas alagadas, com poucas estradas para circulação.

    A melhor forma de circular pelo arquipélago é de barco, embora o moto-táxi seja bastante popular nas maiores cidades.

    Veja onde fica a Ilha de Marajó no mapa!

    Como ir para ilha de Marajó?

    O principal ponto de partida para conhecer a Ilha de Marajó é a cidade de Belém, onde fica o maior aeroporto nas proximidades.

    O local recebe voos de várias partes do país e é a alternativa mais prática para quem deseja visitar a região. 

    Entretanto, essa é só a primeira parte da viagem, já que a capital paraense está do lado oposto do rio Amazonas em relação a Marajó. 

    Você também precisará fazer uma travessia de barco para a ilha, realizada a partir do Terminal Hidroviário de Belém.

    A duração média da viagem pode variar, geralmente entre 2 e 3 horas, conforme o tipo de embarcação utilizada. 

    Quem tem um orçamento mais generoso pode contratar um voo particular para Marajó saindo de Belém.

    Só não deixe de conferir a disponibilidade e os valores desses serviços antes de optar por essa alternativa. 

    Aqueles que desejam viajar com seu próprio veículo têm a possibilidade de utilizar a balsa que parte diariamente do porto de Icoaraci para Camará.

    Depois, você ainda precisa percorrer 35,4 km pela rodovia PA-154 para chegar a Soure.

    Se você está em Macapá, no Amapá, o acesso a Marajó é feito pela cidade de Afuá, no noroeste da ilha. 

    Os barcos e lanchas saem da Rampa de Santa Inês, na capital amapaense. 

    Qual a melhor época para ir à Ilha de Marajó?

    Como a Ilha de Marajó está localizada praticamente sobre a linha do Equador, o clima na região é inteiramente amazônico, com chuvas intensas e frequentes. 

    As estações são bem diferentes do que você possa imaginar. O “verão” se estende por todo o primeiro semestre do ano e coincide com a estação chuvosa. 

    De janeiro a junho, mais da metade da ilha fica alagada, o que transforma muitos campos em verdadeiros rios.

    Para os amantes da natureza e da vida selvagem, essa pode ser uma época fascinante, pois é quando a ilha se enche de vida.

    Entretanto, as chuvas frequentes podem dificultar o acesso a algumas áreas e certas atividades, então tenha isso em mente se marcar sua viagem nesse período. 

    Por outro lado, o período de julho a dezembro corresponde à estação seca, quando as chuvas diminuem consideravelmente e o calor intenso dá uma trégua. 

    É a melhor época para visitar a ilha, especialmente se você prefere um clima mais ameno e deseja explorar a ilha com maior comodidade.

    Nesse período, as estradas secam e as atividades ao ar livre tornam-se mais acessíveis.

    Onde se hospedar na Ilha de Marajó?

    Onde se hospedar na Ilha de Marajó?
    Flickr / CC BY 2.0

    Na hora de procurar onde se hospedar na Ilha de Marajó, você deve considerar sua estadia entre as cidades de Soure e Salvaterra.

    Essas são as duas principais bases marajoaras e oferecem a melhor estrutura ao visitante.

    Soure é considerada a “capital” da ilha e permite que o viajante tenha fácil acesso às principais atrações imperdíveis, incluindo as fascinantes fazendas de búfalos.

    As melhores praias da ilha, como a badalada Praia de Pesqueiro, são facilmente acessíveis a partir de Soure, bem como os centros de cerâmica marajoara.

    A cidade oferece também restaurantes e pousadas, garantindo uma estadia mais confortável. Você pode encontrar opções econômicas de hospedagem em Soure no El Quarto!

    Salvaterra, por sua vez, fica bem perto de Soure, do outro lado do rio Paracauari. A localização é estratégica para quem deseja curtir a Praia Grande e suas belezas naturais. 

    A cidade é também o ponto de partida para o Porto Camará, de onde partem e chegam os barcos que ligam Marajó a Belém. 

    Hotéis e pousadas em promoção no El Quarto!

    Viaje para o Pará com tranquilidade. Contrate um seguro viagem!

    Sua visita à Ilha de Marajó tem tudo para ser uma experiência inesquecível, mas não se esqueça de cuidar da sua segurança!

    Embora seja um destino 100% brasileiro, Marajó fica em um ponto isolado, onde o acesso a itens básicos, como saúde e transporte, é mais desafiador.

    Não há grandes hospitais e até uma evacuação médica para Belém, por exemplo, pode custar muito tempo e dinheiro.

    Ou seja, mesmo com recursos do SUS ou planos de saúde privados, a ajuda pode demorar ou não ser tão satisfatória quanto necessário.

    Por essas e outras, é imprescindível contar com a proteção de um seguro viagem, garantia de que você vai receber a assistência que precisar, se precisar.

    O seguro viagem oferece acesso a clínicas, hospitais e médicos conveniados, além de garantir evacuação médica ou funerária de emergência.

    Mais que isso, esse tipo de seguro ampara o viajante em diversas situações específicas, como extravio de bagagem, atraso ou cancelamento de viagem e muito mais.

    No Seguros Promo, você encontra seguro viagem a partir de poucos reais por dia, facilitando o acesso a esse serviço imprescindível. 

    Com o comparador de seguros, você pode avaliar as ofertas das melhores empresas lado a lado para encontrar o melhor custo-benefício.

    Garanta agora mesmo uma viagem tranquila e segura para desfrutar plenamente de tudo o que a ilha tem a oferecer!

    Seguro Viagem:
    Brasil
    GTA BRASIL 18 +COVID-19 GTA BRASIL 18 +COVID-19
    Assistência médica R$ 18.000
    Bagagem extraviada R$ 600 (COMPLEMENTAR)
    *Valor referente a 7 dias de viagem.
    VC 80 Brasil VC 80 Brasil
    Assistência médica R$ 80.000
    Bagagem extraviada R$ 1.000
    *Valor referente a 7 dias de viagem.
    AC 50 BRASIL COVID-19 AC 50 BRASIL COVID-19
    Assistência médica R$ 50.000
    Bagagem extraviada R$ 500
    *Valor referente a 7 dias de viagem.

    Cidades da Ilha de Marajó

    Marajó é um arquipélago com milhares de ilhas e ilhotas que misturam história, cultura e natureza em um cenário verdadeiramente exuberante. 

    Mais de meio milhão de pessoas moram nas 16 cidades que formam a região. São elas: 

    • Afuá
    • Anajás
    • Bagre
    • Breves
    • Cachoeira do Arari
    • Chaves
    • Curralinho
    • Gurupá
    • Melgaço
    • Muaná
    • Ponta de Pedras
    • Portel
    • Salvaterra
    • Santa Cruz do Arari
    • São Sebastião da Boa Vista 
    • Soure

    A parte oeste da ilha é mais desenvolvida e abriga a maioria dos habitantes, enquanto a parte leste é mais selvagem.

    É uma região com florestas densas e vastos campos com fazendas de búfalos. 

    No fim das contas, cada cidade da ilha tem sua própria identidade e atrações únicas, que contribuem para a riqueza cultural e natural da região.

    Conheça as principais cidades da Ilha de Marajó!

    Soure

    A cidade de Soure, na Ilha de Marajó, é um endereço quase obrigatório para quem visita a ilha, pois é a região mais desenvolvida do arquipélago.

    Ali vivem pouco menos de 30 mil pessoas, em um cenário permeado por história, cultura e beleza natural. 

    A região foi colonizada pelos portugueses e recebeu esse nome por conta da abundante presença de jacarés: “Soure” se origina de “Sauro”, que significa “lagarto”. 

    A cidade tem um planejamento urbano notável, com ruas numeradas que lembram um tabuleiro gigante se forem vistas de cima. 

    Considerada a “capital” marajoara, a cidade abriga belas praias, como Barra Velha, Pesqueiro e Cajuúna, além de outras atrações.

    Entre os destaques estão as fazendas de búfalos, que oferecem experiências bem diferentes aos visitantes. 

    Você também terá a oportunidade de mergulhar na cultura local em atrações como o Farol, o Cruzeiro e a Igreja Matriz.

    E não deixe de visitar uma das fábricas de cerâmica marajoara, como o Ateliê Arte Mangue e M’barayó! 

    Salvaterra

    No lado oposto do rio de Soure fica Salvaterra, casa de pouco mais de 24 mil pessoas. 

    Apesar da proximidade com a “capital” marajoara, a cidade tem a sua própria dose de charme e atrações únicas. 

    O visitante encontra algumas das melhores praias da ilha na região, como Joanes e Praia Grande.

    É também em Salvaterra que ficam as históricas Ruínas de Joanes e a igreja Companhia de Jesus, do século XVII. 

    Você terá, ainda, a oportunidade de conhecer o artesanato rural da vila de Joanes, a Fazenda Curuanã e uma unidade de turismo rural, conhecida como UTRAN.

    Porta de entrada para a ilha de Marajó, por abrigar o porto, a cidade é também um ponto de partida para explorar a história da região.

    Não deixe de conhecer as ruínas dos jesuítas e o Museu do Marajó, em Cachoeira de Acari, a 60 km de Salvaterra.

    Santa Cruz do Arari

    Santa Cruz do Arari
    Wikimedia Commons / CC BY-SA 4.0

    Outro tesouro da Ilha de Marajó é Santa Cruz do Arari, cuja história remonta à época das fazendas de gado às margens do lago Arari. 

    A cidade foi fundada em terras doadas pelo rei de Portugal para um militar do regimento de Macapá.

    Em pouco tempo, a região se desenvolveu às margens do lago Arari, ganhando casas, escolas, igrejas e comércio.

    A cidade se emancipou do município de Ponta de Pedras na década de 1960 e, desde então, não parou de crescer.

    Hoje, além da agropecuária, o município floresce graças ao turismo no lago Arari

    Em outras palavras, conhecer Santa Cruz do Arari é conhecer o maior e mais importante lago da região, que contribui para a preservação da fauna do Marajó. 

    O que fazer na Ilha de Marajó

    Com praias, rios e campos, Marajó é capaz de oferecer uma experiência única para seus visitantes.

    Você vai encontrar oportunidades para relaxar, se refrescar, se divertir e aprender em um cenário deslumbrante.

    É irresistível explorar os rios e igarapés em passeios de barco, que possibilitam conhecer de perto a exuberante fauna amazônica.

    Você também deverá se surpreender pela presença abundante de búfalos, parte essencial da cultura e economia de Marajó.

    Há centenas de milhares de animais no arquipélago, e eles contribuem para a produção de alimentos e produtos.

    A gastronomia é uma atração por si só, com oferta surpreendente de pratos típicos, como o filé marajoara, preparado com carne e queijo de búfalo.

    A cerâmica marajoara é outro tesouro que relembra as origens da ilha. 

    Veja o que mais espera por você e descubra o que fazer na Ilha de Marajó!

    Farol de Soure

    Pertinho da foz do rio Paracauari fica o Farol de Soure, um dos cartões-postais da ilha que, surpreendentemente, não é muito visitado. 

    A estrutura fica a apenas 2 km do centro da cidade de Soure e oferece uma paisagem encantadora, com vistas de uma pequena praia. 

    Pertinho do farol há outras atrações curiosas, como um igarapé e a Praia do Garrote. Um lugar tranquilo, que oferece uma experiência mágica para os visitantes.

    Cruzeiro de Soure

    Durante seus passeios pela cidade de Soure, você terá a oportunidade de conhecer o Cruzeiro de Soure, instalado na praça Magalhães Barata.

    Trata-se de uma estrutura de concreto com uma cruz de ferro em seu centro, bem no coração da cidade. 

    O monumento foi erguido durante as celebrações do 25º aniversário das atividades dos padres agostinianos na cidade, na década de 1920.

    O cruzeiro é considerado um símbolo da cristandade na região.

    Mercado Municipal de Soure

    Durante sua visita à Ilha de Marajó, não perca a oportunidade de visitar o Mercado Municipal de Soure.

    Especialmente se comparado ao Mercado Ver-o-Peso, em Belém, o mercado de Soure é bastante simples, mas não deixa de ser encantador.

    Ali, você poderá conhecer os inconfundíveis sabores marajoaras. 

    O espaço foi recém-reformado e abriga dezenas de barracas que vendem frutas, peixes, especiarias e artesanato típico da região. 

    É um ótimo lugar para apreciar os produtos locais, experimentar tapioca com manteiga ou queijo do Marajó e mergulhar na autenticidade da ilha.

    Rio Paracauari

    Rio Paracauari
    Flickr / CC BY 2.0

    Um dos maiores rios da Ilha de Marajó é o Paracauari, que separa as cidades de Soure e Salvaterra. O curso hidrográfico chega a mais de 1 km de largura no ponto em que encontra o mar. 

    As margens do rio reúnem cenários incríveis, especialmente ao pôr do sol, quando os barcos de pescadores ancoram na região. 

    A melhor maneira de explorar as belezas naturais da ilha é por meio de um passeio de barco ao longo do rio.

    O roteiro leva os visitantes muito além das praias com custo a partir de R$50 por pessoa (em novembro/2023).

    A principal rota vai da Praia do Garrote ao manguezal do Furo do Miguelão, passando pelo Farol de Soure.

    Durante o passeio, é comum avistar macacos, aves e, com um pouco de sorte, até botos. 

    No caminho, você terá a oportunidade de ouvir histórias locais, lendas e aprender mais sobre a rica flora e fauna nativa do Marajó.

    Fazenda Mironga

    Entre as principais atrações da Ilha de Marajó estão as fazendas de búfalos, e uma das mais imperdíveis é a Fazenda Mironga.

    No local, o visitante pode vivenciar a vida na fazenda e provar os produtos locais, como o famoso queijo de búfala. 

    O passeio à fazenda garante a chance de viver experiências incríveis, como montar em búfalos, assistir à ordenha das búfalas e degustar delícias da culinária local.

    A lista inclui queijo, manteiga e doce de leite, itens que podem ser adquiridos na loja da fazenda. 

    Vale a pena chegar bem cedo e acompanhar a ordenha das búfalas. No começo da manhã, os visitantes têm a oportunidade de participar da atividade.

    Esse é um jeito diferente, porém divertido, de conhecer o dia a dia da ilha.

    Praia Joanes

    Em um destino cujas temperaturas chegam a 30ºC todos os dias, como a Ilha de Marajó, nada melhor que encontrar um lugar para se refrescar.

    A boa notícia é que não faltam praias na cidade para afastar o calor. Uma dessas praias é a Praia de Joanes, em Salvaterra, um refúgio tranquilo com boa infraestrutura para turistas.

    A praia fica a pouco mais de 17 km do centro da cidade e oferece bares e quiosques que servem petiscos e bebidas aos banhistas.

    Além de dar uns mergulhos nas águas salgadas da Baía de Marajó, você poderá conhecer as Ruínas da Igreja Jesuíta de Nossa Senhora do Rosário.

    Essa antiga construção ajuda a contar a história da exploração do Norte do Brasil. 

    Praia do Céu

    Outra oportunidade ímpar para se refrescar na ilha é a Praia do Céu, localizada em Soure. 

    A praia é um recanto de sossego e beleza natural bem perto de outra praia paradisíaca, Cajuúna, a menos de 2 km de distância.

    Diferentemente de outras praias, a Praia do Céu não está junto a um igarapé, mas oferece uma ampla faixa de areia e alguns restaurantes à beira-mar. 

    A região é famosa pelas águas mornas e tranquilas, sendo indicada para famílias com crianças. A praia está a apenas 15 km do centro de Soure.

    Praia do Cajuúna

    Seguindo pela costa da Ilha de Marajó, você chegará à Praia de Cajuúna, vizinha à Praia do Céu, mencionada anteriormente.

    Esse paraíso tropical fica onde o rio se encontra com o mar, formando piscinas naturais perfeitas para longos períodos sob o sol. 

    A Praia do Cajuúna tem uma extensa faixa de areia e muitos coqueiros à beira-mar, o que gera uma aparência de praia deserta e selvagem.

    Mesmo assim, você não estará distante do conforto, pois poderá contar com a estrutura da colorida Vila Cajuúna. 

    A praia fica a 16 km do centro de Soure e tem acesso pela estrada que atravessa as terras da Fazenda Bom Jesus. Há uma cobrança de taxa de R$10 por pessoa (em novembro/2023). 

    Durante o trajeto, aproveite para apreciar as belas áreas alagadas, que lembram o cenário do Pantanal, e maravilhe-se com a presença de búfalos e aves.

    Praia do Pesqueiro

    Praia do Pesqueiro
    Flickr / CC BY 2.0

    A lista de praias marajoaras continua com a Praia do Pesqueiro, a mais famosa da cidade de Soure. 

    Esta praia fica junto a um igarapé e oferece uma faixa de areia bastante extensa. O trecho fica ainda maior na maré baixa, quando ocorre o surgimento de piscinas naturais na região. 

    Pertinho do rio, o visitante encontra uma vila que oferece excelente infraestrutura para os visitantes.

    Você também pode desfrutar de restaurantes com quiosques e guarda-sóis na faixa de areia, que proporcionam comodidade aos banhistas. 

    A Praia do Pesqueiro fica a 10 km do centro de Soure e mistura água doce e salgada.

    A região praticamente não tem ondas e é naturalmente protegida pela sombra das árvores. Um paraíso tropical!

    Praia da Barra Velha

    A praia mais próxima da cidade de Soure é a Praia da Barra Velha, a apenas 3 km do centro da cidade. Isso significa que esta é, também, uma das praias mais movimentadas do Marajó.

    Localizada junto à foz de um igarapé, a praia possibilita tanto o banho em água doce quanto salgada, além de oferecer bares e restaurantes à beira-mar.

    O banhista também encontra aluguel de guarda-sóis e cadeiras aos visitantes. 

    A praia é muito bonita e fica cercada por uma paisagem de mata com árvores típicas do mangue. É uma área bastante fotogênica, que oferece boa infraestrutura para os turistas.

    Como se locomover na Ilha de Marajó?

    Circular pela Ilha de Marajó pode ser desafiadora, em razão de sua geografia composta por matas, rios e áreas alagadas, com poucas estradas. 

    Nas áreas povoadas, como Soure e Salvaterra, você precisará contar com algum meio de transporte, e há ampla oferta de moto-táxi e serviços de traslado.

    Existe, porém, outra possibilidade: chegar à ilha de carro próprio. Há uma balsa que faz a travessia de veículos, o que possibilita que você circule pela ilha com autonomia.

    Para visitar certos atrativos, porém, não tem jeito. Você deverá encarar deslocamentos de barco, catamarã ou lancha

    De qualquer forma, não se preocupe, pois a oferta desses serviços é abundante. O porto fica a uma distância de 30 km do centro de Soure e a 25 km de Salvaterra. 

    Proteja-se na sua viagem com o Seguros Promo!

    Sua visita à Ilha de Marajó fica mais segura com o Seguros Promo, que facilita a busca e contratação do melhor seguro viagem do mercado.

    Lembre-se de que o item garante a sua tranquilidade durante a visita à ilha, assegurando o acesso a assistência médica, seguro bagagem e outros serviços importantes.

    No Seguros Promo, você encontra planos abrangentes das empresas mais confiáveis, com pagamento em até 12 vezes sem juros.

    Conhecer a maior ilha fluviomarítima do planeta sem abrir mão da tranquilidade? De Promo você pode!

    Seguro Viagem:
    Brasil
    GTA BRASIL 18 +COVID-19 GTA BRASIL 18 +COVID-19
    Assistência médica R$ 18.000
    Bagagem extraviada R$ 600 (COMPLEMENTAR)
    *Valor referente a 7 dias de viagem.
    VC 80 Brasil VC 80 Brasil
    Assistência médica R$ 80.000
    Bagagem extraviada R$ 1.000
    *Valor referente a 7 dias de viagem.
    AC 50 BRASIL COVID-19 AC 50 BRASIL COVID-19
    Assistência médica R$ 50.000
    Bagagem extraviada R$ 500
    *Valor referente a 7 dias de viagem.

    Continue sua leitura!

    aaaa