icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
19 janeiro - 8 minutos de leitura.

Moeda da China: conheça mais sobre o yuan e dicas importantes de viagem! 

Chris standing up holding his daughter Elva Ásia

Entender mais sobre a moeda da China é muito importante. Afinal, estamos falando de uma das maiores economias globais.

Se pretende viajar para o oriente e visitar esse país cheio de encantos e costumes diferentes dos nossos, precisa conhecer alguns detalhes sobre o lugar, como suas tradições e também informações sobre a moeda local.

Neste texto, vamos falar um pouco sobre a história da moeda da China e revelar curiosidades bem interessantes sobre a maior potência asiática. Continue com a gente e boa leitura!

Cote os melhores seguros de viagem com 15% de desconto neste link!

Moeda da China: história, curiosidades, dicas e cotação!

Se você gosta do continente asiático, tem interesse por sua história, tradições e cultura, então, a China é um dos países que mais vai gostar de conhecer.

Quando os europeus chegaram ao continente, o país já era um império gigantesco e muito avançado social e tecnologicamente, com sistemas hierárquicos sofisticados, seus próprios pensadores e filósofos e um enorme poderio militar.

O método de imprensa de Gutenberg, por exemplo, do século XV, já existia em uma forma mais rudimentar desde muito antes disso na China.

Em termos monetários, a moeda da China também tem uma história muito antiga e o papel-moeda, ou seja, dinheiro em forma de notas, começou a ser usado ainda no século XII pelos chineses.

Atualmente, a cotação da moeda pode parecer desvalorizada, se comparada ao dólar, por exemplo, mas para a economia chinesa isso não faz muita diferença pois seu mercado interno, composto por quase um bilhão e meio de pessoas, é muito aquecido.

Qual é a história da moeda da China?

Qual é a história da moeda da China?
Fonte: Pexels

Antes de contar toda a história, precisamos ressaltar que o nome da moeda da China é “Renminbi”, sob a sigla de CNY ou RMB e quer dizer “moeda do povo”.

No entanto, é muito mais comum que os chineses se refiram ao dinheiro como yuan, que é a unidade de conta, muitas vezes, chamada de “kuai”.

Foi a dinastia Yuan que simplificou esse modelo com a introdução do papel-moeda (1271-1368) e da paulatina retirada de circulação das moedas de metal, cada vez mais raras, mesmo hoje na China.

Qual a moeda da China atualmente?

Yuan, que significa “circular”, é o termo mais utilizado pelos estrangeiros ou em contextos internacionais para se referir ao nome da moeda chinesa, mas os nativos falam mais “kuai”, que tem o mesmo significado.

O nome oficial, como já relatamos, é Renminbi. A moeda da China é emitida pelo Banco Popular da China. Das abreviações, a mais utilizada é a CNY.

Porque a moeda da China é desvalorizada?

Alguns motivos podem ser levados em conta para explicar o porquê da desvalorização do Yuan.

Um deles é que seu mercado interno é absurdamente grande, o que torna difícil a internalização de outras unidades monetárias no país, já que a moeda local atende muito bem sua demanda.

A razão principal é que, para ser o principal fornecedor de produtos do mundo, suas exportações precisam ser baratas em relação a seus concorrentes.

Com o Yuan sempre em baixa, a China consegue exportar muito, principalmente para países como o Brasil, que operam em dólar, moeda que estará sempre em alta em relação à chinesa.

Então, existe um interesse governamental de manter o yuan desvalorizado, mesmo que artificialmente.

Dessa forma, as empresas chinesas obtém altos lucros, produzindo os bens em moeda local e vendendo em moeda estrangeira, sempre valorizada.

Também precisamos lembrar que se a moeda da China valorizar muito, isso representaria um gasto muito maior para a indústria do país, que emprega trabalhadores locais por preços bem inferiores à média global. 

O que é o yuan?

O que é o yuan?
Fonte: Pixabay

Yuan é o nome da moeda da China. É o mesmo que “kuai”, a forma coloquial de se referir ao dinheiro.

Se for visitar o país, vai precisar lidar com notas de 1, 5, 10, 20, 50 e 100 yuans. São estampadas de um lado com o rosto do ex-presidente e líder popular, Mao Tse Tung.

No verso, as notas exibem a imagem de edificações importantes e monumentos naturais belíssimos na China.

A Grande Sala do Povo, local de reuniões do Congresso Nacional da China, está na nota de 100 yuans, e a Montanha TaiShan, na cidade de mesmo nome, província de Shandong, está na nota de 5.

E também existem as notas de 1 e 2, correspondentes aos décimos de yuan, os jiaos e as que correspondem aos centavos, que vão de 10 a 50, os chamados fen.

As moedas de fen, de 1, 2 e 5, praticamente não são usadas, mas também existem as de 10 e 50 centavos e de 1 yuan, com maior circulação, mas ainda assim, raras.

Qual é o símbolo da moeda chinesa?

Os símbolos da divisa da moeda chinesa são o ¥ e o 元

Ou seja, 1 RMB é o mesmo que 1元 ou 1¥. A cotação do yuan, em valores de outubro de 2021, representa algo como: 15 centavos de dólar é igual a 1 RMB.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Seguro viagem para a China

    O seguro viagem é um documento importantíssimo para quem viaja em território nacional e, principalmente, para quem vai passear ou trabalhar no estrangeiro. 

    Principalmente em países tão diferentes do nosso, por exemplo: até o nome da moeda da China é difícil pronunciar, imagina pedir ajuda em mandarim!

    Com o Seguros Promo, você consegue comparar o preço de até 4 cotações simultâneas das melhores empresas de seguro, e contar com atendimento em português a qualquer momento da sua viagem

    E as vantagens não param por aí! O Seguros Promo tem o melhor preço garantido, então, nem precisa perder tempo acessando sites secundários, porque temos sempre as melhores condições para o seu tipo de viagem!

    Seja em uma situação de voo cancelado ou extravio de bagagem, e até em adversidades mais sérias como em uma emergência médica, por exemplo, conte sempre com o Seguros Promo! Temos a melhor cotação para você se cuidar e viajar com tranquilidade! 

    Seguro Viagem: Ásia
    Affinity 60 Inter COVID-19 QUARENTENA Affinity 60 Inter COVID-19 QUARENTENA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 60/dia*
    UA 40 MUNDO (exceto EUA) COVID-19 QUARENTENA UA 40 MUNDO (exceto EUA) COVID-19 QUARENTENA Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.300 (SUPLEMENTAR) R$ 61/dia*
    AC 35 MUNDO COVID-19 (Exceto EUA) AC 35 MUNDO COVID-19 (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 39/dia*

    Onde fazer o câmbio para a moeda da China?

    A melhor opção é trocar seu dinheiro, de reais por yuans, ainda no Brasil para obter as melhores taxas de conversão em grandes casas do ramo.

    Quem deixa para fazer o câmbio em solo chinês, pode ter certa dificuldade para encontrar estabelecimentos que façam a troca, e mesmo assim, pagando taxas bem maiores.

    Quanto vale 1 real em yuan?

    Quanto vale 1 real em yuan?
    Fonte: Pexels

    Convertendo o seu dinheiro em reais para yuans, você terá uma ligeira vantagem: R$ 1 equivale a aproximadamente ¥ 1,13. 

    Em relação ao dólar, o real está muito desvalorizado. Em outubro de 2021, 1 dólar equivale a R$ 5,64 reais.

    Quanto vale R$ 100 na China?

    Atualmente, R$ 100 equivalem a ¥ 113,50 na moeda da China, lembrando que falamos dos valores referentes a outubro de 2021.

    Qual moeda levar para a China?

    Além de yuans, que deve ser a principal moeda que vai utilizar durante a sua viagem para China, muitos estabelecimentos também recebem em dólar, USD.

    Se preferir, você pode viajar com alguma quantia na moeda estadunidense. 

    É bem mais fácil trocar dólar em casas de câmbio quando chegar à China e tem taxas bem menores em relação ao real brasileiro.

    Como levar dinheiro para a China?

    Como levar dinheiro para a China?
    Fonte: Pxhere / CC0

    O maior volume de dinheiro em espécie que o cidadão brasileiro pode retirar de seu país sem declarar à Receita Federal é de 10 mil reais. Qualquer quantia acima desse valor, deve ser declarada.

    Esse valor em moeda da China, representa cerca de ¥ 11.113. 

    Dificilmente o turista vai querer ficar andando com tanto dinheiro em espécie, mas na China a maioria dos estabelecimentos só recebem em notas ou moedas.

    Atualmente, o país trabalha com o teste do yuan digital, sua moeda de transação online, que permitirá muito mais agilidade nos pagamentos e transações.

    Cartão de crédito   

    Sim, é a forma mais prática de se fazer pagamentos hoje em dia, mas na China não é bem assim.

    Além de poucos estabelecimentos aceitarem pagamento com o cartão de crédito convencional, ainda mais raros são os que operam com bandeiras como Visa, American Express ou Mastercard.

    Por isso, caso a moeda da china tenha sua versão digital definitiva, será de grande ajuda, não somente para a segurança dos comerciantes e clientes, mas principalmente para a comodidade dos turistas.

    Dinheiro físico

    O dinheiro físico ainda é a melhor forma de fazer pagamentos na China, por isso ressaltamos que será importante aprender a lidar com as notas.

    Desde o táxi até o jantar, separe suas notas de kuais! Levar alguns dólares em espécie também é uma boa ideia para pagar por seu consumo em outros países da Ásia ou mesmo nos aeroportos das escalas.

    Cidades para visitar na China

    Cidades para visitar na China
    Fonte: Pxhere / CC0

    A China é um destino turístico interessantíssimo. Seja pelas belezas naturais, cidades antigas ou sua rica história, o gigante asiático recebe milhões de turistas todos os anos, atraídos por seus diversos pontos turísticos.

    A seguir, vamos contar algumas curiosidades sobre Pequim e Xangai, duas das principais cidades da China, além de citar alguns pontos de interesse para você visitar. 

    Pequim

    Pequim, a capital da China, tem uma história de ocupação de mais de 3 mil anos! 

    Além das características antigas, de um povo orgulhoso de seu passado, Pequim também é moderna, rica e movimentada por mais de 20 milhões de habitantes.

    Fica no norte da China e é controlada diretamente pelo governo chinês e não por uma prefeitura local. Você poderá ver monumentos incríveis quando viajar à cidade.

    A visita à Cidade Proibida é imperdível! Trata-se do maior complexo de palácios do mundo, que foi a residência dos imperadores de 1420 a 1912 e tem cerca de 980 edifícios.

    A Grande Muralha, ou como é mais conhecida, a Muralha da China, foi a construção mais longa já feita pelo homem, com mais de 8 mil km de extensão. Ao todo, foram mais de 20 séculos para construir tudo, obra que começou em 215 a.C.

    O Templo do Céu, edificado ainda no século XV, é um patrimônio da humanidade e merece sua visita. Foi construído em formato circular e era de uso exclusivo dos imperadores para orações por boas colheitas.

    E ainda poderíamos falar de muitos outros lugares interessantes como o Palácio de Verão do Imperador e também atrações modernas, o 798 Art Zone e os prédios de formatos inusitados espalhados pela capital.

    Xangai

    É a maior cidade da China e tem mais de 25 milhões de habitantes. É bem distante esteticamente do interior do país, ou mesmo das partes históricas da capital.

    O turista poderá acessar os mirantes e terraços dos prédios mais altos e bonitos da cidade, além de passear pelo The Bund, de onde é possível ver a skyline de Xangai com os principais arranha-céus, símbolos do crescimento econômico chinês.

    Os cruzeiros pelo rio Huangpu são ótimos para conhecer a cidade e fazer ótimas fotos. 

    Funciona tanto de dia quanto à noite, quando as luzes da cidade iluminam os edifícios e tudo fica incrivelmente colorido.

    A Rua Nanjing vai te encantar se você é do tipo de turista que curte fazer compras. A rua equivale à Times Square de Nova Iorque e concentra lojas de marcas importantes além das grifes mais luxuosas do mundo.

    A Cidade Velha de Xangai é também uma ótima opção para quem deseja conhecer um pouco da história local. 

    Embora abarrotado de transeuntes, o lugar tem templos, lojas e restaurantes, mas muito mais simples do que em outros pontos da cidade.

    E ainda, nesse espaço existem inúmeras lojas de souvenirs, e se você chegar bem cedo, vai poder ver dezenas de pessoas praticando os belos e fluidos movimentos do tai chi chuan.

    Cotação de seguro viagem para a China   

    Agora que já aprendeu tudo sobre a moeda da China e conheceu várias curiosidades sobre essa importante nação, já deve ter percebido que o seguro viagem é essencial para fazer um passeio mais tranquilo, certo?

    Por isso, o site Seguros Promo deve ser a sua primeira opção na hora de pesquisar por cotações baratas. Basta colocar algumas informações no site e rapidamente fica sabendo do resultado.

    Insira os seguintes dados: cidades de embarque e desembarque no Brasil, o destino escolhido, seu nome, e-mail e celular. 

    E ainda, seguindo a gente nas redes sociais você não perde nenhuma promoção!

    Quer conhecer as belezas e os mistérios do oriente com segurança e economia? De Promo você pode!

    Seguro Viagem: Ásia
    Affinity 60 Inter COVID-19 QUARENTENA Affinity 60 Inter COVID-19 QUARENTENA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 60/dia*
    UA 40 MUNDO (exceto EUA) COVID-19 QUARENTENA UA 40 MUNDO (exceto EUA) COVID-19 QUARENTENA Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.300 (SUPLEMENTAR) R$ 61/dia*
    AC 35 MUNDO COVID-19 (Exceto EUA) AC 35 MUNDO COVID-19 (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 39/dia*

    Continue sua leitura!

    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente