icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
08 janeiro - 10 minutos de leitura.

Puno, Peru: saiba como viajar com segurança e economia! 

Chris standing up holding his daughter Elva América do Sul

Principal base para quem deseja conhecer o Lago Titicaca, Puno, Peru, é uma cidade na fronteira com a Bolívia que guarda vários encantos a seus visitantes.

O pacato município surpreende pela simplicidade em meio ao cenário selvagem da imponente Cordilheira dos Andes, em uma região em que a cultura tradicional dos povos andinos segue até hoje muito bem preservada.

Capital do Folclore Peruano, Puno é o lugar perfeito para aprender mais sobre o estilo de vida nos Andes e conhecer as belezas de uma região simultaneamente inóspita e hospitaleira.

Para te ajudar a planejar uma viagem fantástica por um dos lugares mais apaixonantes da América Latina, reunimos todas as informações que você precisa para montar o seu roteiro. Veja só!

Cote os melhores seguros de viagem com 15% de desconto neste link!

O que fazer em Puno, Peru: pontos turísticos e dicas de viagem!

Reza a lenda que o Império Inca nasceu em Puno, Peru, quando os fundadores Manco Cápac e Mama Ocllo teriam surgido das águas do Lago Titicaca, até hoje considerado sagrado para os peruanos.

O que é lenda e o que é história parecem se confundir nesta pequena cidade peruana onde hoje vivem cerca de 130 mil pessoas, mas uma coisa é certa: cada caminhada pelas ruas de Puno parece convidar o viajante a imergir na cultura local.

Todos os dias, os nativos usam suas vestes tradicionais cheias de cor, gerando um belo contraste com a paisagem árida dos Andes, a mais de 3.827 metros de altitude.

Ali, o ocre das pedras parece ser realçado pelo céu quase sempre azul e pelo também azul Titicaca, lago navegável mais alto do mundo e grande estrela local, responsável por atrair a maior parte dos turistas que visitam Puno.

E como ignorar as comunidades tradicionais que vivem e resistem nos arredores da cidade, como as Ilhas Flutuantes de Uros, os coloridos tecelões de Taquile e os herdeiros incas de Amantani e Sillustani?

Em outras palavras, Puno pode oferecer ao viajante uma oportunidade ímpar de mergulhar em uma cultura milenar, que remonta às origens da América, enquanto conhece paisagens naturais exuberantes!

Onde fica Puno?

Onde fica Puno, Peru?
Fonte: Unsplash

Puno é uma das cidades peruanas que fica localizada na região sudeste do país, mais perto da capital da Bolívia, La Paz (265 km), do que de Lima, a quase 1.300 km de distância.

A distância de Puno a Arequipa, maior cidade nas proximidades, é de apenas 290 km, enquanto Juliaca, onde fica o principal aeroporto da região, está a meros 43 km de distância.

Como ir para Puno?

O viajante precisa encarar mais de 21 horas de viagem de ônibus se quiser se deslocar de Lima a Puno, Peru, de ônibus. 

Por isso, o meio de transporte mais indicado para fazer a viagem a partir da capital peruana é o avião: o trecho é operado em vários horários diários por diversas companhias aéreas, inclusive Latam e Sky Airline.

Se você desembarcou em Juliaca e deseja finalizar sua viagem até a cidade do Lago Titicaca, o acesso é feito em apenas 50 minutos pela rodovia Trajeto 34H.

Quer descobrir como ir de Arequipa a Puno? É só seguir de carro ou ônibus pela rodovia Trajeto 34A, em percurso que leva aproximadamente 5h10.

Os viajantes que estão saindo do Brasil não precisam se preocupar, pois o Aeroporto de Juliaca recebe voos com escalas a partir de várias cidades brasileiras.

Como é o clima em Puno?

Localizada em plenos Andes, Puno, Peru, é uma cidade de clima frio e árido em qualquer época do ano graças a sua elevada altitude, superior a 3.800 metros acima do nível do mar.

De qualquer forma, vale a pena se organizar para visitar a cidade entre os meses de novembro e fevereiro, quando as temperaturas estão mais amenas, com média de 11ºC, e o clima está mais úmido, amenizando os efeitos da secura.

Mesmo com as temperaturas baixas, o viajante não pode se bobear com os cuidados com o corpo: a cidade recebe grande incidência de raios solares em qualquer época do ano e você não deve circular sem protetor solar, chapéu e óculos escuros.

Nos meses de maior movimento turístico, de junho a agosto, muitos turistas desavisados acabam indo parar no hospital com queimaduras pela exposição solar prolongada ou com mal-estar pelo frio intenso, de até -6ºC.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Conheça a cidade de Puno, Peru, com segurança e economia!

    Ao organizar a sua viagem para Puno, você não pode se esquecer de contratar um bom seguro viagem Peru, pois o item pode ser bastante útil para o viajante em diferentes situações!

    Dessa forma, se você precisar de atendimento médico, sofrer algum acidente, tiver suas bagagens extraviadas ou precisar voltar para casa antes da hora, é só acionar a seguradora para ter os gastos devidamente cobertos.

    Você pode fazer a cotação de seguro viagem barato em nosso site de buscas, Seguros Promo, que disponibiliza a exclusiva ferramenta de comparação detalhada gratuitamente.

    O viajante pode comparar até quatro planos simultaneamente, facilitando a escolha pela melhor opção de preço e cobertura para a sua viagem!

    Seguro Viagem: América do Sul
    AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 60/dia*
    Affinity 60 LATAM COVID-19 QUARENTENA Affinity 60 LATAM COVID-19 QUARENTENA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 73/dia*
    CORIS 30 BASIC +COVID19 CORIS 30 BASIC +COVID19 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 22/dia*

    O que fazer em Puno

    Localizada em uma ampla planície às margens do Titicaca, Puno é uma cidade mais simples que a litorânea Arequipa ou a cosmopolita Lima, onde você poderá conhecer um lado mais “genuíno” do Peru.

    Confira o que fazer em Puno, no Peru!

    Catedral de Puno

    Catedral de Puno
    Fonte: F Delventhal / Flickr / CC BY 2.0

    A Basílica San Carlos Borromeo, conhecida como Catedral de Puno, Peru, é um templo do século XVIII que impressiona pela riqueza de detalhes em seu amplo interior e, sobretudo, na suntuosa fachada, em estilo barroco mestiço.

    Localizada na Plaza de Armas, bem no coração da cidade, a catedral tem altares laterais decorados em ouro e abriga esculturas de pedra que remetem ao começo da ocupação espanhola na América Latina.

    Depois de visitar a igreja, que tal explorar as boas opções gastronômicas nas proximidades? Pode ser uma excelente oportunidade de conhecer a rica culinária peruana!

    Museo Municipal Carlos Dreyer

    Mais uma das boas atrações nos arredores da Plaza de Armas, o Museo Municipal Carlos Dreyer parece convidar o visitante a mergulhar na história de Puno.

    O artista plástico e colecionador de arte viveu a maior parte de sua vida na cidade às margens do Titicaca. 

    A casa do período colonial na qual Carlos Dreyer viveu foi convertida em museu e hoje guarda um riquíssimo acervo que reconta a história da cidade desde o período pré-hispânico.

    No local, os visitantes podem ver artefatos arqueológicos, obras de arte e itens ligados a diferentes civilizações pré-colombianas.

    O Museo Municipal Carlos Dreyer fica aberto de segunda a sexta, das 9h30 às 19h30, com entrada a 15 soles (preço em novembro/2021).

    La Casa del Corregidor

    Durante seu passeio pela Plaza de Armas, não deixe de visitar La Casa del Corregidor, uma das construções mais antigas de Puno, Peru, anexa ao Museo Municipal Carlos Dreyer.

    A casa em estilo colonial se destaca em amarelo no centro histórico e mantém preservadas as características arquitetônicas do passado da cidade.

    O espaço, que também funciona como centro cultural, abriga hoje um café-bar que serve várias iguarias típicas e disponibiliza internet sem fio de qualidade para seus visitantes.

    Mirador El Condor

    Mirador El Condor
    Fonte: Unsplash

    O Mirador El Condor, também conhecido como Mirador Kuntur Wasi, é o mirante mais famoso da cidade, de onde é possível contemplar toda Puno, Peru, e a imensidão do Lago Titicaca.

    A dica é pegar um táxi até a colina para guardar o fôlego para subir os mais de 600 degraus até o mirador, especialmente no fim de tarde, quando o pôr do sol transforma a paisagem em diferentes tons de vermelho e laranja.

    Se você tiver sorte, conseguirá até mesmo avistar alguns condores durante seu passeio. 

    Ali, as aves de rapina que dão nome ao mirador são homenageadas com uma estátua, considerada símbolo da cidade.

    Jirón Lima

    A mais importante rua da cidade é Jirón Lima, ou Calle Lima, onde você terá a oportunidade de conhecer construções coloniais belíssimas.

    A rua conecta a principal praça da cidade, Plaza de Armas, e o Parque Pino, uma agradável praça frequentada por viajantes e nativos.

    Na Jirón Lima você também deve encontrar lojinhas de artesanato, cafés, restaurantes e muitas agências de turismo que oferecem passeios pelo Lago Titicaca e atrações nos arredores.

    Cerrito de Huajsapata

    Quem gosta de belas paisagens não pode deixar de conhecer o Cerrito de Huajsapata, um dos mirantes mais bonitos de Puno, Peru.

    Além de oferecer vista privilegiada da cidade e do Lago Titicaca, o mirante abriga uma gigantesca estátua de Manco Cápac, apontado como fundador do Império Inca, que teria surgido das águas do Titicaca.

    Arco Deustua

    Arco Deustua
    Fonte: Jordan Israel / Wikimedia Commons / CC BY-SA 4.0

    Seu passeio pela cidade pode te levar até o Arco Deustua, um arco de pedra localizado no centro da cidade, pertinho do Parque Pino, na Jirón Independencia.

    O monumento foi erguido na primeira metade do século XIX para homenagear os soldados peruanos que sucumbiram durante a Guerra de Independência, nas batalhas de Junín e Ayacucho.

    A construção é simples e pode passar despercebida pelos mais distraídos, mas representa um episódio importante da história de Puno.

    Parque Pino

    Embora seja chamado Parque Pino, o “parque” é, na verdade, uma ampla praça de Puno, Peru, construída em 1901 para homenagear Manuel Pino, considerado um dos grandes heróis da Guerra do Pacífico.

    No centro do parque/praça foi instalada uma estátua de bronze em homenagem ao combatente, e singelos jardins dão um bem-vindo toque de cor à paisagem.

    Bem em frente ao Parque Pino fica uma bela igreja dedicada à padroeira da cidade, o Santuário da Virgen de la Candelaria, do século XVIII.

    Nos meses de fevereiro, a praça se transforma no palco de uma das maiores festas do calendário local, atraindo milhares de fiéis em celebração à Virgem de Candelária.

    Sillustani

    O complexo arqueológico de Sillustani é formado pelas ruínas de antigas torres funerárias, chamadas chullpas, datadas do período pré-inca, por volta do século XV.

    Durante o Reinado de Colla, do povo Tiwanaku, as torres foram utilizadas como criptas para os restos mortais dos nobres da região.

    Ali também eram depositadas suas posses, como objetos pessoais e até animais, criados e mulheres, que acompanhariam o morto em sua nova vida.

    As chullpas chegavam a 12 metros de altura e hoje são objeto de estudo de especialistas em ufologia. Dali, você poderá, ainda, contemplar uma bela vista do Titicaca.

    Vale a pena reservar pelo menos meio dia para fazer o passeio até Sillustani e conhecer mais sobre a história de Puno antes da chegada dos espanhóis. 

    Para chegar até lá, é só pegar um táxi no centro da cidade!

    Chucuito

    As ruínas de Chucuito guardam lembranças do povo Qollasuyo, nome que era dado às comunidades no extremo sul do Império Inca.

    O espaço mais curioso do que restou do povoado é o Templo da Fertilidade, repleto de figuras e estátuas fálicas, curiosamente também um dos pontos mais fotografados das ruínas.

    Depois de conhecer o antigo vilarejo inca, você pode aproveitar para visitar um dos bons restaurantes da região, muitos deles instalados em hotéis, que oferecem vista privilegiada do Lago Titicaca.

    O que fazer no lago Titicaca?

    O que fazer no lago Titicaca?
    Fonte: Unsplash

    Por mais que Puna seja um destino encantador, cheio de belezas e lugares interessantes, é inegável que a maior atração da cidade seja o impressionante Lago Titicaca, Peru, onde fica a Ilha Flutuante dos Uros e vários vilarejos tradicionais.

    Tombado como Patrimônio Natural do Peru, o lago é um dos maiores da América do Sul e o mais alto corpo d’água navegável do mundo a 3.812 metros de altitude.

    Confira o que fazer no Titicaca!

    Quem são os Uros?

    Uma das principais atrações do Lago Titicaca são as Ilhas Flutuantes de Uros, feitas completamente de totora, um tipo de junco que cresce abundantemente nas margens do lago.

    Os Uros construíram as ilhas artificiais para escapar dos povos incas e collas: os esforços deram certo e a cultura permanece preservada mesmo no século XXI.

    Os passeios pelas ilhas flutuantes levam até uma das ilhas de totora, onde vivem quatro famílias que falam o idioma aimará, um dos mais antigos das Américas.

    No local, você poderá adquirir artesanato produzido pelos Uros e desfrutar de passeios pelo lago em barcos também feitos de totora.

    Ilha Taquile

    Diferentemente de Uros, Taquile é uma ilha propriamente dita, também localizada em Titicaca, pertinho de Puno, Peru.

    Cerca de 2,2 mil pessoas vivem na região e mantêm a cultura local viva: os moradores falam exclusivamente o quéchua e raramente se relacionam com pessoas de fora.

    Em outras palavras, visitar Taquile oferece ao visitante uma oportunidade ímpar de conhecer um pouco mais sobre a cultura tradicional andina.

    Ilha Amantaní

    Se você pretende viver uma experiência mais genuína e imersiva no Lago Titicaca, não deixe de incluir uma visita à Ilha Amantaní em seu roteiro de viagem.

    Os viajantes podem encontrar uma acomodação simples, na casa de uma das famílias locais, na Hospedagem Comunitária Amantaní.

    O pacote inclui alimentação completa preparada pelos nativos, conhecidos como um povo alegre, que ama festa e visitantes de outros lugares.

    Quando a noite cai, todo o vilarejo se transforma e os moradores se juntam aos turistas ao redor da fogueira para celebrar a vida com muita dança.

    Não deixe de visitar o cume da ilha, onde existem ruínas incas e você poderá contemplar uma vista em 360 graus do Titicaca.

    Quantos dias devo ficar em Puno?

    Definir quantos dias ficar em Puno depende diretamente dos objetivos da sua viagem. 

    Apenas um dia deve bastar para conhecer os pontos turísticos do centrinho, mas as muitas atrações nos arredores da cidade vão demandar mais tempo do turista.

    Para visitar as maiores ilhas do Titicaca, os sítios arqueológicos de Chucuito e Sillustani, além de outras belezas nas proximidades de Puno, é melhor reservar ao menos uma semana para a sua viagem.

    Além disso, pode ser uma boa ideia planejar uns dias a mais para que seu corpo possa se adaptar adequadamente à altitude elevada, evitando os desconfortos causados pelo mal de altitude.

    Cotação de seguro viagem para Puno, Peru!

    Depois de descobrir tudo sobre Puno, Peru, só falta garantir seu seguro viagem barato para curtir a sua estadia sem se preocupar com gastos adicionais e imprevistos.

    Afinal, em caso de emergência médica, acidente, extravio de bagagem, cancelamento de voo e muitos outros cenários que podem render prejuízo e dor de cabeça, basta acionar a seguradora para cobrir as despesas inesperadas.

    O seguro viagem mais completo e mais barato do mercado está no nosso buscador, Seguros Promo, que te ajuda a encontrar a melhor opção para a sua viagem em poucos minutos!

    Voltar para casa sem prejuízo depois de conhecer as belezas peruanas? De Promo você pode!

    Seguro Viagem: América do Sul
    AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 60/dia*
    Affinity 60 LATAM COVID-19 QUARENTENA Affinity 60 LATAM COVID-19 QUARENTENA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 73/dia*
    CORIS 30 BASIC +COVID19 CORIS 30 BASIC +COVID19 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 22/dia*

    Continue sua leitura!

    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente