icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
09 dezembro - 10 minutos de leitura.

Mochilão: prepare-se bem antes de partir em viagem com as nossas dicas! 

Chris standing up holding his daughter Elva Dicas de Viagem

Fazer um mochilão é o sonho de muita gente, pois esse formato de viagem possibilita não apenas conhecer lugares novos como também uma excelente economia!

Para desfrutar de uma viagem assim, seja pelo Brasil, pela América do Sul, pela Europa ou qualquer outro lugar, o viajante deve “ligar” seu modo aventureiro e caprichar no planejamento!

Ou seja, não basta colocar a mochila nas costas e cair no mundo. Você precisa se preparar adequadamente.

Mas não se preocupe, pois você não precisa passar por esse desafio sozinho! Montamos um guia com as melhores dicas para sua viagem de baixo custo! Confira!

Cote os melhores seguros de viagem com 15% de desconto neste link!

Mochilão: descubra como aproveitar a experiência!

Muita gente acredita que para se tornar mochileiro precisa apenas de uma boa mochila e disposição para cair no mundo. 

No entanto, viver essa experiência é algo que requer cuidado, planejamento e organização, do contrário, você corre o risco de passar por perrengues durante a sua viagem.

É necessário definir um roteiro eficiente e realista, garantir a segurança da sua bagagem e cuidar bem das finanças, entre outras medidas, para assegurar o sucesso da sua experiência.

Neste artigo, você vai encontrar dicas básicas de segurança para mochileiros, sugestões de destinos econômicos e outras informações importantes para orientar o seu planejamento de viagem! Vamos lá!

O que é fazer um mochilão?

O que é fazer um mochilão?
Fonte: Pxhere / CC0

Em poucas palavras, fazer mochilão é viajar a baixo custo por vários destinos em um único roteiro de viagem.

Essa modalidade também é conhecida como backpacking (do inglês “backpack”, ou “mochila”) é famosa em todos os cantos do mundo e, ao contrário do que muita gente pensa, não é exclusiva para jovens.

É isso mesmo que você leu: qualquer pessoa, não importa a idade, pode se tornar um mochileiro!

Além disso, esses roteiros geralmente não se limitam às atrações turísticas (e, por isso, mais conhecidas) de cada destino.

Isto é, estamos falando de visitar lugares menos badalados, conhecer pessoas de outros países e ver um lado diferente da cidade que você está visitando.

Por que fazer um mochilão?

Os motivos para planejar uma viagem nesse estilo variam de acordo com o viajante. A maioria dos mochileiros, porém, tem um objetivo em comum: viajar gastando pouco.

Os viajantes dão preferência a hostels e hotéis econômicos, não fazem questão de comer em restaurantes requintados e preferem passeios menos concorridos a atrativos disputados, que tendem a ser mais caros.

Além disso, é comum encontrar mochileiros que não fazem questão da economia: sua principal intenção é viver uma viagem mais “livre”.

A cereja no bolo é a oportunidade de ver paisagens incríveis, conhecer novas culturas e viver experiências inesquecíveis sem pesar no bolso!

O que é preciso para ser um mochileiro?

O que é preciso para ser um mochileiro?
Fonte: Unsplash

Se você acha que mochileiro é apenas um viajante que trocou a mala tradicional por uma mochila, você está muito enganado.

Esse formato requer planejamento, organização e disposição por parte do viajante para que seja bem-sucedida.

Veja o que você precisa para se tornar mochileiro!

1. Defina o seu roteiro

O primeiro passo do seu planejamento deve ser, obrigatoriamente, a criação do roteiro de viagem, isto é, escolher quais destinos você vai visitar.

Seu mochilão será pelo Brasil, pela América do Sul, pela Europa ou pela Ásia? Você quer passar quantos dias em cada cidade? Como vai se deslocar de um destino para o outro?

Essas e outras perguntas vão orientar o planejamento do mochileiro, sempre tendo em vista o orçamento total disponível.

Só a partir dessas respostas você poderá adquirir passagens aéreas, reservar hospedagem, informar-se sobre os documentos necessários para viagem e escolher o melhor seguro viagem para a sua proteção.

Lembre-se que, caso você deseje esticar ou encurtar a sua viagem, precisará arcar com os custos extras para a remarcação do voo ou da hospedagem. Por isso, monte seu roteiro com expectativas realistas

Ou seja, mais importante que defini-lo, será manter-se fiel ao planejamento estabelecido!

2. Leve cópias dos seus documentos

Por mais cuidadoso que você seja, não está isento de certos riscos, como roubo ou perda de documentos. O problema é que essa situação pode ser ainda mais desagradável durante uma viagem.

Já imaginou acabar sem seu passaporte para voltar para casa? Ou ter a carteira furtada e ser impedido de voar por não apresentar seus documentos?

Por essas e outras, recomenda-se que o viajante tenha sempre cópias impressas e digitais de seus documentos, como passaporte, carteira de identidade, cartões de crédito, passagens aéreas, apólice de seguro viagem e quaisquer outros que se façam necessários.

Você pode armazenar essas cópias em uma pasta física, no seu computador, no seu e-mail ou até em um drive de armazenamento por nuvem para conseguir acessá-las sem dificuldades assim que precisar.

Dessa forma, em caso de perda ou roubo dos originais, você terá cópias que podem te salvar de uma grande dor de cabeça!

3. Cuide de sua bagagem

Cuide de sua bagagem
Fonte: Pxhere / CC0

Se você está viajando de mochila pela Europa, pelo Brasil ou qualquer outro lugar do mundo, considere a sua bagagem como uma extensão do seu corpo.

Em outras palavras, cuide bem da sua bagagem durante a viagem!

Coloque um identificador fácil de ser visualizado de longe nas bagagens que vão ser despachadas e nunca deixe sua mochila desacompanhada ou sob a responsabilidade de pessoas que você não conhece.

Para garantir a segurança da sua mochila, coloque um bom cadeado no fecho e o utilize sempre que for guardar sua bagagem no depósito ou locker de um hostel.

Você pode até investir em um localizador GPS para se prevenir em caso de extravio ou roubo. Existem vários modelos à venda pela internet, e esse investimento pode significar uma boa economia se houver necessidade.

4. Não passe informações importantes para desconhecidos

Mochilar é uma oportunidade incrível de conhecer pessoas novas de todos os cantos do mundo. No entanto, essa situação também expõe o mochileiro a riscos.

Por isso, nunca se esqueça de cuidar da sua própria segurança. E isso quer dizer não passar informações pessoais para pessoas que você não conhece!

Muitas vezes, na empolgação de uma experiência mochileira, é fácil relaxar e se descuidar em relação a informações importantes, como se está viajando sozinho ou acompanhado, a localização do seu hotel ou quais objetos de valor está carregando.

Esses dados não são relevantes para desconhecidos e podem representar uma importante falha de segurança, então mantenha suas informações pessoais apenas para você ou pessoas de confiança.

5. Aprenda um pouco sobre os destinos visitados

Visitar um lugar novo sem saber nada sobre ele é mais comum do que parece, mas pode ser um erro importante no caso dos mochileiros.

Vale a pena aprender antecipadamente sobre o destino que você vai visitar para descobrir quais regiões evitar, as atrações que você não pode perder e até mesmo dicas para economizar durante a sua estadia.

6. Divida seu dinheiro

Divida seu dinheiro
Fonte: Unsplash

Tão importante quanto descobrir como mochilar com pouco dinheiro é guardar seu dinheiro com cuidado. 

Isto é, não corra riscos desnecessários com as suas finanças enquanto estiver longe de casa.

Não ande com grandes quantias no bolso e não coloque todo o dinheiro que você tem em apenas um lugar. 

Do contrário, qualquer imprevisto pode te privar de toda a reserva financeira que você fez para a viagem.

Vale a pena dividir o seu dinheiro em diferentes locais para a sua proteção: uma parte na conta bancária, outra parte na doleira, uma porção escondida na mochila, e por aí vai.

Assim, se você for roubado ou furtado, não vai ficar completamente desamparado e terá uma reserva de emergência.

Coloque em sua carteira apenas a quantia que você precisa para passar o dia e evite abri-la em espaços públicos ou perto de outras pessoas.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    7. Contrate um bom seguro viagem

    Não importa o destino do seu mochilão, você não pode se esquecer de contratar um bom seguro viagem para proteger o seu bolso.

    Você pode assegurar coberturas importantes com um investimento irrisório em comparação ao total gasto na viagem.

    Dessa forma, caso você precise de atendimento médico, hospitalar ou odontológico, é só acionar a seguradora para receber assistência gratuita ou reembolso por gastos previstos em apólice.

    O seguro viagem oferece, ainda, outras coberturas que podem ser bastante úteis, como seguro bagagem, regresso antecipado, traslado médico e até seguro por morte ou invalidez.

    Você pode contratar o melhor seguro viagem pelo menor preço do mercado em nosso site de buscas, Seguros Promo, que te ajuda a comparar ofertas e coberturas de maneira detalhada, fácil e rápida.

    Seguro Viagem: Seguros Internacionais
    AC 35 MUNDO (Exceto EUA) AC 35 MUNDO (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 24/dia*

    Tipos de mochilão

    Para muitas pessoas, existe apenas um tipo de mochilão: aquele em que as pessoas viajam a baixo custo com a mochila nas costas e um espírito de aventura apurado.

    No entanto, existem diversas modalidades de viagens para mochileiros, cada uma mais adequada para um perfil de viajante. Veja só!

    Mochilão clássico

    O mochilão clássico é tradicionalmente uma viagem mais longa, que pode durar vários meses ou até anos, além de passar por vários países, a depender da disposição e das condições financeiras do mochileiro.

    Em muitos lugares, esse formato de viagem é considerado até mesmo um rito de passagem para a vida adulta!

    Mochilão de curta duração

    A maior parte dos mochileiros opta por viagens mais curtas e, por isso, mais viáveis dos pontos de vista prático e financeiro.

    Esse formato de viagem dura, em geral, de duas semanas a três meses e acontece tradicionalmente no período de férias ou após uma formatura.

    Mochilão voluntário

    Nos últimos anos, tem crescido o número de adeptos do mochilão voluntário, um tipo de viagem no qual você troca trabalho por hospedagem e/ou alimentação.

    Por essas e outras, essa modalidade é bastante popular entre viajantes com orçamento mais curto que não querem deixar de viajar por limitações financeiras.

    Várias instituições oferecem trabalhos voluntários para viajantes, mas você também pode conseguir acordos em hostels, hotéis, restaurantes e lanchonetes.

    Onde fazer mochilão?

    Onde fazer mochilão?
    Fonte: Pexels

    Uma das maiores vantagens de qualquer mochilão é a versatilidade à disposição do viajante: afinal, você pode montar uma viagem dessas em praticamente qualquer lugar do mundo!

    Os roteiros mais comuns percorrem destinos europeus, sul-americanos e até mesmo brasileiros, mas você pode ir mais longe.

    Confira os destinos mais comuns para mochileiros!

    Mochilão pelo Brasil

    Quem faz mochilão no Brasil tem a oportunidade de conhecer lugares incríveis. 

    Afinal, estamos falando de um país com dimensões continentais, que oferece aos visitantes destinos de praia, montanha, cachoeira, cultura e história por todos os cantos.

    A maior vantagem por trás dos roteiros mochileiros no Brasil é a comodidade de utilizar o real para suas transações financeiras: assim, você não perde dinheiro com câmbio e pode economizar ainda mais durante sua viagem.

    Nesse sentido, você terá vários locais à disposição, como os Lençóis Maranhenses, o Delta do Parnaíba e Jericoacoara, no Nordeste, o litoral da Bahia, a Serra Gaúcha ou a Estrada Real, em Minas Gerais.

    Mochilão pela América do Sul

    Muitos viajantes optam por fazer um mochilão pela América do Sul, montando roteiros que incluem vários países vizinhos ao Brasil em uma mesma viagem.

    Alguns são tradicionalmente mais econômicos, como a Bolívia, o Peru e a Venezuela, enquanto outros, como Colômbia, Uruguai, Argentina e Chile, demandam maior organização financeira do mochileiro.

    Uma coisa, porém, é fato: com algum planejamento, você pode gastar muito menos para mochilar pela América do Sul em comparação a destinos de outros continentes.

    O idioma também é um fator importante para mochilões sul-americanos: o espanhol, falado em todos os países da América do Sul, com exceção do Brasil, é uma língua relativamente familiar para povos latinos, como os brasileiros.

    Mochilão pela Europa

    Mochilão pela Europa
    Fonte: Pexels

    Quem nunca sonhou em fazer mochilão na Europa que atire a primeira pedra! 

    O continente foi um dos principais responsáveis por popularizar esse formato de viagem e é, até hoje, o principal destino de mochileiros no mundo inteiro!

    Um dos maiores atrativos europeus é a facilidade de deslocamento entre diferentes países: as fronteiras são próximas e conectadas por trens, estradas e rotas aéreas. 

    Além disso, o viajante encontra ofertas de transporte a preços bastante convidativos para circular.

    O turista também não precisa se preocupar com vistos. A maioria dos países europeus faz parte do Tratado de Schengen, que exige um seguro viagem para o livre trânsito de pessoas pelo continente.

    Assim, quando você entra na Europa, é como se estivesse visitando um único e imenso país!

    Os viajantes também conseguem economizar em alimentação e encher um carrinho de supermercado com apenas 30 euros na maioria das cidades, bem como encontrar hospedagens econômicas.

    Desse jeito fica mais fácil visitar lugares como Paris, Roma, Madri, Berlim e Amsterdã sem estourar o orçamento de viagem!

    Quanto dinheiro precisa para fazer um mochilão?

    Ao falarmos sobre mochilão, quanto custará a viagem vai depender das preferências de cada viajante.

    Você faz questão de mais conforto ou prioriza a economia? Como vai se deslocar entre os destinos do seu roteiro? Quais seus planos para alimentação? Vai viajar na baixa ou alta temporada?

    No caso de viagens nacionais, você pode montar um roteiro amplo com um investimento entre R$ 100 e R$ 150 por dia, desconsiderando-se as passagens aéreas.

    Pretende montar um roteiro internacional? Os custos podem girar em torno de US$ 60 e US$ 100 por dia, a depender dos países que você vai visitar.

    Esses valores foram cotados em setembro de 2021 e podem sofrer alteração a depender da data e do destino da sua viagem.

    Algumas dicas podem baratear a sua viagem: dê preferência a compras em supermercados em detrimento de refeições em restaurantes e, se estiver viajando pelo exterior, que tal optar por caronas para se deslocar?

    Na Europa e na América do Norte, alguns aplicativos têm sido grandes aliados dos mochileiros, mas você também pode optar pelo antigo método do “dedão” na beira da estrada.

    Por fim, dê preferência a viagens durante a baixa temporada para assegurar uma economia mais significativa!

    Encontre o melhor seguro viagem para fazer um mochilão!

    Não importa o destino do seu mochilão, você não pode se esquecer de contratar um bom seguro viagem. Assim, vai proteger o seu bolso em caso de imprevistos ou problemas mais sérios, como acidentes.

    Dessa forma, você assegura que vai voltar para casa de sua viagem econômica sem dívidas!

    O seguro viagem oferece diversas coberturas para destinos nacionais e estrangeiros, como atendimento médico e odontológico, assistência farmacêutica, regresso antecipado, traslado médico ou funerário, e muitos outros.

    Você encontra o seguro viagem mais barato do mercado em nosso site de buscas, Seguros Promo, que possibilita a comparação detalhada de até quatro planos simultaneamente

    Quer viajar pelo mundo com segurança e economia? De Promo você pode!

    Seguro Viagem: Brasil
    GTA BRASIL 18 GTA BRASIL 18 Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 600 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*
    AC 15 BRASIL AC 15 BRASIL Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 500 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*
    AC 15 BRASIL +COVID19 AC 15 BRASIL +COVID19 Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 500 (COMPLEMENTAR) R$ 7/dia*

    Continue sua leitura!
    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente