icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
09 fevereiro - 8 minutos de leitura.

Couchsurfing: o que é e como ter hospedagem grátis? 

Chris standing up holding his daughter Elva Dicas de Viagem

O couchsurfing pode ser uma boa solução para uma das despesas mais caras de uma viagem: a hospedagem. Para economizar, muitos mochileiros adotam a prática, que é uma forma para se hospedar gratuitamente em casa de moradores locais

Ao pé da letra, o termo significa “surfe de sofás”, mas muitos viajantes têm a sorte de encontrar conforto — seja em um colchão, uma cama ou até quartos privativos — nas casas da comunidade de couchsurfers, como são chamados os membros dos grupos.

Se você não conhecia a modalidade, nós vamos te mostrar agora como ter uma experiência diferente, econômica e rica em conhecimentos culturais. Confira!

Compre os melhores seguros de viagem com um cupom de 15% de desconto neste link!

Couchsurfing: entenda tudo sobre o serviço

O site mais conhecido deste meio é o couchsurfing.com, que conta com mais de 12 milhões de membros e mais de 200 mil cidades pelo mundo.

Fundada em 2004, a visão da plataforma é “criar um mundo melhor por meio das viagens, e criar viagens mais ricas por meio da conexão”. Com isso, a originalidade e as vantagens do empreendimento logo chamaram a atenção de viajantes de todo o mundo.

Junto com a curiosidade, também surgiram muitas dúvidas: afinal, é necessário pagar alguma taxa? Como funciona o cadastro? Quais são os serviços oferecidos? É seguro?

Neste artigo, iremos explorar a modalidade inovadora e responder essas e outras questões, com dicas fundamentais para você estar totalmente preparado para “surfar por sofás”. Continue a leitura!

O que é couchsurfing?

O que é Couchsurfing
Fonte: Pexels

Existem comunidades de couchsurfers que reúnem casas do mundo inteiro e que abrem as portas para viajantes se hospedarem. 

Para participar, é necessário se cadastrar no site com foto e referências pessoais. Quanto mais detalhes o seu perfil tiver, mais fácil será encontrar os anfitriões que combinam com você.

A plataforma é como uma rede social, que apresenta os perfis das casas cadastradas e de quem busca hospedagem, e os usuários abastecem a ferramenta com depoimentos e avaliações sobre as experiências que tiveram nas hospedagens.

O que mais ajuda na hora de procurar uma casa são as classificações e recomendações que cada uma tem no site, que são feitas por quem já se hospedou. 

Mas não basta apenas escolher o endereço — o dono da casa também avalia se vai aceitar ou não o pedido de hospedagem. Por isso, ao pesquisar, pense sempre em um plano B, para recorrer caso o seu primeiro pedido seja negado.

Uma dúvida recorrente sobre o sistema do couchsurfing é se os anfitriões são obrigados a disponibilizar a casa na rede para participar da comunidade. 

A resposta é não, e é até mesmo possível ser um anfitrião de outras formas — como se oferecendo para apresentar a sua cidade a quem escolhê-la como destino de viagem, por exemplo.

O tempo médio de hospedagem varia. Normalmente, é entre um dia e uma semana, mas tudo é definido por meio de contato entre o anfitrião e o hóspede.

Além do seguro, há muitos outros serviços que são essenciais para que a sua viagem seja um sucesso. Para melhorar sua experiência, acesse o Vantagens Promo e fique atento às opções e benefícios!

Couchsurfing é pago?

Uma das premissas da modalidade é a hospedagem gratuita — ou seja, a ideia é intermediar a troca cultural entre pessoas por meio da economia compartilhada, sendo uma boa opção para quem está fazendo um mochilão no Brasil ou um mochilão pela Europa.

Entretanto, a plataforma também oferece um recurso pago para os couchsurfers que desejam garantir algumas vantagens. 

Mediante o pagamento de uma taxa única de 60 dólares (preço conferido em fevereiro de 2021), o viajante poderá aumentar a quantidade de solicitações disponíveis para buscar hospedagem, além de apoiar o serviço prestado pelo site.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Invista na segurança das suas viagens!

    Agora, você já possui informações suficientes para entender como funciona o esquema básico do couchsurfing, e provavelmente já sabe se a modalidade atenderia ou não o seu perfil de viajante.

    Seja qual for a sua opção de hospedagem — hotéis, hostels, casas de amigos ou o próprio couchsurfing nunca viaje sem contratar um seguro de viagem

    Esse passo é essencial para ter a certeza de que a sua segurança, assim como o investimento feito para realizar a viagem, sejam devidamente resguardados de possíveis imprevistos.

    Entender o que é o seguro viagem e o que ele abrange também lhe tornará um viajante mais experiente e autoconfiante, pois o serviço será um forte aliado para o sucesso da sua jornada, do início até o fim.

    Acesse o nosso site, Seguros Promo, pesquise pelo seu continente de destino e as datas do passeio, e confira os principais planos disponíveis.

    Seguro Viagem: Seguros Internacionais
    AC 35 MUNDO (Exceto EUA) AC 35 MUNDO (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 28/dia*

    O custo-benefício é extremamente vantajoso, e caso haja dúvidas, você poderá contar com uma equipe especializada!

    Como fazer couchsurfing?

    A principal procura pela plataforma é pela possibilidade de encontrar estadia em qualquer lugar do mundo gratuitamente, o que inegavelmente é uma ideia muito atraente para uma boa parte dos viajantes.

    Nessa proposta, uma outra alternativa é anunciar uma viagem aberta: assim, os anfitriões no destino para onde irá receberão uma notificação com as datas, e poderão entrar em contato para oferecer a estadia.

    Entretanto, o site também oferece outras funcionalidades, como o hangouts — por ela, é possível ver os usuários que estão nos arredores e até mesmo propor um encontro, sendo também uma forma de fazer novas amizades.

    Há ainda uma série de eventos que são organizados pela própria comunidade de couchsurfers, como walking tours e pub crawls.

    Veja a seguir como criar o seu perfil no site e dicas valiosas para você tirar o melhor proveito dessa experiência! 

    Crie um perfil atraente

    Crie um perfil atraente para Couchsurfing
    Fonte: Pixabay

    Lembre-se que a primeira impressão é a que fica. Então, conte sobre você, suas viagens, seus hobbies, família, animais de estimação, disposição em ajudar nas tarefas de casa, humor e qualquer outra informação que possa ajudar o anfitrião a conhecê-lo melhor.

    Mesmo que haja a opção de pular as questões, preencher o extenso formulário da rede da forma mais detalhada e simpática possível será valioso para conquistar mais potenciais anfitriões que colocaram suas casas à disposição para os viajantes.

    O seu perfil será decisivo para que o anfitrião possa refletir se aceitará ou não o pedido para dividir o teto com você por alguns dias, mesmo que você se saia bem no contato direto que acontece por e-mails.

    Além das informações que fornecerá pelo formulário de inscrição, você pode colocar fotos pessoais para dar mais certeza de que você é um couchsurfer que vale a pena ser recebido em casa.

    Se você também quiser disponibilizar a sua casa para hospedar mochileiros, é nesse mesmo formulário que deverá informar. 

    Para isso, você deve descrever o seu “sofá”, que pode ser o espaço que você tiver disponível em casa para oferecer. Além disso, você pode colocar qualquer tipo de restrição ou as suas expectativas sobre como os hóspedes devem se comportar na sua casa.

    Antes de dar início ao seu perfil, você pode navegar pelos já existentes para ter uma noção melhor de como são e até buscar inspirações para preparar o seu de forma mais atraente.

    Busque referências

    Se você nunca se hospedou pelo sistema couchsurfing, uma boa ideia é buscar frequentar os encontros promovidos pelos couchsurfers

    Esses encontros são mais comuns nas cidades grandes — em alguns lugares, acontece semanalmente, para o pessoal praticar o inglês. Além de formar novos contatos para a rede, a experiência é sempre interessante para conhecer pessoas e até fazer amizades.

    Se você é tímido e tem dificuldade para se enturmar em grupos de estranhos para buscar referências, também poderá recorrer aos seus amigos para escreverem sobre você na rede, desde que eles também possuam um perfil registrado.

    Encontre anfitriões com perfis similares ao seu

    Couchsurfing: Encontre perfis similares ao seu
    Fonte: Unsplash

    Como o sistema funciona por meio de contatos, o ideal é que você faça amizade antes de ir para a casa de alguém ou receber um estranho na sua casa. Para isso, busque sempre perfis que tenham interesses parecidos com o seu.

    No site, é possível fazer esse tipo de busca por meio de palavras-chave. Tente por profissão, literatura, filmes, festas, enfim, qualquer tipo de hobby. 

    Seja criativo na hora de procurar alguém legal. Além disso, há grupos de interesses na rede que você pode participar.

    Se ainda assim você estiver inseguro(a), procure anfitriões ou hóspedes com as restrições que te deixam mais confortável

    Mulheres que viajam sozinhas, por exemplo, poder procurar por pessoas do mesmo sexo. Inclusive, você pode destacar as suas preferências no seu perfil.

    Faça o contato com antecedência e capriche no pedido

    Não há regra de tempo para buscar por um couch (“sofá”), mas é melhor procurar e entrar em contato com antecedência. O ideal é entre 15 dias e um mês antes da viagem.

    A maioria dos couchsurfers peca na hora de fazer o pedido de hospedagem, pois escrevem uma mensagem genérica, copiam e colam para todas as tentativas. Quem é experiente sabe de cara quando recebe esse tipo de e-mail, e geralmente, rejeita.

    Então, antes de enviar um pedido, estude bem o perfil que te interessou e mostre o motivo pontual que te levou a entrar em contato. O segredo é não ser impessoal. Seja criativo!

    Isso faz mais diferença ainda quando o seu destino é uma cidade turística concorrida, como Nova York, Paris, Barcelona e Tóquio. Os anfitriões recebem inúmeros pedidos de hospedagem, então é preciso chamar a atenção para o seu e-mail ser lido.

    Com o tempo, você vai adquirir experiência e poderá ganhar várias referências. Possivelmente, irá se surpreender com os convites que irão surgir conforme disponibiliza os itinerários de suas viagens publicamente. 

    Os papéis podem até mesmo se inverter, e você poderá rejeitar ou aceitar os convites de hospedagens.

    Alinhe a comunicação

    Alinhe a comunicação
    Fonte: Pexels

    Conseguir um anfitrião é apenas o primeiro passo: para a sua experiência realmente ser bem sucedida, é preciso investir na comunicação e conhecer bem as expectativas de ambos os lados.

    Procure entender quais são as regras da casa e as restrições exigidas pelo proprietário, e analise se conseguirá se adaptar à elas. 

    Pergunte sobre os horários de chegada e saída e outros aspectos relevantes para a convivência — pode ser importante saber se há animais de estimação se você possuir alguma alergia, por exemplo.

    Se você será o anfitrião, verifique como poderá contribuir para que a estadia do hóspede seja mais proveitosa. Uma boa dica é orientar o couchsurfer quanto ao caminho para chegada e outros percursos úteis, e se possível, separar um tempo para fazerem um passeio juntos.

    Afinal, couchsurfing é seguro?

    De acordo com a própria plataforma, a maioria das experiências vividas pelos couchsurfers não são apenas seguras, como também são extremamente transformadoras para os viajantes.

    Certamente, ao começar a interagir com outros couchsurfers, você perceberá que possui muito em comum com outros usuários, e uma boa parte do receio inicial será eliminada.

    Além disso, o site oferece uma equipe de confiança e segurança para que os usuários possam reportar qualquer situação relacionada a incidentes nesse sentido. 

    Ainda assim, em qualquer viagem, é sempre importante zelar pelo resguardo. Abaixo, listamos algumas dicas para manter em mente e garantir que tudo flua como esperado:

    • Confira as referências deixadas por couchsurfers que já se hospedaram com aquele anfitrião;
    • Dê preferência para anfitriões que possuam perfis verificados;
    • Verifique com antecedência se a moradia pode ser acessada com facilidade;
    • Procure conhecer bem a pessoa que irá lhe receber, e sempre confie em seus instintos;
    • Mantenha seus pertences próximos a você, e procure não carregar itens desnecessários, que podem ser facilmente perdidos, ou de alto valor; 
    • Saiba onde estão localizados os hotéis e hostels mais próximos, caso precise alterar a sua hospedagem.

    Independente do seu destino ou do local onde fará sua estadia, conte com a proteção de um bom plano de seguro para garantir coberturas contra acidentes e emergências médicas. 

    Os benefícios do seguro viagem também abrangem suporte em casos de extravio de bagagens e cancelamento ou atrasos de voos, entre muitas outras vantagens.

    Para encontrar os planos com o melhor custo-benefício do mercado, foque suas pesquisas no Seguros Promo, onde poderá comparar as opções mais indicadas das principais seguradoras do Brasil e do mundo.

    Seguro Viagem: Seguros Internacionais
    AC 35 MUNDO (Exceto EUA) AC 35 MUNDO (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 28/dia*

    Explore diferentes culturas com economia, praticidade e segurança. De Promo você pode!


    Leia também:

    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente