icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
09 abril - 8 minutos de leitura.

Metrô de Londres: história, curiosidades, mapa e dicas para usar 

Chris standing up holding his daughter Elva Europa

Além de locais turísticos, o metrô de Londres também é uma atração à parte na capital da Inglaterra, sendo motivo de muito orgulho para os londrinos.

Chamado de Underground ou apenas tube, ele é considerado o mais antigo do mundo. Se está de malas prontas a terra da Rainha Elizabeth II, prepare-se para se encantar com o moderno sistema de metrô de lá.

Neste artigo, confira a história, curiosidades e dicas para usar o transporte!

Cote seguro viagem com desconto neste link!

Metrô de Londres: vale a pena?

Sim! Para quem quer conhecer as principais atrações, a melhor forma de se locomover pela cidade, sem dúvida, é de metrô. 

Além de seu sistema ultramoderno, os vagões são novos, limpos, com wi-fi e muito confortáveis.

Sem contar que a linha férrea abrange praticamente toda a capital, o que facilita a vida dos turistas e dos moradores. 

Outra vantagem é a pontualidade britânica que também é uma das características do sistema de metrô. 

O valor não é exorbitante e compensa muito se comparado com o táxi. Nem precisamos falar sobre a rapidez das viagens do The Underground

História do metrô de Londres

Metrô de Londres: história
Fonte: Pixabay

A construção do metrô londrino se deu no século XIX. Os primeiros terminais criados foram o London Bridge, King’s Cross, Paddington, Waterloo, Euston, Paddington, Bishopsgate, todas fora do centro de Londres.

Na época, a implantação do sistema de transporte ferroviário aconteceu como uma alternativa para solucionar o tráfego de automóvel que aumentou muito na cidade. 

A partir daí, novas estações foram criadas no decorrer dos anos. Em 1863, a Metropolitan Railway foi inaugurada e, em poucos meses, mais de 26 mil passageiros já eram transportados todos os dias. 

Novas empresas também foram criadas no decorrer dos anos, mas em 1933 elas se transformam em uma única companhia. 

Alguns anos depois, essa operadora virou a London Transport Board, nacionalizada pelo governo, que hoje tem o nome de Transports for London.

Com mais de 15 anos de história, o metrô em Londres é pioneiro em tecnologia, mapas, transportes, entre outros.

Ao todo, esse verdadeiro ícone londrino reúne números surpreendentes. São mais de 270 estações, 11 linhas e mais de 4 mil veículos que transportam cerca de 2 milhões de passageiros todos os dias!

Quantos quilômetros tem o metrô de Londres?

Ao passo que o sistema de metrô da capital inglesa foi evoluindo, os trilhos também foram sendo ampliados atingindo praticamente toda a cidade.

Atualmente, a capital londrina tem  , ficando atrás apenas da cidade Xangai, na China, que tem mais de 600 quilômetros de extensão.

Seguro viagem para Londres

Antes de embarcar para Londres, é preciso contratar um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. 

Esta exigência tem como base o Tratado de Schengen, que trata sobre a livre-circulação de turistas entre os países signatários.

A principal finalidade do acordo é garantir que os turistas tenham condições de arcar com custos em casos de acidentes, atendimento médico, entre outros.

Na hora de encontrar os melhores planos, conte com o nosso site Seguros Promo, que oferece os menores preços, descontos e promoções. 

Seguro Viagem: América do Norte
GTA 145 GLOBAL GTA 145 GLOBAL Assistência médica USD 145.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 42/dia*
AC 60 AM. NORTE *COM FRANQUIA + TELEMEDICINA AC 60 AM. NORTE *COM FRANQUIA + TELEMEDICINA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 22/dia*
TA 100 AM. NORTE TA 100 AM. NORTE Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 42/dia*

Como usar o metrô em Londres?

Não é à toa que o metrô de Londres é o queridinho de turistas e moradores locais. Como se não bastasse toda modernidade, rapidez e comodidade, usar o sistema de transporte ferroviário londrino é muito tranquilo.

A primeira facilidade são as dezenas de estações espalhadas por todos os cantos da capital, que estão muito bem sinalizadas.

Ao chegar em uma delas, você não ficará perdido, pois há indicações de direções para facilitar a localização dos passageiros. 

Mas se precisar, use o Google Maps para te ajudar durante as viagens, pois ele indica exatamente qual a linha você precisa usar e qual a estação final.

Além disso, nos diversos pontos turísticos londrinos e estações são fornecidos o mapa do metrô de Londres por zonas para facilitar a vida, principalmente dos visitantes.

Horário de funcionamento do metrô de Londres

Uma das vantagens do sistema metrô londrino é seu horário de funcionamento. Os vagões trabalham das 5 horas até a meia-noite, porém, é possível encontrar algumas linhas circulando até por volta da 1 hora.

Mapa do metrô de Londres

O mapa do metrô de Londres é um dos melhores e mais bem detalhados do planeta, sendo desenhado em 1933 por Harry Beck.

Nele, as linhas são sinalizadas por cores e as zonas são divididas por Norte, Sul, Leste, Oeste.

Acredite, você não ficará perdido. Para quem gosta de guardar lembranças das viagens, há modelos impressos espalhados por toda a cidade.

Mas se prefere fazer tudo no celular, baixe o aplicativo Tube Map London Underground que está disponível tanto para Iphone quanto para Android.

Zonas do metrô de Londres

Como já falamos, o mapa do metrô londrino é dividido por 9 zonas concêntricas. Para entender a lógica do transporte ferroviário, os números da rede de metrô mais baixos pertencem às áreas mais centrais da cidade.

Os números com maior valor representam as regiões mais distantes do centro. Por exemplo: o Parlamento Britânico e o Palácio de Buckingham ficam na zona 1. 

Na zona 2 concentra-se o famoso bairro da Amy Winehouse, Camden Town. Ao olhar o mapa, você verá como é fácil entender a distribuição das zonas de transporte.

Quanto custa o metro de Londres?

Quanto custa o Metrô de Londres
Fonte: Pixabay

Para usar o London Tube, você precisará comprar um cartão recarregável que te dá acesso às estações e as linhas de metrô. Os preços variam de acordo com a quantidade de dias e as zonas que pretende percorrer.

Se ficará na capital londrina apenas um dia ou dois, você pode adicionar um crédito ao seu cartão de 20 libras para percorrer as zonas 1 e 2, por exemplo.

Para quem pretende ficar 3 dias e visitar as regiões com as principais atrações, é possível comprar o bilhete que custa 25 libras que cobre viagens ilimitadas para as zonas 1 e 2.

Mas se a sua estada na cidade for de uma semana, coloque cerca de 50 libras para percorrer várias zonas. Tudo dependerá da quantidade de dias e das zonas que vai transitar.

Oyster card

O ticket de metrô nada mais é do que o Oyster, que é um cartão magnético recarregável que você vai usar como pagamento nos meios de transporte público de Londres.

O mais legal é que ele funciona também para ônibus, trem, Overground, DLR (Docklands Light Railway), TfL Rail e River Bus, além do teleférico Emirates Air Line.

Como usar o Oyster?

Metrô de Londres: Oyster card
Fonte: Pixabay

Para usar o cartão é muito tranquilo, pois ele é muito semelhante àqueles que usamos aqui no Brasil. 

Depois de adquirir o seu Oyster, ao entrar na estação, você precisará aproximar o cartão dos sensores existentes nas catracas para ser liberado.

Ao sair do metrô é preciso passar o cartão magnético novamente, pois é neste momento que o sistema contabiliza a sua viagem respeitando os critérios de zonas percorridas e horários.

Como comprar o Oyster Card?

Para comprar o seu Oyster Card Londres também não tem mistério. É possível adquiri-lo nas máquinas que ficam nas estações de metrô e do TfL Rail, além do London Overground. 

Existem ainda lojinhas Oyster espalhadas por toda cidade que vendem o cartão.

Como carregar o Oyster card?

Ao comprar o seu cartão, você precisará escolher a forma como pretende carregá-lo. O carregamento é feito nas próprias estações ou nos centros de visitantes espalhados pela cidade.

Se preferir, coloque créditos no sistema pay as you go, a forma mais fácil de carregar, principalmente para os turistas, pois, dessa forma, você coloca uma quantia e desse total, os valores das passagens vão sendo debitados.

Travelcard

Metrô de Londres: travelcard
Fonte: Needpix

Ele também é um cartão para percorrer as zonas de Londres de metrô, porém, o Travelcard serve para um período pré-determinado, podendo ser diário, semanal, mensal ou anual.

Essa opção também funciona nos mesmos meios de transporte do Oyster Card. Hoje em dia, são vendidos apenas cartões Travelcard de 24 horas e de 7 dias de duração.

Como usar o Travelcard?

Não há diferença na forma de utilização do Travelcard. Ao chegar na estação, logo nas catracas aproxime o cartão ou o bilhete de papel para ser liberado nas catracas. 

Antes de sair do metrô, você precisará passá-lo novamente para validar a sua viagem. 

Como comprar o Travelcard?

Esse tipo de bilhete também pode ser comprado em estações de metrô e da National Rail. Há bancas espalhadas pela cidade que também vendem o Travelcard. Além dos centros de visitantes.

Como carregar o Travelcard?

É possível fazer o carregamento nas estações ferroviárias ou nos centros de visitantes existentes em várias regiões da capital. 

Para usar o Underground London com o Travelcard, você também pode optar pelo sistema pay as you go, que é a forma mais prática para os turistas.

Oyster card ou Travelcard?

A verdade é que os dois são muito semelhantes, porém o Travelcard também pode ser comprado por meio do Oyster.

O cartão Oyster é muito mais prático, principalmente para os turistas, pois você pode adquiri-lo e devolvê-lo ao final da viagem. Já no Travelcard de papel você pode conseguir bons descontos.

Dicas para usar o metrô de Londres

Dicas de viagem para Londres
Fonte: Piqsels

Para andar pelas zonas do sistema de metrô, a regra número 1 é sempre ter o mapa do metrô atualizado em mãos, seja impresso ou em aplicativo.

Nas estações ferroviárias, deixe os cartões do transporte sempre em mãos, pois você terá que usá-los antes de embarcar e desembarcar.

Evite ficar parado na frente das catracas procurando o seu cartão. Os londrinos, embora pacientes e educados, ficam bem chateados com as pessoas que atrapalham a passagem.

Se esta é a sua primeira vez em Londres, não se preocupe! Ao chegar às estações, uma dica é seguir as placas indicativas para se localizar. Preste atenção nas cores da linhas para não entrar em vagão errado.

Nas escadas rolantes, nunca pare do lado esquerdo, que é usado para o fluxo de passageiros. Fique sempre na direita para não atrapalhar o fluxo da escada rolante!

Muito cuidado quando estiver na plataforma, fique sempre atrás da linha amarela para evitar acidentes. Essa é uma das dicas essenciais de como andar no metrô de Londres.

Já deu para perceber que o metrô em Londres faz parte da história e da cultura do país, sendo parte das atrações turísticas da cidade, não é mesmo? 

Se tiver tempo, conheça as estações mais antigas como a King’s Cross, que é belíssima e muito moderna. 

Lá, existe a famosa plataforma 9 ¾ do filme Harry Porter. Mesmo não sendo fã, vale aquela foto tradicional.

Cultura londrina

A pontualidade dos londrinos é uma coisa de outro mundo. Portanto, se você se atrasar, certamente perderá o metrô.

Para ficar por dentro das chegadas dos vagões, há letreiros espalhados pelas estações que indicam o destino do próximo trem e em quanto tempo ele deve chegar.

Outra dica é não ter pressa para entrar no vagões. Espere as pessoas desembarcarem para depois embarcar.

Nos vagões, ocupe apenas uma cadeira. Evite colocar bolsas e malas na poltrona ao lado, ao menos que o vagão estiver vazio.

Os londrinos são extremamente educados e cordiais e você verá isso também dentro do metrô. Então, procure falar baixo sem causar tumulto.

Já ouviu falar da expressão em inglês Mind the gap? Esse termo significa: cuidado com o vão.

Na hora de embarcar ou desembarcar, fique atento ao espaço que existe entre o vagão e a plataforma, para não sofrer nenhum acidente!

Confira também o post que preparamos para quem quer montar um roteiro de Londres!

Cotação seguro viagem para Londres

Usar o metrô de Londres é uma experiência muito interessante. É legal ver como um sistema tão antigo é usado como o principal meio de locomoção entre londrinos e turistas.

Mas antes de andar bastante de metrô e conhecer tudo que a capital londrina tem para oferecer, não esqueça que a contratação do seguro viagem é item obrigatório para entrar no país.

Comece as suas cotações agora mesmo em nosso nosso site Seguros Promo, que oferece os melhores planos e os preços mais baixos do mercado.

Seguro Viagem: Europa
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 18/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) TA 100 MUNDO (exceto EUA) Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 23/dia*

Quer viajar para Londres de forma segura? De Promo você pode!

Veja também


Recomendado para você
Melhor preço garantido
faça uma cotação e confira.
Conecte-se com a gente