icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
24 setembro - 12 minutos de leitura.

O que fazer em Estocolmo: melhor época, o que ver e roteiro 

Chris standing up holding his daughter Elva Seguro Viagens

Descobrir o que fazer em Estocolmo não é uma missão simples: a capital da Suécia reúne diversos tipos de atrações, para todo tipo de público, e o visitante tem inúmeras opções pela frente.

A vantagem é que estamos falando de uma cidade bastante moderna e organizada, com um sistema de transporte pra lá de eficiente, em um dos países mais desenvolvidos do mundo.

Uma das cidades mais visitadas por turistas brasileiros na Escandinávia, Estocolmo surge no cenário internacional como uma alternativa ao roteiro mais clássico pela Europa, e promete encantar seus visitantes. 

Destacamos tudo o que você precisa saber sobre a capital sueca, desde a melhor época para visitar até um roteiro ideal para quem vai passar 1, 2 ou 3 dias em Estocolmo. Confira!

O que fazer em Estocolmo: atrações essenciais para 1, 2 e 3 dias

A cidade de Estocolmo é uma das capitais mais antigas da Europa, datada do século VI a.C.

Construída sobre 14 pequenas ilhas no lago Mälaren, que deságua no Mar Báltico, Estocolmo reúne alguns dos melhores lugares para conhecer na Suécia. 

Para conhecer as melhores atrações e mergulhar no clima aconchegante da capital sueca, o segredo é a organização e o planejamento. 

Para te ajudar a montar o roteiro ideal para a sua viagem, criamos um guia completo com as melhores atrações de Estocolmo e região!

Onde fica Estocolmo?

O que fazer em Estocolmo onde fica
Fonte: Pixabay

Uma das mais charmosas cidades da Europa, Estocolmo é a capital da Suécia.

Cidade com mais habitantes entre todos os países nórdicos, com 1,5 milhão de moradores na região metropolitana, a capital sueca tem excelente infraestrutura para receber turistas e está entre as preferidas dos brasileiros na Escandinávia.

Aliás, vale a pena ficar atento a um detalhe: apesar de a Suécia fazer parte da União Europeia, é um dos poucos países do Velho Continente que não aderiram à União Econômica e Monetária que adotou o euro desde 1999.

Por conta disso, a moeda local não é o euro, mas a coroa sueca, que tem um câmbio bem mais favorável em relação ao real: 1 coroa sueca equivale a cerca de R$ 0,58.

No entanto, não se preocupe: é possível que você consiga utilizar o euro em boa parte dos estabelecimentos de Estocolmo!

Mapa de Estocolmo

Se você está pensando em viajar para a Suécia, uma boa dica é estudar bem o mapa de Estocolmo para avaliar as atrações que você quer conhecer e definir possíveis rotas de deslocamento.

Assim, você ganhará mais tempo para apreciar cada ponto turístico que visitar, e não vai desperdiçar dinheiro e energia em trajetos pouco eficientes.

Para te ajudar nessa tarefa, destacamos os principais pontos de interesse turístico no mapa de Estocolmo. Confira!

Seguro viagem obrigatório para a Suécia

Seguro Viagem: Europa
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 67.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 20/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) + TELEMEDICINA TA 100 MUNDO (exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*

Quem deseja visitar a Suécia ou a maior parte dos países europeus precisa contratar um seguro viagem com cobertura mínima no valor de 30 mil euros para garantir a passagem pela imigração.

Trata-se de uma exigência definida pelo Tratado de Schengen, acordo que facilita a livre circulação pelas fronteiras dos países do Espaço de Schengen — mas, acima de tudo, é uma recomendação para qualquer viajante.

Afinal de contas, imprevistos e acidentes não escolhem hora nem lugar para acontecer, e uma situação inesperada pode até mesmo abreviar a sua viagem!

Quem contrata um seguro viagem, além de evitar problemas com as autoridades do país de destino, garante muito sossego para apreciar a viagem sem prejuízo ou dor de cabeça.

O viajante segurado tem direito a cobertura de despesas médico-hospitalares, auxílio diante de casos de extravio ou dano à bagagem, cancelamento ou atraso de voo, traslado sanitário ou funerário, entre outros.

A boa notícia é que garantir esse sossego é mais barato do que muita gente pensa: um plano mais simples custa cerca de R$ 19 por dia, e um plano mais completo pode ser adquirido a partir de R$ 26 por dia.

Você pode encontrar as melhores ofertas e os planos ideais para cada perfil de viajante com a ajuda do melhor comparador do Brasil, o Seguros Promo.

Para encontrar o melhor preço do mercado, você pode comparar até quatro seguradoras por vez, sem complicação!

Quando viajar para Estocolmo?

Sua experiência na capital sueca pode variar de acordo com a estação do ano em que aconteça a sua visita. Como as estações são bem definidas, seu roteiro poderá sofrer algumas alterações.

Para ter mais tempo de luz solar diária para explorar a cidade, o mais indicado é agendar a sua viagem para meses mais quentes, mais especificamente entre os meses de maio e outubro.

Durante o mês de junho, por exemplo, o sol só se põe depois das 23h, maximizando o tempo que você terá para conhecer a cidade. Além disso, nesse período a temperatura fica em torno de agradáveis 20°C e 23°C.

No entanto, é importante lembrar que no inverno, a situação se inverte. A Suécia é um país frio, o que quer dizer que você poderá ter dificuldades para conhecer boa parte da capital nos meses mais frios.

Os dias ficam bem mais curtos e a luz do sol aparece por poucas horas no dia, enquanto as temperaturas despencam para abaixo de zero. Ou seja, uma simples caminhada pela cidade vai ser uma tarefa quase insuportável.

O que fazer em Estocolmo no verão?

O que fazer em Estocolmo no verão
Fonte: Pixabay

Como já deu pra perceber, a estação mais quente do ano é a mais favorável para visitar Estocolmo. Mas, afinal de contas,  o que fazer na Suécia no verão? Muita, mas muita coisa!

Durante o verão a cidade sedia diversos festivais, incluindo a celebração pelo dia mais longo de todo o ano, o esperado Solstício de Verão.

Esse período do ano é o melhor para curtir longos passeios ao ar livre e explorar a cidade. No entanto, também é a alta temporada, então você pagará um pouco mais por hospedagem e passagens, entre outros.

Para encontrar preços mais em conta e fugir do grande movimento da alta temporada, uma alternativa é viajar no mês de outubro, quando as temperaturas começam a cair, mas ainda é possível desfrutar de Estocolmo ao ar livre.

O que fazer em Estocolmo com chuva?

Estocolmo é uma cidade em que chove bastante, principalmente nos meses mais quentes do ano. No entanto, é preciso lembrar que estamos falando de uma cidade que está bem preparada para invernos rigorosos.

Isso quer dizer que você encontrará boas opções de atrações e atividades de lazer que podem ser desfrutadas em ambientes fechados, devidamente preparados para a chuva e para o frio.

Entre as atividades preferidas dos visitantes durante o período chuvoso estão as boas galerias de arte da cidade, bem como museus e mercados, que recebem exposições e até atrações musicais.

O que fazer em Estocolmo no inverno?

O que fazer em Estocolmo inverno
Fonte: Pixabay

Se você optou por viajar para a capital sueca na estação mais fria do ano, esteja preparado: as temperaturas ficam abaixo de zero e o frio é intenso, tornando difíceis tarefas simples, como uma simples caminhada ao ar livre. 

Mesmo assim, você poderá apreciar muito do que a cidade tem a oferecer, como os bem estruturados museus, o Mercado de Östermalm e a residência oficial da monarquia sueca, o Palácio Drottningholm.

Se a sua viagem acontecerá no mês de dezembro, saiba que você terá muitas opções do que fazer em Estocolmo no Natal, pois trata-se de um dos períodos mais esperados pelos suecos

A cidade ganha um tradicional Mercado de Natal em Gamla Stan, e o clima natalino se espalha por toda a região.

Uma grande pista de patinação no gelo é montada em Kungsträdgården, enquanto Skansen recebe o elogiado Concerto de Santa Lucia, entre muitos outros.

O que ver em Estocolmo?

Toda organização será bem-vinda na hora de planejar o seu roteiro de viagem. Afinal de contas, não faltam opções do que ver em Estocolmo em qualquer época do ano.

Para te ajudar nessa tarefa, destacamos os principais monumentos de Estocolmo e os pontos turísticos da Suécia que você não pode perder! Confira! 

Gamla Stan

O que fazer em Estocolmo Gmla Stan
Fonte: Pixabay

Gamla Stan é nada menos que a cidade antiga de Estocolmo, erguida por volta do ano de 1252 e que até hoje conserva ruelas estreitas, edifícios de pedra e ruínas que remontam ao período medieval.

É nessa região que estão alguns dos principais edifícios da cidade, como o Stadshuset, a Prefeitura de Estocolmo, onde acontece a entrega dos prêmios Nobel; e o próprio Museu Nobel, sobre a importante premiação da ciência.

Fica também em Gamla Stan a Kungliga Slottet, a residência oficial de ninguém menos que o Rei da Suécia, cuja construção remonta ao século XIII.

Se você deseja conhecer uma catedral genuinamente medieval, não deixe de visitar a Stockholms Domkyrka, erguida por volta do ano 1279 e até hoje sede dos principais eventos religiosos ligados à família real sueca.

Para conhecer a fundo as tradições de uma cidade, o ideal é procurar sua principal praça. No caso de Estocolmo, estamos falando da Stortorget,também conhecida como o coração de Gamla Stan.

Curiosamente, fica na Suécia, justamente em Gamla Stan, uma das mais antigas paróquias de língua alemã da Europa, a Igreja Alemã de Estocolmo, erguida em homenagem à Santa Gertrudes de Nivelles, a padroeira dos viajantes.

Está gostando do conteúdo?
Receba as melhores dicas de
viagens no seu e-mail!

Fique tranquilo, não enviamos spam!

E-mail cadastrado com sucesso!
A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

Skeppsholm

A ilha de Skeppsholm é o lugar ideal para quem quer descansar e relaxar, com direito a vista panorâmica das outras ilhas que formam a cidade de Estocolmo.

O ponto de entrada na ilha é a Skeppsholmsbron, ou Ponte Skeppsholm, a primeira construída em ferro no país: é um excelente mirante para fotografar a região de Gamla Stan e vislumbrar os barcos ancorados entre as ilhas.

Fica na região de Skeppsholm o Moderna Museet, o famoso Museu de Arte Moderna de Estocolmo. O acervo inclui obras de grandes artistas, como Pablo Picasso, Salvador Dalí, Matisse e muitos outros.

Djurgarden

O que fazer em Estocolmo Djurgarden
Fonte: Pixabay

Quem gosta de museus deve reservar tempo suficiente para explorar Djurgarden, também conhecida como “ilha dos museus”.

Um dos preferidos dos viajantes é o Nordiska Museet, que conta tudo sobre a história dos povos nórdicos, incluindo vestimentas, utensílios, armas e muito mais, do século XVI até a atualidade.

O museu mais visitado de toda a Suécia, no entanto, é o Vasamuseet, que nada mais é do que a restauração de um navio de guerra datado de meados do século XVII, o Vasa.

Os amantes de música e cultura popular, por sua vez, não podem deixar Estocolmo sem visitar o  ABBA The Museum, dedicado ao mais famoso grupo musical da Suécia, o Abba, sucesso entre as décadas de 1970 e 1980.

A exposição inclui uma visita guiada em áudio pelos integrantes do Abba, jogos, cabines de gravação e até hologramas que permitem ao visitante cantar com Agnieta, Benny, Björn e Anni-Frid!

Fica em Djurgarden, ainda, um dos primeiros museus a céu aberto do país, o  Skansen, um dos maiores parques da Suécia, onde também funciona um zoológico e várias vilas que simulam a vida no país antes da Revolução Industrial.

Para finalizar o roteiro pela ilha dos museus, não deixe de visitar o maior e mais antigo parque de diversões do país, o Gröna Lund, que abriga festivais culturais nos meses mais quentes do ano.

Östermalm e Norrmalm

Quem quer conhecer a parte mais moderna da cidade deve explorar sem pressa as regiões de Östermalm e Norrmalm, consideradas o centro de Estocolmo, na principal península da cidade, a Blasieholmen.

As ruas da região foram milimetricamente planejadas e hoje abrigam cafeterias modernas, restaurantes charmosos e lojinhas aconchegantes.

Para conhecer detalhes da história da Suécia, desde o período Mesolítico até a atualidade, visite o Historiska Museet, o Museu Histórico da Suécia, que oferece visitas guiadas para conhecer a fundo a cultura viking.

A área externa do museu abriga uma réplica de uma feira viking, com direito a gastronomia típica, estandes para prática de arco e flecha, vestimentas típicas para tirar fotos, e muito mais.

Os amantes de boa comida, inclusive, não podem deixar de visitar o  Mercado de Östermalm, que reúne excelentes restaurantes especializados em frutos do mar em um edifício bastante moderno e luxuoso.

Fica na região, ainda, um dos lugares preferidos dos suecos em todo o país, principalmente durante o verão: o Kungsträdgarden, ou Jardim do Rei.

Trata-se de um imenso parque, que inclui um espelho d’água gigante para refrescar os visitantes na estação mais quente do ano.

No inverno, a paisagem se transforma: o espelho d’água congela e vira uma imensa pista de patinação no gelo!

Södermalm

A ilha de Södermalm é a região “cool”, descolada, de Estocolmo. Além de excelentes cafés e restaurantes, a ilha reúne alguns dos melhores mirantes da cidade, que permitem uma visão panorâmica da capital sueca.

Em um edifício industrial, erguido no estilo Art Nouveau, funciona o elogiado Museu Fotografiska, parte de uma rede mundial de museus dedicados à fotografia, com sedes em Londres e Nova York, entre outras.

Além das galerias que apresentam o trabalho de fotógrafos de renome e artistas em ascensão, existe no local cafeterias, espaços para concertos musicais e galerias.

Uma boa dica é visitar o Museu Fotografiska próximo ao horário do pôr do sol, em específico o ponto Fjällgatan, para tirar fotos inesquecíveis!

Passeio pelo arquipélago de Estocolmo

O que fazer em Estocolmo arquipelago
Fonte: Pixabay

Sem dúvidas, um dos passeios mais elogiados pelos viajantes que conhecem Estocolmo é o cruzeiro pelo arquipélago da cidade a bordo de um navio antigo, construído na década de 1930.

O trajeto dura cerca de duas horas e inclui um almoço especial, além de uma vista privilegiada da capital sueca.

Durante o passeio, será possível conhecer alguns dos inúmeros canais de uma cidade erguida sobre 14 ilhas, com mais de 57 pontes.

O passeio custa a partir de 198SEK (cerca de R$ 113,62) e pode sair de graça se você adquirir o Stockholm Pass, que garante entrada gratuita em mais de 60 atrações e tours da cidade.

O que fazer em Estocolmo à noite?

Muita gente não sabe, mas Estocolmo tem uma vibrante vida noturna, principalmente concentrada na ilha de Gamla Stan

O grande diferencial é que nem todas as baladas recebem visitantes que não estejam incluídos em suas seletas listas de convidados, que exigem vestimentas elegantes, como vestidos requintados e ternos bem alinhados.

Um dos espaços mais populares entre os visitantes é o Golden Hits, uma discoteca com três níveis, incluindo salas reservadas para grupos privados.

Se você estiver a fim de ostentar e tiver um look bem caprichado à disposição, você pode tentar visitar o Café Ópera, considerada uma das melhores baladas da Suécia, dentro do edifício da Ópera de Estocolmo.

Diferente de qualquer outra boate na cidade, a Sturecompagniet é uma das mais antigas de Estocolmo e se destaca pelo requinte e pelo luxo, desde a construção até a iluminação dos dois andares do edifício.

Quantos dias devo ficar em Estocolmo?

O que fazer em Estocolmo quantos dias ficar
Fonte: Pixabay

Estocolmo é a maior cidade dos países nórdicos e tem muitas, mas muitas atrações esperando para serem visitadas. Isso quer dizer que você precisará de algum tempo para conhecer os principais pontos da cidade.

O ideal é reservar, no mínimo, dois dias para sua estadia na capital sueca: você precisará escolher bem as atrações que vai visitar e deverá planejar as rotas de deslocamento, mas conseguirá conhecer alguns dos principais pontos turísticos.

Se sua estadia em Estocolmo será curta, o melhor é escolher um hotel que fique próximo às regiões mais turísticas, como Gamla Stan, para economizar tempo com deslocamentos.

O recomendado é reservar entre cinco e sete dias para sua passagem por Estocolmo: assim, você conseguirá explorar não apenas o arquipélago que forma a capital sueca como seus arredores, incluindo as atrações menos conhecidas.

Para maximizar o seu tempo em Estocolmo, você pode seguir algumas dicas, que vão desde a data da viagem até a definição de trajetos para deslocamento. 

O ideal, por exemplo, é agendar sua viagem para o verão, quando o sol se põe só depois das 23h e começa a nascer ainda de madrugada — ou seja, quando se tem mais tempo de luz solar para explorar a cidade.

Além disso, procure entender bem a geografia da capital sueca, que foi construída em um arquipélago com 14 ilhas. 

Isso quer dizer que você precisará cruzar pontes e navegar por canais para chegar até algumas regiões da cidade, e isso deve ser considerado no seu roteiro.

O que fazer em Estocolmo em 1, 2 e 3 dias?

Nem todo mundo tem o tempo que deseja para explorar a cidade, mas a boa notícia é que é possível curtir muito da capital sueca em apenas 24 horas.

Se está em dúvida sobre o que fazer em Estocolmo em um dia, um bom ponto de partida é a região de Gamla Stan, uma charmosa ilha que abriga a antiga cidade, datada do período medieval. 

O visitante pode reservar o dia inteiro para explorar as ruelas de pedra que contam a história de Estocolmo, os prédios medievais e inúmeros cafés, restaurantes e lojinhas de rua.

Se você busca um roteiro para dois dias em Estocolmo, o segundo dia deve incluir uma visita a Djurgården, região que concentra a maior parte dos museus da cidade, muitos deles com entrada gratuita.

Você terá muitas opções do que fazer em Estocolmo em três dias: você já conheceu boa parte da cidade, e agora é hora de explorar as redondezas!

Uma boa pedida é visitar o Gröna Lund, o parque de diversões mais antigo do país, com território de mais de 15 hectares!

Se sobrar algum tempinho, que tal um agradável passeio de barco até o Palácio Drottningholm, um belo palácio real construído em 1600, onde atualmente vivem o rei e a rainha da Suécia?

Planos de seguro viagem com super descontos!

Seguro Viagem: Europa
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 67.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 20/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) + TELEMEDICINA TA 100 MUNDO (exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*

Agora que você já sabe tudo o que fazer em Estocolmo, está na hora de começar a planejar a sua viagem. Nessa tarefa, você pode contar com a ajuda de quem entende do assunto: o Seguros Promo!

A nossa plataforma permite a comparação das melhores ofertas de seguro viagem Suécia, requisito obrigatório para visitar o país escandinavo, que pertence ao Espaço de Schengen.

Dessa forma, você não apenas garante a passagem tranquila pela imigração, como também se certifica de ter cobertura diante de emergências médicas e/ou odontológicas, bagagens extraviadas ou danificadas, entre outros.

A boa notícia é que você poderá garantir esse sossego com um investimento a partir de R$ 19 por dia!

Conhecer Estocolmo e a Suécia com economia? De Promo você pode!


Leia também:

Veja também


Recomendado para você
Melhor preço garantido
faça uma cotação e confira.
Conecte-se com a gente