icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
03 novembro - 9 minutos de leitura.

Reykjavik, Islândia: principais pontos turísticos da cidade e arredores 

Chris standing up holding his daughter Elva Europa

Não se assuste com o nome um pouco difícil de falar. Reykjavik, Islândia, é um destino tão incrível que nem o frio ou a cultura local incomum à nossa deve te impedir de conhecê-la.

Embora seja a capital do país, ela combina um jeitinho de cidade do interior com toques de modernidade, se tornando ainda mais encantadora e chamativa.

Nunca pensou em conhecer a Islândia? Saiba o essencial sobre Reykjavik, o que fazer na cidade e nos arredores e veja como a Terra do Fogo e Gelo pode te surpreender.

Não viaje sem um seguro viagem! Cote o seu no Seguros Promo e aproveite nosso cupom de 15% de desconto.

Reykjavik, Islândia: cultura, turismo e gastronomia

Principal centro político e econômico do país, é natural que Reykjavik seja vista como porta de entrada para as outras cidades da Islândia.

Ainda que o turismo por terras islandesas não esteja entre as prioridades dos brasileiros, há muito o que ver e fazer em seus destinos.

Suas paisagens naturais, pode-se dizer, são intensas: montanhas, vulcões, geleiras, cachoeiras, gêiseres, piscinas termais… pode-se até dizer que a natureza é quase mágica na Islândia.

Em Reykjavik, o cenário formado por casinhas de telhados coloridos à beira mar, somado à educação do povo, além de encantador, faz parecer que falamos de uma “cidade dos livros”.

Explorando a cidade, você verá como é forte a preservação da cultura nórdica e como o povo recebe de maneira afetiva pessoas prestes a descobrir o que a Islândia tem para mostrar.

Qual é a capital da Islândia?

reykjavik Islândia qual é a capital
Fonte: Pixabay

É dela que vamos falar e mostrar neste texto. Reykjavik é a capital da Islândia e maior cidade do país, com pouco mais de 131 mil habitantes.

Mesmo sendo o centro do país, Reykjavik, Islândia, conserva ares de cidade do interior, o que se reflete na qualidade de vida, segurança e tranquilidade encontradas em cada canto.

Mapa turístico de Reykjavik

Como consequência do seu tamanho, as principais atrações localizadas em Reykjavik estarão muito próximas — a maioria, bem perto do centro da cidade.

Veja no mapa de Reykjavik que é possível conhecer os principais pontos turísticos com uma boa caminhada.

As atrações localizadas nos arredores da capital islandesa tornam o passeio mais completo, e exigem uma outra forma de se locomover, alugando um carro ou utilizando ônibus.

Seguro viagem obrigatório para a Islândia

Seguro Viagem: Europa
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) TA 100 MUNDO (exceto EUA) Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 23/dia*

Sabia que o seguro viagem é obrigatório na Islândia? Isso mesmo: sem ele você não poderá conhecer Reykjavik, nem mesmo explorar as cidades no interior.

De toda forma, contratar o seguro é extremamente recomendado em qualquer viagem, especialmente internacional.

Ele garantirá o amparo que precisamos em diversos imprevistos, como emergências médicas ou hospitalares, extravio de bagagem, cancelamento de voo e outros.

Não perca a sua viagem antes mesmo dela começar. Acesse o Seguros Promo e garanta o seu seguro viagem obrigatório para a Islândia pagando pouco mais de R$ 10 por dia! 

Como é o clima em Reykjavik, Islândia?

Quem planeja visitar Reykjavik, Islândia, tem que viajar com uma coisa na cabeça: seja verão ou inverno, vai fazer frio.

Pela localização muito próxima ao círculo polar ártico, o país é naturalmente frio, e com temperaturas baixas constantemente.

A melhor época para viajar à Islândia é no verão, quando a média registrada é de 10º graus. Outra vantagem que torna a viagem mais interessante é que os dias são bem mais longos — quase 24 horas de luz do sol.

Por outro lado, o inverno islandês é de frio rigoroso, com direito a tempestades de neve e termômetros abaixo de zero.

Preste atenção também ao período chuvoso: no país, é comum a incidência de chuvas a partir de setembro até o mês de fevereiro. Se a sua viagem para a Islândia acontecer durante estes meses, invista nas programações em espaços internos. 

O que fazer em Reykjavik, Islândia?

Caminhar por Reykjavik é a melhor (e mais barata) maneira de conhecer e explorar os encantos da cidade. 

Vamos te ajudar mostrando o que não deixar de fazer e alguns pontos turísticos. Reykjavik vai te apresentar um pouco do que a Islândia tem a mostrar para o mundo todo!

1. Igreja Hallgrímskirkja

reykjavik Islândia igreja Hallgrimskirkja
Fonte: Pixabay

Visitar a Hallgrímskirkja é um passeio obrigatório para quem vai à capital da Islândia.

Com 74,5 metros, esta igreja luterana é a maior do país, além de ser a construção mais alta de Reykjavik e a sexta maior estrutura em território islandês.

Sua arquitetura é daquelas difíceis de se ver igual em outro lugar do mundo. Lembrando o estilo gótico, a Hallgrímskirkja possui colunas construídas como representação do basalto vulcânico.

O interior da igreja também é fascinante, com pinturas, esculturas e vitrais, além do órgão composto por 5.275 tubos, que se estende a uma altura de 15 metros.

E sabe o que é melhor? A visita à igreja é gratuita. Apenas para subir na torre e ter uma vista privilegiada de capital é que é cobrada uma pequena taxa de manutenção — é possível acessá-la por elevador.

2. Harpa Concert Hall

Outra obra arquitetônica incrível é o centro de convenções Harpa Concert Hall.

Inaugurado em 2011, o prédio chama muita atenção por suas formas geométricas. Seu design, com as paredes externas cobertas de vidro e led, lembram um cristal ou blocos de gelo e proporcionam um belo espetáculo de cores.

Se o exterior é de impressionar, tudo fica ainda mais lindo ao adentrar o Harpa. As paredes transparentes permitem que você admire o mar.

Além do centro de convenções, o Harpa Concert Hall é casa da Orquestra Sinfônica da Islândia e abriga exposições e apresentações.

3. Museu Nacional da Islândia

Localizado na capital da Islândia, o Museu Nacional é destinado para quem deseja conhecer mais a fundo a história, cultura, religião e política de um país tão diferente do nosso.

Seu acervo traz objetos, móveis, fotografias e muitos outros registros que contam o desenvolvimento islandês, desde os assentamentos vikings até os dias atuais.

Dois artefatos bastante interessantes que você não pode deixar de conferir são a Valthjófsstadur, uma porta de madeira datada do século XII com entalhes medievais, e a primeira Bíblia impressa no país.

4. Solfar Sculpture

reykjavik Islândia solfar sculpture
Fonte: Pixabay

Muitos a confundem com o esqueleto de um navio viking, e de fato, até parece. 

Mas a realidade é que a escultura de aço Solfar, ou Sun Voyager, é uma reverência ao sol, com simbolismo de luz e esperança.

Solfar também faz parte dos cartões-postais de Reykjavik, Islândia. Está localizada na orla, de frente para o mar e com uma linda vista para o Monte Esja. Cenário lindíssimo para belas fotos e admirar as maravilhas naturais islandesas.

5. Árbæjarsafn

Este é um museu muito interessante nos arredores da capital do país, com representações do modo de vida dos islandeses no século XIX.

O Árbæjarsafn, ou Museu Folclórico de Arbaer, é um espaço a céu aberto com casas antigas, estábulos, forja e celeiros, tudo bem característico de séculos passados. Muitos vão achar curioso as casas e a igreja com telhados verdes, de grama mesmo.

No verão, o espaço costuma ter apresentações artísticas e de artesanato.

6. Austurvöllur

Se o tempo em Reykjavik ajudar, não deixe de conhecer a praça pública Austurvöllur, uma das mais famosas da cidade. Existem muitos pontos capazes de referenciá-la e que justificam a sua fama.

Essa é a praça onde está localizado o Parlamento islandês e a Dómkirkjan, a catedral da cidade. Também nela fica o Cone Negro, um monumento associado à liberdade do povo de protestar por seus direitos.

Ao redor da Austurvöllur, cafés, lojas e hotéis garantem movimento de pessoas por todos os lados.

7. Catedral Dómkirkjan

reykjavik Islândia Catedral Domkirkjan
Fonte: Pixabay

Aproveite que está na praça para conhecer a Catedral de Reykjavik, a Dómkirkjan.

Bem modesta se comparada com a Hallgrímskirkja, esta igreja possui um valor histórico enorme para o país. Além de ser a mais antiga e berço do luteranismo na Islândia, ela teve papel no reconhecimento do processo de independência islandês.

Para conhecê-la, é só chegar: a catedral fica aberta diariamente e a entrada é gratuita. 

8. Rua Laugavegur

Quem gosta de ir às compras nos países em que faz turismo, Reykjavik, Islândia, terá a Laugavegur como destino obrigatório.

Esta é a principal rua comercial da cidade, onde se concentram lojas que vendem todo o tipo de artefato, além de bares e restaurantes.

A rua Laugavegur também chama a atenção pelas artes espalhadas em suas construções. É comum se deparar com belos grafites que embelezam essa região central.

9. Rua Laekjargata

reykjavik Islândia rua leakjargata
Fonte: Pixabay

Mais uma rua para ser explorada durante uma boa caminhada por Reykjavik é a Laekjargata.

Nela, os turistas encontrarão casas mais antigas e dois prédios simbólicos para a capital islandesa: a Mentaskolinn i Reykavík, mais antiga instituição de ensino da Islândia, e o Palácio do Governo.

10. Rua Skólavörðustígur

A rua Skólavörðustígur também é simpática e cheia de turistas — e por motivos especiais.

Além de ser ponto de lojas, bares e restaurantes, é por ela que se chega à catedral luterana Hallgrímskirkja. O que também desperta a atenção e curiosidade de muitos visitantes é o arco-íris pintado no chão.

11. Rúntur

Se você for passar o fim de semana em Reykjavik, Islândia, não pode perder esta tradição de muitos islandeses.

Nas sextas-feiras e sábados, muitos nativos do país fazem o Rúntur — nada mais do que beber de bar em bar até não aguentar mais.

É isso mesmo! Eles pulam de um bar para o outro bebendo e se divertindo na região da rua Laugavegur. Vale a experiência alcóolica para entrar no ritmo islandês!

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!

    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    12. Living Art Museum

    Funcionando na Marshall House, perto do antigo porto da cidade, o Living Art Museum é um espaço dedicado às artes contemporâneas.

    Seu acervo é todo constituído por doações e conta com pinturas, fotografias e esculturas. O lugar também é utilizado para outras programações artísticas, como shows, debates, palestras e exibição de filmes.

    13. Silfra

    Nós dissemos que a Islândia é um lugar repleto de maravilhas naturais, não é mesmo? Uma delas é uma fenda entre duas placas tectônicas, onde é possível mergulhar.

    A Silfra é essa fissura entre as placas da América do Norte e da Europa, que forma um lago de água doce com excelente visibilidade. Por isso, o mergulho é um passeio tão desejado.

    Para chegar até lá você terá que se afastar alguns quilômetros da capital da Islândia, até chegar ao Parque Nacional Pingvellir.

    Não se intimide com a água gelada. Há opção de mergulho com roupas impermeáveis, e você poderá entrar na fenda com uma roupa por baixo.

    14. Complexo turístico de Perlan

    reykjavik Islândia perlan
    Fonte: Pixabay

    Quando visitar Reykjavik, Islândia, aproveite para conhecer Perlan, um complexo turístico com museu, café, restaurante, loja e deck com uma bela vista para a região.

    O lugar foi construído em 1988, em uma cúpula de vidro sobre seis tanques que armazenam água quente para abastecer a cidade.

    Por ser um lugar com várias atividades, você poderá escolher o que fazer. Mas não perca a chance de explorar o museu, que apresenta as formas geológicas da Islândia com o uso de equipamentos tecnológicos

    15. Parque Nacional de Pingvellir

    Completando as sugestões, uma dica excelente para quem alugou carro para percorrer a Islândia: sair de Reykjavik e se dirigir ao Parque Nacional de Pingvellir. Patrimônio Mundial pela Unesco, o parque une história e belezas naturais. 

    Foi lá onde foi fundado o primeiro parlamento do país, e suas ruínas estão conservadas. Pingvellir é onde fica a Silfra, possui lagos muito bonitos e é lugar ideal para assistir a aurora boreal durante o inverno.

    A título de curiosidade, ele é uma das três atrações islandesas que formam o chamado “Círculo de Ouro”.

    Restaurantes em Reykjavik, Islândia

    reykjavik Islândia restaurantes
    Fonte: Pixabay

    Que tal experimentar a culinária islandesa? Ela é inspirada na gastronomia nórdica, e a base dos pratos são os peixes, frutos do mar e legumes.

    Você poderá encontrar também algumas opções bem exóticas, como a carne de baleia, muito consumida pelos locais.

    Quer dicas de onde comer na Islândia? Dois lugares são imperdíveis: o Dill, restaurante mais renomado do país e onde você precisa fazer reserva, e o Bæjarins Beztu Pylsur, que serve o cachorro-quente mais famoso de Reykjavik.

    Os cafés são outra tradição na cidade, por isso, coloque o Mokka Kaffi, onde fazem ótimos doces, na sua lista.

    Hotéis em Reykjavik, Islândia

    Quando for escolher onde ficar em Reykjavik, Islândia, dê preferência para hospedagens próximas do centro da cidade

    Será garantia de estar próximo das principais atrações turísticas e ter fácil acesso a outros meios de se locomover.

    Aqui vão duas opções: o Radisson Blu 1919, com uma pegada mais jovem e moderna, e o Borg, clássico e com vista para a praça Austurvöllur.

    Viajar para Islândia é caro?

    É bem verdade que a viagem para a Islândia não está entre as mais baratas que você pode fazer no continente europeu.

    Contudo, como todo destino caro, é possível fazer boas economias e aproveitar as atrações do país.

    A principal dica é não utilizar os táxis, que são bem caros. Opte pelo transporte público ou caminhe entre as atrações. Comprar itens como sanduíches no mercado podem te ajudar a reduzir os gastos com as refeições, principalmente os lanches.

    Garanta o melhor desconto para o seu seguro viagem!

    Seguro Viagem: Europa
    GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
    Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*
    TA 100 MUNDO (exceto EUA) TA 100 MUNDO (exceto EUA) Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 23/dia*

    Agora, além de saber que Reykjavik é a capital da Islândia, você já conhece seus principais pontos turísticos! Já dá para começar a planejar mais uma viagem incrível mundo afora.

    Lembre-se que o seguro viagem é obrigatório e recomendado para proporcionar mais tranquilidade. E com o Seguros Promo, você garante o melhor desconto para contratar a proteção certa para a sua viagem.

    Quer conhecer as maravilhas naturais da Islândia com segurança? De Promo você pode!


    Leia também:

    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente