icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
27 julho - 9 minutos de leitura.

Moeda da Suíça: informações, cotação e dicas de viagem 

Chris standing up holding his daughter Elva Europa

Quer descobrir qual é a moeda da Suíça para planejar a sua viagem a um dos países mais bonitos e desenvolvidos do mundo? Você chegou ao lugar certo!

O país não faz parte da União Europeia, ou seja, não aderiu ao euro e tem seu próprio sistema monetário, o que pode complicar a vida do turista desavisado. 

Mas, afinal de contas, qual moeda levar para seu roteiro na Suíça? Onde fazer o câmbio? Você poderá utilizar cartões de crédito e débito? Como cuidar do seu dinheiro em viagens?

Neste artigo, responderemos essas e outras perguntas que podem te ajudar a planejar uma viagem inesquecível! Vamos lá!

Confira seguros de viagem com cupom de 15% de desconto neste link!

Moeda da Suíça: tudo o que você precisa saber!

Já imaginou conhecer os Alpes, visitar vilas medievais, percorrer trilhas entre as montanhas e desvendar lagos glaciais de águas cristalinas em um dos países mais desenvolvidos do planeta? Então você precisa conhecer a Suíça!

Este país com pouco mais de 8,5 milhões de habitantes fica no coração da Europa e faz fronteiras com outros destinos europeus badalados, como França, Itália, Alemanha e Áustria, mas, diferentemente desses países, não utiliza o euro.

Por essas e outras, o viajante precisa se preparar antes de embarcar, ou poderá passar por imprevistos e situações desagradáveis durante a sua estadia.

Qual é a moeda oficial da Suíça?

Qual é a moeda oficial da Suíça?
Fonte: Pxhere / CC0

Diferentemente de 19 dos 27 países da Europa, a Suíça não adota o euro como moeda oficial. Isso acontece porque o país não faz parte da União Europeia.

Por essas e outras, a moeda da Suíça é o franco suíço, cujo símbolo é o CHF.

Há quem diga que o país não topou aderir ao bloco por acreditar que, em um contexto pós-Guerra Fria, não fazia sentido para os neutros suíços abrirem mão de negociações econômicas, comerciais e políticas bilaterais.

Como surgiu o Franco suíço?

A moeda da Suíça surgiu durante o século XIX, quando os chamados cantões, ou províncias, passaram por um processo de unificação monetária.

Até 1850, mais de 860 moedas diferentes circulavam pelo país, o que era um grande obstáculo para o desenvolvimento pleno da economia local e processos simples, como transações comerciais ou pagamento de serviços.

Por isso, os líderes dos cantões criaram o franco suíço, com valor inicial equivalente ao antigo franco francês.

Qual o valor do salário mínimo na Suíça?

Qual o valor do salário mínimo na Suíça?
Fonte: Stocksnap / CC0

A estratégia de unificar as moedas suíças e, posteriormente, rechaçar a adesão ao euro deu certo e rendeu ao país europeu uma economia forte e próspera.

O resultado é o salário mínimo mais valorizado do mundo: 23 francos suíços por hora e jornada de 41 horas semanais, o que equivale a 4.086 francos suíços por mês, ou cerca de R$ 25 mil (valor estimado em maio/2021).

Qual é a moeda mais forte do mundo?

Ao pensar em moedas fortes, muitas pessoas vão deduzir que o poderoso euro ou o tradicional dólar lideram a lista, mas isso não é verdade. As moedas da Europa e dos Estados Unidos não estão nem no top 3!

A moeda mais forte do mundo é relativamente desconhecida, assim como o país que a adota: o Dinar do Kuwait, cuja cotação é de 1 dinar kuwaitiano = US$ 3,32 em 13 de maio de 2021.

O motivo para tanta valorização é um só: o petróleo, principal item produzido e exportado pelo país!

As outras duas moedas mais fortes do mundo seguem a mesma linha: o dinar do Bahrein e o rial de Omã.

A título de curiosidade, o euro é a sétima moeda mais valorizada do planeta e o franco suíço é a oitava, enquanto o dólar está na nona posição.

O que brasileiro precisa para entrar na Suíça?

Os turistas brasileiros são isentos de visto para viagens à Suíça com duração máxima de 90 dias a cada seis meses, mas devem portar outros documentos para passar pela imigração.

Para visitar o país, os brasileiros precisam apresentar passagem de volta para fora do Espaço de Schengen, comprovantes de hospedagem e seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros.

Também é essencial apresentar passaporte com validade mínima de seis meses a partir da data do embarque e comprovantes de condições financeiras para arcar com gastos durante sua estadia, seja na moeda da Suíça, em euros ou dólares.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Seguro viagem para a Suíça

    Embora a Suíça não faça parte da União Europeia, o país aderiu ao Tratado de Schengen, que institui regras e requisitos essenciais para o livre trânsito de turistas entre as fronteiras do acordo.

    Entre as exigências está a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima no valor de 30 mil euros para despesas médico-hospitalares.

    Além de ser obrigatório, o seguro viagem é importantíssimo para qualquer viajante, pois oferece coberturas e assistências essenciais em caso de imprevistos ou emergências durante a sua estadia.

    Ou seja, se você precisar de atendimento médico, sofrer o extravio de bagagem, ter o voo cancelado ou atrasado, entre outros, basta acionar a seguradora contratada para auxílios e reembolsos.

    O seguro viagem mais completo e mais barato do mercado está em nosso site de buscas, Seguros Promo, que te ajuda a comparar ofertas e serviços para encontrar a melhor opção para a sua viagem.

    Seguro Viagem: Europa
    AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
    CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada EUR 1.000 R$ 25/dia*
    Affinity 60 Europa Promocional Affinity 60 Europa Promocional Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 800 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*

    Não se esqueça de seguir o Seguros Promo nas redes sociais para se manter por dentro das principais promoções e novidades do mundo das viagens!

    Como funciona a moeda da Suíça?

    A moeda da Suíça, assim como o real, é fragmentada em 100 centavos e pode ser encontrada em moedas de 5, 10, 20 e 50 centavos. Além disso, também existem moedas de 1 ou 5 francos suíços.

    Em relação às cédulas, é possível encontrar notas de 10, 20, 50, 100 e 200 francos suíços, além da pouco usada nota 1.000 francos suíços. No entanto o mais comum no dia a dia é a nota de 100 francos, ainda assim, preste atenção quando for pagar ou receber para não se confundir com os valores. 

    Qual moeda levar para a Suíça: euro, franco ou real?

    Qual moeda levar para a Suíça: euro, franco ou real?
    Fonte: Pixabay

    Afinal de contas, qual é a melhor opção para o viajante que vai visitar o país: levar a moeda da Suíça, o euro ou o real?

    O euro tem boa aceitação nas principais cidades suíças: muitas vezes, o comércio aceita a moeda europeia e faz a cotação automaticamente, na proporção de 1 euro = 1,10 francos suíços (em maio/2021).

    No entanto, tenha em mente que você sempre receberá o troco em francos suíços.

    Dito isso, você pode utilizar o euro em larga escala, mas tenha sempre pequenas quantias de franco suíço no bolso para utilizar em máquinas de venda, barraquinhas de rua, gorjetas e outras situações.

    Tanto o real quanto o dólar não compensam para o viajante: as moedas não são aceitas no comércio e na maior parte dos estabelecimentos suíços.

    Por isso, se você só tiver em mãos as moedas dos Estados Unidos ou do Brasil, não deixe de fazer a troca em bancos, hotéis ou casas de câmbio.

    Qual a cotação do franco suíço para real?

    Além do seguro, há muitos outros serviços que são essenciais para que a sua viagem seja um sucesso. Para melhorar sua experiência, acesse o Vantagens Promo e fique atento às opções e benefícios!

    O principal motivo para não levar reais para a sua viagem pela Suíça é a desvalorização da moeda brasileira.

    Em 13 de maio de 2021, 1 franco suíço equivale a R$ 5,81: menos valorizada que o euro, que saía a R$ 6,36 na mesma data, e mais valiosa que o dólar, equivalente a R$ 5,27 neste dia.

    Por essas e outras, não compensa levar reais para o Brasil em nenhuma circunstância: é praticamente impossível trocar a moeda brasileira no país e a cotação nunca é favorável.

    Onde trocar a moeda da Suíça?

    Onde trocar a moeda da Suíça?
    Fonte: Pexels

    Nas maiores cidades brasileiras é possível encontrar a moeda da Suíça em casas de câmbio, mas a maneira mais fácil de fazer a troca é depois do desembarque.

    Você encontrará várias casas de câmbio no aeroporto, mas a cotação nesses estabelecimentos nem sempre é vantajosa para o viajante, então troque apenas a quantia necessária para pagar o trem ou táxi até o hotel, por exemplo,

    O turista pode fazer o câmbio com cotações mais favoráveis em mais de 180 estações de trem no país, além de casas de câmbio e até hotéis.

    Quanto custa uma viagem para a Suíça?

    Muitas atrações turísticas e moeda forte têm um resultado desagradável para os viajantes brasileiros que sonham em conhecer a Suíça: o país está entre os mais caros para turismo no mundo.

    As hospedagens, por exemplo, custam a partir de 180 francos suíços nos principais destinos turísticos do país.

    Para desfrutar de uma boa cerveja, prepare-se para pagar entre 5 e 8 francos suíços, enquanto uma taça de vinho pode sair por até 12 francos suíços.

    Desconsiderando-se gastos com passagens aéreas, um viajante gasta, em média, 250 a 350 francos suíços por dia de viagem.

    Estes preços foram cotados em maio de 2021.

    Como economizar em uma viagem à Suíça?

    Embora a Suíça seja um destino caro, é possível economizar durante a sua estadia. Várias atrações turísticas, como os lagos, centros históricos e parques urbanos, têm visitação gratuita.

    Ou seja, você pode passear por dias sem nunca pisar em um museu ou atração paga, reservando seus recursos financeiros para gastos com transporte, hospedagem e alimentação.

    Também vale a pena escolher bem a data da viagem: durante a baixa temporada, no outono e na primavera, os custos com hospedagem, passeios e alimentação podem ser muito inferiores em comparação aos gastos no inverno ou no verão.

    Em vez de gastar com água mineral, tenha sempre em mãos uma garrafinha: existem fontes espalhadas por todas as cidades onde você pode se abastecer com água de boa qualidade de graça!

    Além disso, assegura preços mais camaradas quem garante passagens aéreas e de trem, bem como reservas de hospedagem, com antecedência.

    Para circular pelo país de trem com economia, você pode adquirir o Swiss Travel Pass, que custa a partir 267 francos suíços (para vigência de três dias). 

    Além de garantir transporte eficiente e mais barato, o Swiss Travel Pass garante entrada gratuita em mais de 500 museus espalhados por todo o país.

    Economize também comprando no Passagens Promo!

    Como fazer compras na Suíça

    Como fazer compras na Suíça
    Fonte: Pixabay

    Durante a sua estadia, você poderá utilizar a moeda da Suíça ou o euro para fazer compras e transações financeiras corriqueiras, como pagamento de conta em restaurantes e hotéis.

    Neste caso, porém, lembre-se de que o troco sempre é fornecido em francos suíços.

    Como a aceitação do cartão de crédito ou débito não é tão ampla quanto se imagina, especialmente em cidades menores, não deixe de manter alguma quantia em espécie de francos suíços no bolso.

    Confira qual a melhor moeda para suas compras na Suíça!

    Cartão

    Em cidades como Zurique e Genebra, você não terá problemas para utilizar cartões de crédito em estabelecimentos como lojas, mercados, restaurantes e hotéis. 

    Em cidades menores, porém, o “dinheiro plástico” não é tão aceito assim.

    O viajante também precisa levar em consideração que as operações financeiras no exterior sofrem incidência de IOF, no valor de 6,38%.

    No entanto, como sabemos, não é seguro andar com grandes quantias em dinheiro vivo, pois isso pode atrair a atenção indevida dos criminosos.

    Mas, então, como se manter seguro e com dinheiro suficiente para comer, comprar e passear na Suíça?

    A melhor alternativa para o viajante pode ser um cartão pré-pago

    Dessa forma, você poderá utilizar o “dinheiro plástico” nos estabelecimentos que o aceitarem, não correrá riscos com a carteira cheia de dinheiro e economiza suas moedas e cédulas para lugares que não dispõem de maquininha de cartão.

    Dinheiro em espécie

    O viajante não poderá “fugir” das casas de câmbio por muito tempo: a melhor maneira de utilizar a moeda da Suíça é em espécie, especialmente se você pretende visitar cidades pequenas, do interior do país.

    Dicas para cuidar do dinheiro durante a viagem

    Dicas para cuidar do dinheiro durante a viagem
    Fonte: Stocksnap / CC0

    Embora você esteja viajando para um lugar tradicionalmente caro, é possível cuidar bem do seu dinheiro durante a estadia e, de quebra, garantir alguma economia.

    Evite utilizar o cartão de crédito para pequenas transações: a taxa de movimentação dos cartões é de 6,38%, enquanto as taxas de câmbio ficam em torno de 1,1%. Ou seja, pode compensar mais trocar o seu dinheiro do que utilizar o cartão.

    Sempre que possível, faça suas reservas com antecedência e compre ingressos para atrações online para garantir preços mais econômicos e escapar de filas.

    Vale a pena balancear seus gastos: se você deseja fazer um passeio mais caro, talvez seja melhor almoçar em restaurantes mais modestos por alguns dias para compensar o gasto.

    Por fim, não troque grandes quantias de dinheiro de uma só vez.

    Depois do fim da sua viagem, você dificilmente precisará da moeda da Suíça e pode acabar perdendo dinheiro em mais uma transação de câmbio caso deseje trocar o que sobrou de suas notas e moedas antes de voltar para casa.

    Cotação de seguro viagem para a Suíça

    Agora que você já sabe qual é a moeda da Suíça e como fazer o seu dinheiro valer mais durante a sua estadia, só falta garantir seu seguro viagem para conhecer um dos lugares mais bonitos do mundo!

    O item é obrigatório para quem vai viajar à Suíça e essencial para qualquer viajante, pois oferece cobertura médica e odontológica, auxílio jurídico, seguro bagagem e outros serviços importantes em caso de imprevisto.

    Visite nosso site de buscas, Seguros Promo, para comparar planos, coberturas, serviços e as melhores ofertas das principais seguradoras do mercado!

    Seguro Viagem: Europa
    AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
    CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada EUR 1.000 R$ 25/dia*
    Affinity 60 Europa Promocional Affinity 60 Europa Promocional Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 800 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*

    Em caso de dúvidas, você pode contar com nossa central de atendimento exclusiva, onde profissionais qualificados estão sempre à disposição para te ajudar a encontrar a melhor opção para a sua viagem.

    Conhecer a Suíça sem abrir mão da economia e tranquilidade? De Promo você pode!


    Continue sua leitura!

    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente