icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
16 abril - 9 minutos de leitura.

Vale Sagrado dos Incas: mapa de cidades e dicas de viagem 

Chris standing up holding his daughter Elva América do Sul

Vai viajar para o Peru? Então trate de colocar o Vale Sagrado dos Incas no seu roteiro agora e não cometa o “pecado” de deixar este incrível lugar para outra ocasião.

Muitas vezes subestimada em relação a Machu Picchu, a região é igualmente rica em cultura e história sobre uma das civilizações milenares mais fascinantes da América do Sul.

Cidades, vilarejos e sítios arqueológicos fazem da rota um ponto indispensável a quem percorre o país. 

Por isso, preparamos um guia sobre as cidades e as dicas de viagem mais importantes que os turistas precisam saber antes de explorar os caminhos do Vale Sagrado. Venha conferir!

Não perca os melhores seguros de viagem com um cupom de 15% de desconto neste link!

Vale Sagrado dos Incas: ruínas, sítios arqueológicos e curiosidades

O “turismo inca” é responsável por atrair milhares de visitantes ao Peru vindos dos cantos mais distantes do mundo. E para entender a história dessa civilização, é preciso ir além da cidade sagrada de Machu Picchu.

Foi no Vale Sagrado que o Império Inca se desenvolveu, muito em função das terras férteis que se estendiam próximas às montanhas e rios.

Rastros de suas presenças seguem preservados nas ruínas de templos e antigas cidades, formando ricos sítios arqueológicos como os de Pisac e Ollantaytambo.

Além de marcos impressionantes, é interessante ver a influência da cultura inca presente até hoje nos habitantes de uma região que aguça a curiosidade de seus visitantes.

Onde fica o Vale Sagrado dos Incas?

Onde fica o vale sagrado dos Incas
Fonte: Pixabay

A região do Vale Sagrado se estende entre os povoados de Pisac, localizado a nordeste de Cusco, e Ollantaytambo, uma das últimas paradas antes de chegar a Machu Picchu.

Suas pequenas cidades estão espalhadas no entorno do Rio Urubamba. O curso d’água, essencial para o desenvolvimento dos incas, também é conhecido pelos peruanos como Rio Vilcanota, nome derivado da palavra quéchua Willcamayu, que significa “rio sagrado”.

Quais são as cidades do Vale Sagrado dos Incas?

Motivos para viajar para Machu Picchu, vários turistas já têm na ponta da língua. 

Agora, por que visitar a região histórica do Vale Sagrado? À medida que se descobre quais as principais cidades incas, a resposta para esta pergunta vai ganhando forma. 

Entre Machu Picchu e Valle Sagrado estão pontos de grande importância na cultura inca, como as antigas cidades de Pisac e Ollantaytambo, esta, a única a não ter sido desocupada ao longo da história.

No entorno delas, estão outras cidades menores, mas que guardam marcas da presença da civilização antiga, como Chinchero, Urubamba, Moray, Maras e Yucay.

Mapa do Vale Sagrado dos Incas

Observando o mapa de Cusco e arredores, fica melhor de entender onde é o Vale Sagrado inca e a disposição de suas cidades.

Tá vendo que molezinha? É só aproveitar este mapa que preparamos e traçar o melhor roteiro para descobrir as principais atrações desta região turística peruana.

Como ir ao Vale Sagrado, Peru?

Cidade com melhor estrutura para receber turistas, Cusco é usada como base por quem deseja conhecer o Vale Sagrado — assim também funciona nos passeios à Machu Picchu.

De lá, dá para escolher a melhor forma de chegar às cidades incas e ruínas históricas que se espalham rumo ao norte.

Se a pessoa quiser viver a aventura por conta própria, ela pode fazer o trajeto de carro ou se deslocar de ônibus ou trem. Nesses casos, vale contratar um guia para conhecer melhor a história da região.

Contudo, a melhor possibilidade para quem não sabe como ir de Cusco a Valle Sagrado é contratar algum dos incontáveis tours oferecidos na cidade.

Não só agências turísticas, mas vários locais oferecem passeios até as cidades incas mais relevantes do Vale, com direito a transfer e alimentação ao longo do dia.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Descubra o Peru com a melhor proteção

    Esse é o tipo de viagem que precisamos dizer: não dá para se aventurar sem antes contratar o seguro viagem Peru.

    O país tem uma cultura diferente da nossa, um clima ao qual não estamos acostumados e, não é demais lembrar, as atrações do Valle Sagrado ficam na altitude.

    Ser precavido é, portanto, uma atitude inteligente. Vai que a comida não cai bem, ou um acidente compromete a sua aventura pelas ruínas arqueológicas… 

    Nessas horas, o seguro viagem garante o apoio necessário em eventuais atendimentos médicos, além de coberturas diversas, tais como extravio de bagagem e cancelamento ou atraso de voo.

    Ficou convencido? Então acesse agora mesmo o Seguros Promo, compare até quatro planos de uma vez e encontre a melhor proteção com o preço mais barato do mercado!

    Seguro Viagem: América do Sul
    CORIS 30 BASIC +COVID19 CORIS 30 BASIC +COVID19 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 21/dia*
    GTA 12 BRONZE AMÉR. LATINA COVID-19 PREMIUM30 GTA 12 BRONZE AMÉR. LATINA COVID-19 PREMIUM30 Assistência médica USD 12.000 Bagagem extraviada USD 450 (SUPLEMENTAR) R$ 49/dia*

    História do Vale Sagrado dos Incas

    História do vale sagrado dos Incas
    Fonte: Pxhere

    A chegada dos incas do Peru a região hoje conhecida como Vale Sagrado em meados do século XV, conquistando as terras habitadas por pequenas comunidades andinas.

    Ali a civilização inca estabeleceu seu domínio, construindo templos sagrados e cidades.

    Por trás da prosperidade desse povo estavam as condições férteis do solo da região. Isso permitiu que eles cultivassem alimentos (milho, batata, coca) ao longo da extensão do rio. Esse é um dos fatores que fizeram a região ser conhecida como um local sagrado.

    O outro se explica na astronomia: os incas acreditavam que o curso do rio refletia, na Terra, o caminho das estrelas, como se fosse uma projeção da Via Láctea.

    Vantagens Promo tem as melhores ofertas para você economizar na sua viagem! Encontre cupons e descontos para passagem aérea, hotel, aluguel de carro, e muito mais! Clique aqui e confira.

    Quando os espanhóis conquistaram o Peru, a região foi tomada e muitas das construções da antiga civilização ruiu para que os símbolos e construções europeias fossem instalados ali.

    O que fazer no Vale Sagrado dos Incas?

    Se for a sua primeira vez no país, está ficando fácil descobrir o que fazer no Peru, não é mesmo? O passeio ao Vale Sagrado dos Incas é uma das principais atrações peruanas e não pode faltar na lista dos viajantes.

    Coloque aquele tênis bom para caminhadas e aventuras na mala porque nós prometemos: não faltarão trilhas e ruínas para explorar nas antigas cidades incas da região.

    Pisac

    Pisac
    Fonte: Pixabay

    A primeira parada para quem sai de Cusco, Pisac, registra muito bem a grandeza que teve o Império Inca na história.

    Logo na chegada, o turista se vê em um mirante com um visual incrível do vale, realmente um aquecimento para todo o restante do passeio.

    O sítio arqueológico de Pisac fica na parte alta da cidade, indicando sua importância do ponto de vista militar para os Incas. A posição estratégica da fortaleza e construções militares era essencial para conter possíveis ataques inimigos.

    Ainda entre as ruínas, veja os terraços agrícolas, construções religiosas como Intihuatana, um santuário dedicado ao Sol, casas e até um cemitério inca cravado montanha acima.

    Sobrou tempo? Explore outros atrativos imperdíveis de Pisac: a feirinha, onde são vendidos produtos típicos peruanos (artesanatos, mantas de lã de alpaca, gorros e mais), e a Fábrica de Prata, que simboliza o destaque da cidade na estação e fabricação de produtos do material.

    Ollantaytambo

    As ruínas de Ollantaytambo são consideradas um dos sítios arqueológicos mais importantes não só do Peru, mas de toda a América do Sul.

    Durante o Império Inca, a cidade ocupou posição de destaque como ponto administrativo e para suprir o povo com alimentos.

    Visitar o Sítio Arqueológico de Ollanta, como a cidade é carinhosamente chamada, é quase um batismo para os aventureiros que costumam seguir dela para Machu Picchu.

    Escadarias levam os visitantes montanha acima para ver seus corredores, templos, muros de defesa, canais de irrigação e várias outras construções. De todas, o Templo do Sol, feito com enormes blocos de granito, e Pinkuylluna, um armazém bem no alto, atraem muita atenção.

    Ollantaytambo também é um charme à parte. É a única cidade que seguiu habitada desde a era inca e os aquedutos construídos por eles abastecem as casas até hoje.

    Urubamba

    Urubamba
    Fonte: Unsplash

    Na maioria dos tours oferecidos aos turistas, Urubamba costuma ser o local de parada para o almoço e isso não acontece por mera logística.

    A cidade é famosa por sua culinária, com os sabores e aromas típicos do Peru. Também oferece uma estrutura hoteleira satisfatória aos que desejam se hospedar nas cidades incas e é admirada pelas paisagens ao seu redor. 

    Chinchero

    Nem a imposição da cultura espanhola no passado foi capaz de afastar Chinchero de suas raízes incas.

    Seu povo é visto como o mais próximo aos hábitos dos antepassados. Moram em casas típicas e preservam seus costumes, desde a vestimenta ao trabalho têxtil e agrícola.

    Chinchero foi construída sobre as ruínas de uma cidade inca. O Palácio de Tupac Yupanqui foi derrubado e, sobre ele, ergueu-se a Igreja de Nuestra Señora de Monserrat.

    O mercado de artesanato é outro ponto turístico imperdível, com destaque para as peças de roupas coloridas vendidas pelos nativos.

    Maras

    A herança inca deixada em Maras pode ser vista de uma forma um tanto quanto diferente pelos turistas.

    Não chegue esperando pelas ruínas de grandiosos templos. As grandes atrações ali são as famosas Salineiras de Maras.

    Desde o Império Inca, milhares de pequenos poços foram construídos para a extração de sal junto à encosta da montanha. O contraste entre essas piscinas e a região é impressionante. Maras é um dos lugares do mundo de onde é possível obter o sal rosa.

    Moray

    Moray
    Fonte: Unsplash

    Ao conhecer o Vale Sagrado dos Incas, Moray é um destino que não pode faltar no roteiro. 

    Visitando o sítio arqueológico Moray, os turistas vão entender como o conhecimento da civilização inca era muito avançado para a época.

    O que parece ser uma enorme cratera é, na verdade, uma espécie de laboratório de pesquisa agrícola. As plataformas em níveis diferentes permitiam aos incas cultivar tipos diferentes de culturas em um clima frio e na altitude. É simplesmente impressionante!

    Yucay

    A mais “esquecida” das cidades nos passeios ao Vale Sagrado é Yucay, um destino que certamente vale a pena incluir no itinerário.

    Muitos dizem que ela foi a capital do Império Inca, mas boa parte dos vestígios passados foi sobreposta após o domínio dos espanhóis.

    Ainda assim, há coisas interessantes a ver no vilarejo. Os terraços de Yucay e a Kancha de Sayri Tupac Inca são as ruínas mais famosas que sobraram do império. 

    Já o Templo Santiago Apóstolo, construído no século XVII, é uma obra espanhola que guarda valiosas peças de arte em seu interior. 

    Quanto custa uma viagem para o Vale Sagrado dos Incas?

    Quanto custa viajar ao vale sagrado dos incas?
    Fonte: Unsplash

    Planejar qualquer passeio é importante e um dos pontos essenciais a serem observados é o custo da viagem.

    O que pode ser um fator determinante no seu passeio ao Vale Sagrado, Peru, é o estilo de viagem que pretende fazer.

    Quais os tipos de hotéis onde se hospedar, onde comer, o que levar de lembranças para casa e, neste caso, como conhecer a região das antigas cidades incas, são escolhas que vão pesar na balança e decidir o orçamento.

    Uma dica para economizar é fazer os tours em grupo ao Vale. Eles são mais econômicos que os passeios particulares e o investimento pode sair mais em conta do que explorar a região por conta própria.

    Quantos dias ficar no Vale Sagrado dos Incas?

    Muita gente acaba comprando o tour pelo Vale Sagrado dos Incas de um dia e costuma seguir viagem para Machu Picchu em sequência.

    É possível? Claro que sim. Mas tenha em mente que os lugares serão explorados em pouco tempo. E a verdade é que existem coisas incríveis para se ver na região.

    Por isso, a nossa dica é separar de 2 a 3 dias no roteiro. Cusco pode ser a base e de lá você sairá para passeios menos apressados pelos sítios arqueológicos no entorno.

    Dicas de hospedagem no Vale Sagrado dos Incas

    Quer saber onde se hospedar quando for conhecer o Vale Sagrado? Fique tranquilo pois boas opções não vão faltar.

    Como já falamos, Cusco tem a melhor infraestrutura hoteleira para receber turistas, inclusive com alternativas para todos os estilos e bolsos. É possível ficar em hostels e pagar menos ou procurar quartos mais confortáveis em lugares luxuosos.

    Outra possibilidade é se hospedar nas próprias cidades incas. Urubamba, por exemplo, dispõe de uma boa rede hoteleira, inclusive com hotéis 5 estrelas, como o Rio Sagrado Hotel e o Inkaterra Hacienda Urubamba.

    Viaje com segurança: contrate um seguro viagem!

    E para curtir ainda mais as melhores atrações do Vale Sagrado dos Incas, nada melhor do que viajar com mais segurança.

    Por isso, não deixe de contratar o seu seguro viagem e ter a melhor cobertura caso alguns imprevistos aconteçam.

    Acesse o Seguros Promo, pesquise pelo plano mais adequado para o seu passeio e finalize a compra com rapidez, economia e facilidade.

    Seguro Viagem: América do Sul
    CORIS 30 BASIC +COVID19 CORIS 30 BASIC +COVID19 Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 21/dia*
    GTA 12 BRONZE AMÉR. LATINA COVID-19 PREMIUM30 GTA 12 BRONZE AMÉR. LATINA COVID-19 PREMIUM30 Assistência médica USD 12.000 Bagagem extraviada USD 450 (SUPLEMENTAR) R$ 49/dia*

    Mergulhe na história do povo inca ainda mais protegido! De Promo você pode!


    Leia também:

    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente