icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
29 fevereiro - 8 minutos de leitura.

Altitude de Cusco: dicas para se preparar para a viagem 

Chris standing up holding his daughter Elva América do Sul

Que tal conhecer dicas para se aclimatar adequadamente à altitude de Cusco? 

A beleza e a riqueza histórica da cidade perdida dos incas geram diversas sensações nos visitantes: deslumbramento, encanto, surpresas e talvez um pouco de mal-estar, devido ao mal de altitude.  

Também chamado de soroche, este mal estar pode dificultar suas férias com variados sintomas como falta de ar, fadiga, coração palpitante, vertigem, dor de cabeça e enjoo.

Confira nossas dicas para aproveitar o máximo possível de sua viagem ao berço da civilização inca.

Não dê chances ao azar! Contrate um seguro viagem para o Peru antes de viajar!

Altitude de Cusco: cuidados e dicas de viagem

Pode parecer exagero, mas a elevada altitude dos Andes peruanos é capaz de mexer radicalmente com as funções corporais de uma pessoa.

Em termos de comparação, a capital mais elevada do Brasil em relação ao nível do mar é Brasília, que fica a 1.172 metros de altitude. Cusco, enquanto isso, está a 3.326 metros do nível do mar

Ou seja: a altitude pode ser um problema e melar o seu passeio. Mas não se preocupe, existe um remédio infalível para ajudar qualquer pessoa a superar esse obstáculo: a aclimatação.

Sim, é preciso se acostumar aos poucos com os reflexos da altitude. E, o melhor de tudo: é possível fazer isso antes mesmo da sua viagem!

Esse processo de aclimatação pode durar dias, mas montamos um roteiro especial que pode te ajudar a desbravar Cusco em 72 horas, enquanto se adapta aos efeitos da altitude. Confira!

Quando ir para o Peru?

Quando ir a Cusco
Fonte: Pxhere

Se você está pensando em fazer suas malas rumo aos Andes peruanos, saiba que o ano se divide em duas estações: a seca e a chuvosa. 

Entre os meses de novembro e março, fortes chuvas caem sobre a região, o que gera deslizamentos de encostas que podem estragar o seu passeio. 

Julho e agosto são os meses da alta temporada, com trilhas cheias e um elevado número de turistas tentando acessar Machu Picchu.

Assim, recomenda-se a visita entre os meses de abril e novembro, com destaque para setembro

Apesar das chances de encontrar bastante frio por lá nessa época, o tempo fica firme, sem chuvas, o que pode facilitar a sua vida.

Documentação necessária para viajar para o Peru

Os brasileiros não precisam de visto, mas, diferentemente de outros países da América Latina, devem obrigatoriamente estar de passaporte em mãos para conhecer o Peru.

Desde janeiro de 2019, o governo peruano exige que os turistas brasileiros tenham passaporte com validade mínima de seis meses, a partir da data de embarque, para visitar o país.

Outra dica importante é levar um chip de viagem internacional com você. Ele irá garantir o seu acesso à Internet em qualquer lugar do Peru!

Viaje conectado à Internet! Contrate o seu chip de viagem com 10% de desconto. Use o cupom PROMO10 aqui e garanta a sua compra!

Passagens aéreas para o Peru

Cusco fica a quase 3.300 metros de altitude, em meio aos Andes peruanos, uma região bastante montanhosa, de clima instável. Assim sendo, a melhor forma de chegar até lá é de avião. 

A Avianca e a Latam oferecem voos diretos para Lima, saídos de Rio de Janeiro, Porto Alegre e Foz do Iguaçu, com duração média de cinco horas.

Em Lima, você ainda precisará enfrentar mais uma hora de voo para chegar a Cusco, trecho operado por companhias aéreas peruanas: Viva Air, Taca Peru, LC Peru e Peruvian Airlines.

A melhor forma de economizar nesse trajeto é por meio da pesquisa de preços. Compare diferentes datas, horários e cidades de origem por meio do nosso site comparador, Passagens Promo!

Você também deverá apresentar Certificado Internacional de Vacinação comprovando inoculação contra a febre amarela.

Além disso, deixamos aqui uma dica bastante especial: o clima na região de Cusco é bastante instável, e não é raro o fechamento do aeroporto local por conta das condições do tempo. 

Caso você compre sua passagem de Cusco a Lima separada do trecho Lima – Brasil, saiba que existem grandes chances de você acabar preso no aeroporto por atraso ou cancelamento de voo.

Nessas circunstâncias, você pode precisar desembolsar mais dinheiro para arcar com multas ou acabe comprando uma nova passagem para retornar ao Brasil. 

Uma boa alternativa é contratar um seguro viagem que te dê cobertura em caso de imprevistos com o voo, como extravio de bagagem ou cancelamento de voo.

Seguro viagem para o Peru

A contratação de um seguro viagem não é obrigatória para turistas brasileiros que visitam o Peru. No entanto, o seguro é recomendado em todas as viagens internacionais.

Ele oferece coberturas para os mais diferentes cenários, como assistência médica e odontológica, imprevistos como extravio de bagagens, entre outros. 

Além disso, você garante tranquilidade mesmo em situações que fogem do seu controle, por um preço baixo para o retorno em sossego.

Para encontrar os melhores preços, faça sua cotação aqui na plataforma Seguros Promo e garanta férias inesquecíveis, sem dor de cabeça!

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Tudo sobre Cusco

Cusco é considerada o berço da cultura inca por ter sido o mais importante centro administrativo e cultural do império. 

Essa verdadeira capital arqueológica da América do Sul recebe turistas do mundo inteiro interessados em desbravar a enigmática Machu Picchu

Assim sendo, a cidade dispõe de ótima infraestrutura turística

Caso esteja planejando sua viagem para Cusco, dê preferência a hotéis na região da Praça de Armas: quanto mais central, mais perto das atrações turísticas você estará.

Procurando hospedagem? Você pode encontrar diversas opções com descontos aqui. Usando o cupom VAIDEPROMO5, você ainda ganha 5% off!

O que fazer na cidade de Cusco?

O que fazer na cidade de Cusco
Fonte: Pxhere

Existe muito mais em Cusco do que apenas Machu Picchu. Aproveite sua passagem pela cidade para conhecer um lado do império inca que você não imaginava.

Durante sua estadia, desfrute de caminhadas pelas ruas estreitas, cercadas por muros e construções de pedras encaixadinhas.

Você pode aproveitar para fazer suas compras em um das muitas lojinhas distribuídas entre as vielas.

Caso você tenha interesse em história, vale a pena comprar um dos boletos turísticos que permite a entrada em vários sítios arqueológicos da região por um preço promocional.

Esse boleto tem validade de até dez dias e garante a entrada em mais de 16 museus, igrejas e centros arqueológicos.

Para mergulhar de vez na cultura local, não deixe de visitar o Mercado Central de Cusco, que tem opções de refeições bem baratas e dezenas de lojas de artesanato, produtos agrícolas e frutas locais.

Qual é a altitude do Peru?

A espinha geológica do Peru é a grande barreira andina. Isso quer dizer que o país é cortado por cordilheiras em quase toda a sua extensão.

Na prática, o resultado são algumas das altitudes mais desafiadoras para a ocupação humana.

O lago Titicaca, por exemplo, é lago navegável de maior altitude do mundo, a mais de 3.821 metros de altitude.

A montanha Huascarán não fica atrás no quesito magnitude: seu cume está a impressionantes 6.768 metros acima do nível do mar.

Qual a altitude de Cusco?

Qual é a Altitude de Cusco
Fonte: Pxhere

Cusco está a quase 3.400 metros acima do nível do mar, o que pode gerar desconforto e mal-estar em quem não está devidamente adaptado, como turistas. 

Machu Picchu, no entanto, fica um pouco mais abaixo, a cerca de 2.000 metros de altitude, então é esperado que você sinta menos os efeitos do ar rarefeito nesta região.

A melhor forma de minimizar o soroche, ou mal de altitude, é com a aclimatação. Então, tire um tempo para se adaptar antes de investir em trilhas mais pesadas durante suas férias.

Está gostando do conteúdo?
Receba as melhores dicas de
viagens no seu e-mail!

Fique tranquilo, não enviamos spam!

E-mail cadastrado com sucesso!
A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

Problemas com altitude

A quase 3.400 metros de altitude a pressão do oxigênio pode tornar a respiração difícil. 

Os sintomas variam de pessoa para pessoa e chegam a atrapalhar muitas viagens, mas é possível minimizar o mal-estar.

Separamos algumas dicas para que você aproveite o máximo possível de sua viagem sem sofrer com o mal da altitude de Cusco. Confira!

Mal de altitude: o que é o soroche?

Altitude de Cusco: o que é Soroche?
Fonte: Unsplash

O mal de altitude é causado pelo ar rarefeito em altitudes elevadas. 

Os sintomas podem ser bastante desagradáveis e variam desde dor de cabeça a falta de ar ou náuseas. Em casos mais graves, o turista chega a precisar de hospitalização! Ou seja, todo cuidado é pouco.

Quais os males da altitude de Cusco?

Os efeitos do soroche variam de pessoa para pessoa. Em geral, prepare-se para sentir dor de cabeça, dificuldade para respirar, náuseas, fraqueza e coração acelerado.

Esses efeitos e suas causas variam: algumas pessoas sentem a partir dos 2.200 m de altitude, enquanto outras só sentirão a partir dos 2.800 m.

O importante é ter paciência com seu próprio corpo, respeitar seus limites e se hidratar bem. Em alguns dias os efeitos devem se tornar quase imperceptíveis.

Confira a aventura dos nossos parceiros do Casal Wanderlust em sua viagem a Cusco!

Como se acostumar com a altitude?

Como se acostumar com a Altitude de Cusco
Fonte: Pexels

Está com sua viagem marcada para o Peru e ficou com medo do soroche? Não precisa se alarmar.

Apesar de ser quase impossível escapar do mal da altitude, existem formas de minimizar seus efeitos desconfortáveis. 

De remédios ao famoso chá de coca, conheça diferentes métodos para evitar o desconforto em sua viagem.

Remédio para altitude de Cusco

Em geral, os efeitos do soroche passam sozinhos (desde que você descanse bastante e se hidrate com abundância). No entanto, caso não esteja conseguindo suportar os sintomas, pode recorrer a remédios.

Se a dor de cabeça estiver muito forte, você pode tomar o remédio que tomaria se estivesse em casa, como analgésicos ou antiinflamatórios. No caso de náuseas ou vômito vale a mesma recomendação.

Vale lembrar que o ideal é sempre consultar um médico antes de escolher o medicamento mais adequado para seu caso.

Caso a situação pareça mais séria, não hesite em procurar ajuda: casos mais raros de soroche acabam em hospitalização. Saber como escolher um seguro viagem para o Peru é precioso nessas circunstâncias.

Chá de coca

Altitude de Cusco: chá de coca
Fonte: Pixabay

Embora os turistas possam recorrer a medicamentos convencionais, os moradores locais recorrem a uma alternativa “caseira” para o problema: o chá de coca.

Essa alternativa é tão comum que a maioria dos hotéis oferece o chá de coca na recepção, gratuitamente. As folhas de coca também podem ser mastigadas e vão ajudar na sua oxigenação.

O ideal é alternar entre o chá de coca, descanso e muita água: recomenda-se a ingestão de, pelo menos, três litros por dia.

É importante apontar que as folhas de coca não causam alucinação ou dependência: seu uso é recomendado em grandes altitudes.

Soroche pills

Existe um remédio bastante comum no Peru, conhecido por sua eficácia contra os males da altitude: Soroche Pills. 

Por conta de sua popularidade, esse remédio pode ser encontrado em qualquer farmácia. Recomenda-se o uso a partir do primeiro dia de viagem. 

Outras dicas para amenizar os sintomas

Dicas para amenizar o Soroche
Fonte: Pixabay

A principal dica para evitar os efeitos do soroche é: respeite o seu corpo. Vá com calma e evite esforços durante os primeiros dias de sua viagem.

Também é recomendado que você faça seu roteiro percorrendo da menor para a maior atitude. Isso ajudará na sua aclimatação.

Evite bebidas alcoólicas ou cigarros: isso pode piorar os efeitos do soroche. 

Você pode comprar cilindros de oxigênio ou bombinhas em farmácias e supermercados, o que pode facilitar a sua vida durante passeios.

Aposte em bastante água e consuma alimentos leves. Sua digestão estará prejudicada pelos efeitos do ar rarefeito, então evite comidas pesadas.

Cotação seguro viagem para o Peru

Agora que você já sabe tudo o que te aguarda na capital arqueológica da América do Sul, está na hora de planejar seu roteiro de viagem.

Nossas dicas vão te ajudar na aclimatação à altitude de Cusco, mas podem não ser o suficiente para aproveitar as suas férias sem nenhum imprevisto. 

A melhor alternativa para garantir o seu sossego é a contratação de um seguro viagem para o Peru para toda e qualquer viagem ao exterior. 

Por um preço baixo, você garante cobertura e assistência em infortúnios, e pode curtir suas férias tranquilamente.

Compare agora mesmo diferentes opções para o seu perfil e o seu bolso em nosso site, Seguros Promo!

Seguro Viagem: América do Norte
GTA 145 GLOBAL GTA 145 GLOBAL Assistência médica USD 145.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 42/dia*
Affinity 60 USA Affinity 60 USA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 37/dia*
TA 100 AM. NORTE TA 100 AM. NORTE Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 42/dia*

Vai conhecer a cidade perdida dos incas com tranquilidade? De Promo você pode!

Leia mais sobre a América do Sul e seus encantos!

Veja também


Recomendado para você
19 abril - 5 min de leitura.
O que fazer em Cartagena
Melhor preço garantido
faça uma cotação e confira.
Conecte-se com a gente