icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
14 abril - 9 minutos de leitura.

Vinícolas de Santiago: as 5 melhores da capital chilena 

Chris standing up holding his daughter Elva América do Sul

As vinícolas de Santiago estão entre os melhores e mais interessantes passeios que um turista pode fazer pela América do Sul.

Descubra segredos e dicas incríveis para aproveitar ao máximo sua estadia no Chile e tudo que você precisa saber para montar seu roteiro de viagem!

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Vinícolas de Santiago: melhores vinhos da região

O clima e o terreno do Chile são um combo de respeito para a produção de vinho. Cortado pela Cordilheira dos Andes, nosso país vizinho atrai milhares de visitantes todos os anos pela sua produção vinícola.

As vinícolas da região da capital, Santiago, estão entre os destaques na produção de vinho no Hemisfério Sul. 

Você encontra desde vinhos premiados internacionalmente a safras menos conhecidas e igualmente notáveis.

Se você vai passar algum tempo na região ou pretende investir em uma turnê por grandes vinícolas, fique atento às dicas que preparamos e comece a planejar agora mesmo a sua viagem!

Qual a melhor época para visitar as vinícolas de Santiago?

Vinícolas de Santiago: melhor época
Fonte: Needpix

O Chile é um país com muito o que fazer e com atrações turísticas variadas: do esqui nos Andes ao Deserto do Atacama, parece que existe um país para cada turista.

No entanto, o melhor período do ano para conhecer o deserto e a melhor época para percorrer as vinícolas não são necessariamente os mesmos.

Se você quer visitar o Chile para desfrutar dos melhores vinhos, saiba que a temporada de uvas acontece no fim do verão, entre os meses de março e abril.

Nessa época, você pode encontrar o tradicional cenário de vinícolas, com parreiras cheias de uvas e muito vinho bom na mesa.

Vários festivais que homenageiam a bebida acontecem por todo o país. O turista pode viver a inesquecível experiência de colher uvas em uma das vinícolas chilenas.

Ao final do verão acontece a colheita das uvas, conhecida como vindima, e a partir de maio fica cada vez mais difícil encontrar a fruta pelos pés. 

Caso queira provar vários vinhos sem pagar nada, pode ser melhor viajar para o Chile em setembro. No dia 4 é celebrado o Dia do Vinho no Chile, e muitas vinícolas abrem as portas gratuitamente para celebrar.

Como ir às vinícolas de Santiago de metrô?

Você não terá muito trabalho para conhecer as vinícolas da capital chilena. Em muitos casos, é possível fazer o deslocamento de transporte público.

A Cousiño Macul é a vinícola mais próxima do centro da cidade: você pode pegar a linha 4 do metrô na estação Tobalaba, na direção da Plaza de Puente Alto. 

Desça na nona estação, Quilín, e passe por uma passarela subterrânea até chegar ao shopping Paseo Quilín. Para terminar o trajeto, você pode pegar um táxi (e gastará até 3.000 pesos) ou um ônibus da linha D57.

Se preferir ir de ônibus, fique atento: a tarifa custa 670 pesos, mas você precisará usar o bilhete único de Santiago, a “tarjeta Bip”, para pagar pelo percurso.

Você também pode visitar a vinícola Concha y Toro, uma das mais populares do país, por meio do transporte público.

Na estação Tobalaba do metrô, pegue a linha 4 em direção à Plaza de Puente Alto. Você vai desembarcar na estação Las Mercedes.

Na avenida Concha y Toro Poniente, você poderá pegar um táxi (por 3.000 pesos) ou pegar um ônibus das linhas 73, 80 ou 81. Neste caso, a tarifa deverá ser paga em dinheiro.

Existem dezenas de vinícolas nos arredores da cidade, e você conseguirá visitar a maior parte delas por conta própria. Faça sua pesquisa com antecedência e não hesite em usar o GPS do celular para se deslocar. 

Quanto custa visitar as vinícolas de Santiago no Chile?

Vinícolas de Santiago: quanto custa?
Fonte: Pexels

As vinícolas de Santiago funcionam com diferentes tipos de visita. Para cada especialidade, um preço.

Em geral, você deverá desembolsar entre 12.000 e 30.000 pesos (entre R$ 72 e R$ 180, respectivamente) para visitar vinícolas na região metropolitana de Santiago. 

Ou seja: os preços variam bastante, e ter alguma flexibilidade para sua visita pode render alguma economia. 

Lembre-se de marcar o passeio por antecedência, pela internet. Fique atento às diferentes modalidades de visita.

Várias agências de turismo oferecem passeios às vinícolas da região de Santiago, incluindo deslocamento e ingressos. Você deverá gastar mais, mas não precisará se preocupar com o volante depois de beber.

Se você busca fazer uma viagem mais econômica e independente, talvez seja melhor montar um roteiro e visitar cada vinícola de seu interesse de acordo com sua disponibilidade.

Diferentes tipos de passeios pelas vinícolas de Santiago

Existem várias formas de viver a experiência de conhecer uma vinícola, ou “viña”: desde os tradicionais passeios em grupo até os exclusivos passeios privados.

Separamos as peculiaridades de cada um desses formatos de tour para você escolher a que mais lhe agrada para mergulhar de cabeça nessa viagem pelos sentidos!

Passeios em grupo

Os passeios em grupo são a forma mais barata de conhecer as vinícolas da região de Santiago. 

Você poderá encontrar grupos maiores ou menores, com guia em português ou não, agendados previamente ou montados na hora.

Pode ser uma opção divertida para quem viaja em família ou com amigos, ou, ainda, uma alternativa empolgante para quem viaja sozinho e quer fazer novas amizades.

Passeios privados

Vinícolas de Santiago: passeios privados
Fonte: Maxpixel

Se você quer ter mais liberdade durante seu passeio, uma alternativa é comprar um pacote privado ou individual. 

Trata-se de uma das opções preferidas de recém-casados, por exemplo, que buscam mais privacidade em sua viagem.

Nesse caso, você deverá gastar um pouco mais, mas poderá seguir um roteiro personalizado para conhecer os vinhedos do jeitinho que você preferir.

Documentação necessária para visitar as vinícolas de Santiago

O Brasil e o Chile fazem parte do Mercosul e têm um acordo diplomático que dispensa a obrigatoriedade de passaporte para que brasileiros visitem nosso vizinho.

Dessa forma, você poderá conhecer as vinícolas de Santiago apenas com sua carteira de identidade (RG).

O documento deve estar com data de emissão inferior a 10 anos e precisa estar em bom estado de conservação.

Você poderá ser solicitado a apresentar sua carteira de identidade na imigração ou em casas de câmbio, então mantenha o documento em um local protegido, mas de fácil acesso.

Atenção: apenas a carteira de identidade vale para entrar no Chile! Então, nada de levar apenas sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH): este não será um documento oficial válido durante sua viagem.

Fique por dentro dos detalhes sobre a documentação necessária para viajar ao Chile e também sobre a moeda chilena!

Seguro viagem para Santiago

A contratação de um seguro viagem não é um requisito obrigatório para quem visita o Chile. No entanto, trata-se de uma recomendação para qualquer viajante. 

Imprevistos não avisam quando vão aparecer, não é mesmo? Assim, prevenir é o melhor remédio. A melhor forma de evitar dor de cabeça é com um bom seguro viagem.

Para encontrar o pacote ideal para a sua necessidade, use recursos como o nosso comparador online, Seguros Promo, e encontre os melhores preços do mercado.

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Dessa forma, você garante cobertura e assistência em casos de emergências médicas ou odontológicas, extravio ou roubo de bagagem, cancelamento ou atraso de voos e muito mais.

Vinícolas de Santiago e arredores: as 5 mais bonitas da região

Os arredores de Santiago concentram dezenas de vinícolas, inclusive algumas das mais belas de todo o país.

Desvende os encantos das vinícolas mais bonitas de Santiago e descubra como chegar a cada uma delas!

Mapa das vinícolas de Santiago

A melhor forma de montar um roteiro para o Chile é se debruçando sobre o mapa da região.

Assim, você consegue prever rotas de deslocamento, calcular quanto tempo deverá gastar em cada visita e muito mais.

Destacamos as melhores vinícolas da capital chilena para que você não perca nada durante a viagem e possa aproveitar seus passeios ao máximo!

1. Concha y Toro

A vinícola de Concha y Toro é a mais visitada de toda a América Latina, além de ser a maior de todo o Chile. Lar do famoso vinho Casillero del Diablo, esta é, também, uma das preferidas pelos turistas brasileiros.

Um dos maiores atrativos desta “viña” é a oferta de tours em português, que devem ser agendadas com antecedência, pela internet. 

Outra vantagem em relação a Concha y Toro é sua localização: essa vinícola fica pertinho de Santiago, então não vai ser difícil chegar até lá!

Como visitar a vinícola Concha y Toro?

Vinícolas de Santiago: Concha y Toro
Fonte: Pixabay

É bem fácil chegar até a vinícola! Pegue a linha 4 do metrô na estação Tobalaba, rumo à estação Las Mercedes. Então, é só pegar o ônibus (linhas 73, 80 e 81), e desembarcar na “viña”.

Outra alternativa é pegar um táxi na estação Las Mercedes: você deverá gastar aproximadamente 3.000 pesos (cerca de R$ 18).

O percurso inteiro deve durar cerca de 1h30, então lembre-se de calcular o tempo de deslocamento ao agendar o seu passeio.

2. Viña Santa Rita

A cerca de 60 km de Santiago, a vinícola Santa Rita oferece uma das melhores infraestruturas do país, com direito a restaurante, café e até Museu Andino!

As instalações ficam em meio a uma paisagem exuberante, e você conseguirá encher seu álbum de fotos durante a visita.

Como visitar a vinícola Santa Rita?

Vinícola de Santa Rita
Fonte: LBM1948, via Wikimedia Commons

Mais uma das “viñas” de fácil acesso a partir de Santiago. Neste caso, você também deve descer na estação Las Mercedes, da linha 4 do metrô. Em seguida, pegue um metrobus da linha 81 até o vinhedo. 

Para não “perder o ponto”, recomendamos que você peça ao motorista que te avise ao chegar à viña Santa Rita.

3. Viña Santa Carolina

A vinícola Santa Catarina é uma das cinco maiores do Chile, tem instalações em meio a uma paisagem de muito verde e é onde nascem vinhos respeitados mundialmente.

A viña ficou fechada depois dos terremotos que sacudiram o país em 2010 e só reabriu cinco anos depois, bem a tempo de comemorar seus 140 anos de história. 

A adega subterrânea da vinícola Santa Carolina, construída com a raríssima técnica de “cal y canto”, foi declarada monumento nacional do Chile na década de 1970.

Como visitar a vinícola Santa Carolina?

Bodega Santa Carolina
Fonte: Juan Villablanca, via Wikimedia Commons

Você pode chegar à vinícola Santa Carolina com uma viagem simples de metrô. Basta pegar a linha 1 até a estação Baquedano. Ali, faça a baldeação para a linha 5 e desça na estação Rodrigo de Araya.

Da estação de metrô até a viña você deverá caminhar por cerca de 800 metros. A vizinhança parece um pouco ameaçadora, mas o caminho não é perigoso.

4. Viña Cousiño Macul

A vinícola Cousiño Macul é uma das mais antigas de todo o Chile. Foi inaugurada em 1856, e continua até hoje sob responsabilidade da mesma família.

A paisagem não é tão exuberante quanto a que você encontra em outras vinícolas, mas a riqueza histórica do lugar já vale o passeio.

Como visitar a vinícola Cousiño Macul?

Vinícolas de Santiago: Cousiño Macul
Fonte: Pexels

Esta é mais uma das vinícolas de Santiago que você pode visitar com o transporte público.

Neste caso, basta usar a linha 4 do metrô para chegar à estação Quilín. 

Você precisará passar por uma passarela subterrânea até chegar ao shopping Paseo Quilín. Para terminar o percurso, pegue um táxi (que custará 3.000 pesos) ou um ônibus da linha D57.

5. Viña Aquitania

A vinícola Aquitania fica bem aos pés da Cordilheira dos Andes, dentro de Santiago, no Valle de Maipo. Entre suas especialidades estão os vinhos syrah e cabernet sauvignon.

Este verdadeiro oásis em meio à capital chilena tem mais de 178 mil m² e é famoso por ser de fácil acesso, além de permitir uma visita mais intimista às instalações de inspiração francesa.

Como visitar a vinícola Aquitania?

Vinícolas de Santiago: Aquitania
Fonte: Pxhere

Esta viña fica pertinho de Cousiño Macul: você também deverá pegar a linha 4 do metrô até a estação Quilín. Em seguida, é só pegar um ônibus da linha D17 no shopping Paseo Quillín ou um táxi até a vinícola.

Afinal, qual a melhor vinícola para conhecer no Chile?

O Chile tem mais de 120 mil hectares destinados à plantação de uvas. Ou seja, são centenas de vinícolas esperando pela sua visita.

A apenas 22 km de Santiago, a vinícola de Concha y Toro aparece entre as preferidas dos turistas, sobretudo pelas degustações de vinhos premium durante os passeios.

Se você quer conhecer uma viña bastante premiada, precisa visitar a vinícola Santa Rita, campeã por 10 anos seguidos do “Winery of the year”, premiação da conceituada revista Wine & Spirits.

Existem, ainda, vinícolas menos famosas, mas igualmente encantadoras, como a Casas del Bosque, com uma das mais belas estruturas do mundo, especialista em Sauvignon Blanc, Chardonnay, Riesling, entre outros.

Dicas de viagem para conhecer as vinícolas de Santiago

Cada região chilena tem um vinho característico. Pesquise bem as diferenças entre os tipos de vinho e escolha seu roteiro de viagem de acordo com os tipos produzidos pelos diferentes vales chilenos.

Os principais rótulos de todo o país são produzidos nas vinícolas de Santiago, no Valle del Maipo, onde ficam as “viñas” listadas neste artigo.

Se você está pensando em alugar um carro para conhecer as vinícolas chilenas, certifique-se de designar um motorista da rodada, alguém que não vai beber durante o passeio. Segurança em primeiro lugar!

Quem pretende almoçar ou jantar em uma vinícola precisa agendar a refeição. Como o movimento de turistas é imenso, você pode acabar sem mesa se não se antecipar.

Cotação seguro viagem para Santiago do Chile

No Chile, o sistema de saúde não é totalmente gratuito, e você pode acabar com gastos inesperados com consultas, exames ou medicamentos no caso de alguma emergência.

Para não colocar em risco seu orçamento e evitar aquela ressaca pós-férias, a melhor alternativa é a contratação de um seguro viagem. 

Faça diferentes simulações no nosso comparador, Seguros Promo, para encontrar o melhor custo-benefício entre as melhores seguradoras do mercado.

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Viajar tranquilo? De Promo você pode!

Veja também


Recomendado para você
Melhor preço garantido
faça uma cotação e confira.
Conecte-se com a gente