icone segurospromo
Cobrimos qualquer oferta!
Garanta o menor preço do mercado
Pesquisar!
24 novembro - 13 minutos de leitura.

Rafting: onde praticar no Brasil e outras dicas de viagem e turismo! 

Chris standing up holding his daughter Elva Dicas de Viagem

Você é o tipo de viajante que curte praticar rafting? Então está no lugar certo! Hoje nós vamos trazer para você alguns dos melhores lugares no Brasil para realizar a atividade!

Se você ainda não conhece o esporte, não se preocupe, a gente te conta o que é, como funciona, e te dá todas as dicas para aproveitar ao máximo a experiência. Vamos lá!

Cote os melhores seguros de viagem com 15% de desconto neste link!

O que é rafting?

Afinal, rafting, o que é? Para quem não sabe, é um esporte que consiste em descer um rio dentro de um bote inflável.

São várias pessoas a bordo da mesma embarcação, que devem remar e conduzi-la seguindo as orientações do instrutor que também estará no bote.

É uma ótima atividade para estreitar relacionamentos, já que é preciso união, solidariedade e muito trabalho em equipe. 

Por se tratar de um esporte radical, é obrigatório embarcar com coletes salva-vidas e capacetes.

Um dos objetivos desta prática é passar pelos obstáculos existentes no trajeto, como rochas, corredeiras, redemoinhos, quedas d’água, ondas pequenas e grandes, dependendo do rio.

O nível de dificuldade vai depender da experiência dos praticantes. Com os iniciantes, é melhor descer em um rio mais calmo e com poucos obstáculos. 

Quem tem mais experiência escolhe lugares mais desafiadores, com várias rochas e cascatas.

História do rafting

História do rafting
Fonte: Pexels

Que tal saber agora um pouco sobre o rafting, história e curiosidades?

A atividade foi elaborada pelo bem-afamado John Wesley Powell. 

O expedicionário organizou uma jornada pelo rio Colorado, nos Estados Unidos, em 1869, catalogada como o primeiro registro de descida de rafting no mundo!

Os barcos para a prática na época eram fabricados em madeira, com remos centrais. Ainda nos EUA, em 1936, botes duros, de madeira, começaram a ser substituídos pelos infláveis.

Em 1980 surgiram os botes “self bailer”, de material mais resistente e leve. O rafting se expandiu e ganhou mais adeptos. 

A partir da IRF (Federação Internacional do Rafting), foi feito o primeiro campeonato mundial, em 1999, na África do Sul.

Em 1982, o rafting chega ao Brasil, com descidas nos rios Paraíba do Sul, Paraibuna e Três Rios, no Rio de Janeiro.

Atualmente existem vários pontos de rafting no país: com descidas comerciais por rios em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, Bahia, Mato Grosso do Sul e Tocantins.

Riscos e perigos na prática do rafting

O rafting, como todo esporte radical, também tem seus riscos. 

Trata-se de uma combinação entre o medo e a emoção de descer corredeiras com o prazer de estar em pleno contato com a natureza.

Para chegar ao local da descida é imprescindível estar com o equipamento de segurança exigido e tomar cuidado para não escorregar nas pedras molhadas que dão acesso ao local de descida.

Saiba mais sobre os níveis do rafting e os riscos de acordo com as modalidades:

  • Nível 1: o bote passa por áreas com pequenas pedras, o que demanda pouca ou nenhuma habilidade para executar manobras.
  • Nível 2: ocorre nas águas um pouco mais agitadas, onde existem algumas pedras pelo curso do rio e exige um pouco de manobra. Ainda aceita “calouros” nos esportes radicais.
  • Nível 3: este nível apresenta ondinhas e talvez uma pequena queda d’água. Aqui já são necessárias manobras mais significativas. O risco é maior.
  • Nível 4: com ondas médias, este nível envolve manobras mais elaboradas, contém poucas pedras e apresenta quedas grandes.
  • Nível 5: etapa com ondas, rochas e quedas grandes. Por ter riscos maiores, necessita de muita astúcia, precisão e habilidade.
  • Nível 6: estágio com corredeiras perigosas com presença de rochas e ondas grandes. Por haver muito atrito com a água é possível danificar o bote.
  • Nível 7: este é o nível mais arriscado. Para praticá-lo é necessário ter muito conhecimento das técnicas e maior habilidade, pois podem acontecer ferimentos graves aos praticantes, podendo levar até à morte.

Ao praticar os níveis mais altos, é perigoso se prender às corredeiras ou refluxos no bote ou fora dele, o risco é de queda.

Tomando os devidos cuidados, é possível fazer uma bela e inesquecível jornada pelo rio, saindo ileso e feliz!

Afinal, é seguro praticar rafting?

O rafting é seguro, mas práticas de atividades na natureza envolvem riscos. Então, se prevenindo de forma correta, o passeio pode ser incrível e sem nenhum problema!

É importante buscar por empresas com mais tempo de mercado. Observe se os instrutores são experientes e conhecidos. 

O ideal é que sejam praticantes profissionais do esporte, e integrem equipes de competição.

Durante a descida, de acordo com o nível do rio, são feitas brincadeiras com o pessoal a bordo, como surf, escorregador e banho nas águas dos rios. 

Daí podemos perceber que a atividade oferece a opção de ser mais leve e descontraída. A escolha de se aventurar com mais radicalidade é sua. 

Então, podemos considerar o rafting um esporte seguro, que pode ser desfrutado com mais ou menos risco!

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de
    viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores dicas de viagem diretamente no seu e-mail.

    Seguro viagem para práticas esportivas

    O seguro viagem é um item importante em qualquer situação. 

    Quando se trata de turismo de aventura, ele passa a ser indispensável! Em um esporte como o rafting, vários imprevistos podem acontecer.

    Aliás, situações adversas podem ocorrer em qualquer momento do passeio e você pode passar por imprevistos como ter uma bagagem extraviada ou uma perna quebrada.

    E é aí que entra o seguro, com coberturas para te dar suporte nos mais variados perrengues de viagem. 

    Não se esqueça de verificar se o plano escolhido possui cobertura para a práticas esportivas, e se inclui o rafting.

    Caso o seguro não possua a atividade de rafting dentro da cobertura, adquira a parte específica para este esporte.

    Você pode fazer a sua cotação de seguro viagem aqui no Seguros Promo! Temos boas ofertas e trabalhamos com as melhores seguradoras do mercado.

    Outra grande vantagem é que você poderá comparar diferentes planos para encontrar aquele valor que cabe no seu bolso!

    E ainda poderá contar com uma central de atendimento exclusiva, 24 horas e 100% em português. Incrível, não?

    Seguro Viagem: Pratica de Esportes
    CORIS 60 USA BASIC CORIS 60 USA BASIC Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 46/dia*

    Quem pode praticar o rafting?

    O rafting é um esporte de aventura muito procurado, principalmente por causa da sua flexibilidade. 

    Dividido em fases, da mais leve até a mais pesada, pode ser praticado por marinheiros de primeira viagem e por profissionais, no caso do nível arriscado.

    É uma atividade que pode ser executada por pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos e não é preciso saber nadar, na modalidade mais leve. Para tanto, o rio deve estar com 1,20 m de profundidade.

    Se o nível estiver fora dessa altura, considerada normal para a prática, o passeio será permitido apenas para as pessoas que saibam nadar. 

    Para crianças e idosos é recomendado fazer o rafting leve, em águas calmas para apreciar a paisagem e o rio!

    Os membros participantes receberão as instruções do treinador que descerá com a equipe. Serão passadas informações sobre o que fazer e como garantir a segurança de todos.

    Rafting no Brasil

    Como dissemos, o rafting chegou ao Brasil na década de 1980 com os primeiros botes para corredeira, trazidos pela TY-Y Expedições. A empresa foi a pioneira especializada nesse esporte.

    As programações a princípio eram para receber turistas estrangeiros em férias para realizarem o esporte no Brasil. Eles vinham fazer rafting nos rios Paraíba do Sul e Paraibuna, no Rio de Janeiro.

    O Brasil possui vários rios e corredeiras ideais para praticar o esporte. Confira aqui os mais cotados para a atividade! 

    Onde praticar rafting em São Paulo?

    Onde praticar rafting em São Paulo?
    Fonte: Pxhere / CC0

    São Paulo é um estado rico em atrações turísticas, históricas, culturais e naturais!

    Várias cidades oferecem atividades voltadas para o ecoturismo e o turismo de aventura, dentre elas, obviamente, a prática do rafting.

    São vários rios com condições ideais para as descidas e cenários naturais de tirar o fôlego. Veja abaixo, as melhores cidades para se aventurar!

    Brotas

    Brotas está localizada a cerca de 247 km da capital de São Paulo e é conhecida como o município paulista da aventura. O lugar para realizar o rafting em Brotas é no rio Jacaré Pepira.

    O local ainda é conservado limpo e distante de poluição. Ele atrai muitos praticantes pelas suas velozes corredeiras na parte baixa, que formam quedas d’água de 3 a 4 metros.

    Várias agências oferecem esse passeio no rio Jacaré que pode ser feito também à noite!

    Socorro

    O rio do Peixe, no município de Socorro, situado a 130 km da capital paulista, é um dos lugares onde se pratica o rafting. 

    Lá também é possível fazer passeios a cavalo, quadriciclos e trilhas à cachoeira.

    Com 7 km de extensão, sendo mais da metade de seu percurso de corredeiras, contempla também esportes de canoagem e stand up paddle. Imperdível!

    Juquitiba

    Em Juquitiba, a 76 km de São Paulo, dentro da Mata Atlântica, está o rio Juquiá, onde a prática de rafting também é comum.

    Com corredeiras para as modalidades 2, 3 e, às vezes, 4, você pode escolher o nível de dificuldade do percurso.

    O rio atrai muitos turistas para essa e outras atividades como arvorismo e tirolesa, em meio à natureza e muita beleza!

    Caconde

    Caconde está a 290 km da capital. O rafting acontece no rio Pardo e abriga a considerada quinta melhor corredeira do estado de São Paulo.

    São 6 km de descidas nos níveis 2, 3 e 5. Na cidade também ocorrem trilhas e passeios em meio à natureza!

    Onde praticar rafting no Rio de Janeiro?

    Onde praticar rafting no Rio de Janeiro?
    Fonte: Unsplash

    Dono de grandes belezas naturais, o estado do Rio de Janeiro oferece destinos imperdíveis para os amantes do ecoturismo.

    São inúmeras praias, trilhas, cachoeiras e rios incríveis para conhecer e, é claro, se aventurar. Confira onde praticar o rafting no estado!

    Paraty

    Nem só de praias vive o Rio de Janeiro, também existem lugares no estado para praticar Rafting e curtir a natureza de outras maneiras, como Paraty, onde o ecoturismo está presente por todos os cantos

    Muito procurada por causa das praias, a cidade também tem rios como o Mambucaba, onde os viajantes praticam rafting.

    Três Rios

    A cidade de Três Rios também é uma ótima opção para a prática do esporte no Rio de Janeiro. 

    O rio Paraibuna é o escolhido para a atividade não só do rafting, mas também da canoagem. Que tal aproveitar para conhecer os dois esportes?

    Onde praticar rafting em Minas Gerais?

    Onde praticar rafting em Minas Gerais?
    Fonte: Pxhere / CC0

    O estado rico em história e dono de uma das gastronomias mais renomadas do país também oferece destinos perfeitos para a prática do esporte.

    A grande vantagem em conhecer Minas, é que nunca vai faltar o que fazer e, se você é um apaixonado pela natureza, vai se surpreender com a quantidade de cenários paradisíacos do estado!

    São inúmeros rios, cachoeiras e, é claro, montanhas: responsáveis pela geografia tão distinta e bela dessa região do país!

    Extrema

    Minas pode até não ter praias, mas compensa com as lindas cachoeiras e rios. Na cidade de Extrema, você pode praticar rafting nas corredeiras do rio Jaguari.

    O percurso principal tem cerca de 13 km e só é feito quando o rio está cheio. Um percurso menor de 1 km pode ser feito durante o ano todo.

    Pirapora

    Que tal praticar rafting no rio São Francisco? Na cidade de Pirapora você pode! 

    É um passeio incrível e ideal para quem quer conhecer o “Velho Chico” um pouquinho mais de perto. Interessante, não é mesmo?

    Onde praticar rafting no Mato Grosso do Sul?

    Não é de hoje que o Mato Grosso do Sul desponta como um dos melhores destinos para ecoturismo e turismo de aventura do Brasil.

    O estado possui algumas das cidades mais cotadas para a prática de diversas atividades que combinam adrenalina com grandes belezas naturais. Confira quais são elas!

    Bonito

    Conhecido nacional e internacionalmente, Bonito é outro destino com rios propícios para a atividade de rafting devido às suas correntezas. 

    Com um rico ecossistema, a maior parte da cidade ainda é intocada!

    Um dos locais para prática é o rio Formoso, com extensão de até 7 km e com três corredeiras, permitindo a vista de paisagens deslumbrantes pelo percurso.

    É uma ótima opção para iniciantes já que suas águas são mais calmas, facilitando a prática do esporte para quem está se aventurando pela primeira vez.

    Outra opção é o rio Aporé, localizado na divisa do Mato Grosso do Sul e Goiás, mais precisamente no município de Cassilândia. 

    O rio é um pouco mais agitado, ideal para quem quer adrenalina. O local também recebe competições de rafting e boia cross.

    Onde praticar rafting em Goiás?

    Onde praticar rafting em Goiás?
    Fonte: Pexels

    Ainda pouco explorado pelo turista brasileiro, Goiás é um estado que oferece lugares com paisagens impressionantes.

    Além das belezas naturais, em sua grande maioria, intocadas, é possível praticar esportes como escaladas, trekking, canoagem e, é claro, o rafting. 

    Descubra alguns dos melhores destinos do estado:

    Chapada dos Veadeiros

    Situado a 28 km da Vila de São Jorge, na Chapada dos Veadeiros, está o rio Tocantinzinho, conhecido como um dos raftings mais belos do Brasil.

    São trechos de corredeiras com quedas d’água de nível 2 e 3, e outras partes de nível 1, onde é possível remar e apreciar o cerrado e as chapadas que enfeitam suas margens numa extensão de 12 km.

    A melhor época para realizar a atividade nesse rio é entre o mês de abril e novembro, em virtude do grande volume de água que ocorre nesse período.

    Corumbá de Goiás

    Próximo à cidade de Pirenópolis, é praticado o rafting de Salto Corumbá até a cidade de Corumbá, no rio de mesmo nome, em uma das paisagens mais bonitas da região.

    O grau de dificuldade é leve e por isso a atividade é procurada por empresas que buscam ampliar a interação entre os colaboradores e também por grupos de amigos que vão confraternizar fazendo algo emocionante!

    Onde praticar rafting no Paraná?

    O Paraná pode não aparecer na lista de destinos perfeitos para turismo de aventura de muitas pessoas, mas não se engane! O estado oferece atrações imperdíveis para os seus visitantes.

    Se você gosta de lugares com paisagens intocadas e passeios divertidos, regados a cultura e história, o estado será uma boa pedida para as suas próximas férias!

    Foz do Iguaçu

    A cidade compreende um dos parques nacionais mais magníficos do país e é famosa mundo afora pelas Cataratas do Iguaçu. 

    Pelas corredeiras do rio Iguaçu, você pode praticar rafting em um dos pontos turísticos mais famosos do Brasil.

    É isso mesmo! Rafting, cataratas, é perfeitamente possível! 

    A correnteza de suas águas torna a prática bem propícia, além do lugar ser de rara beleza, com um percurso de 4 km ( 2 km em águas suaves e 2 km em corredeiras com ondas).

    Você pode chegar bem próximo das quedas d’água. Experiência única. Já pensou?

    Tibagi

    O rio Tibagi também é uma ótima opção para praticar rafting no Paraná. Localizado no município de mesmo nome, o local é considerado um dos mais seguros para a prática do esporte. 

    Ideal para iniciantes ou para quem quer levar as crianças para conhecer a atividade.

    Onde praticar rafting na Bahia?

    Onde praticar rafting na Bahia?
    Fonte: Pxhere / CC0

    A Bahia é um dos estados mais bonitos do Brasil. Destino certo de muitos turistas que viajam pelo país, seu litoral é, junto às suas ricas cultura e história, o grande protagonista dos roteiros pela região.

    Por ter praias tão belas, muitas pessoas acabam não considerando outras possibilidades de atividades pelo estado, mas acredite: a Bahia tem outros lugares que merecem ser visitados!

    Itacaré

    Que Itacaré é famosa por suas lindas praias e trilhas você já sabia, não é? Então, tem mais! 

    O rio de Contas tem corredeiras perfeitas para a prática do esporte nos níveis 3 e 4. Então, esta descida é para os mais radicais!

    Barreiras

    Com um dos cinco melhores rios para a prática da atividade, o rio das Fêmeas, a cidade de Barreiras é excelente para quem quer curtir dias de aventura.

    As águas claras e corredeiras de alto nível são perfeitas para quem quer curte passeios cheios de adrenalina!

    Outros lugares para praticar rafting no Brasil

    Em Mato Grosso, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, a 60 km de Cuiabá, também é ótimo para realizar o rafting. 

    Cheio de cachoeiras e rios como o São Lourenço, o local é perfeito também para fazer trilhas, arvorismo e escalada.

    Na Serra Gaúcha, RS, no rio Paranhana, os aventureiros também podem se deliciar com o rafting! 

    Em Ibirama/Apiúna, no estado de Santa Catarina, você vai se apaixonar pelo rio Itajaí-Açu: um ambiente preservado, em meio às montanhas da Mata Atlântica. 

    Lá você irá se deparar com muitas aves enquanto se aventura nos botes, dentre elas, tucanos, além dos jacus.

    Ainda no mesmo percurso, há também o trajeto que começa na Ilha das Cutias, com trechos na modalidade de queda livre ou montanha-russa, fechando com corredeiras de 2 km. 

    Mas essa parte é muito radical, não sendo recomendada para amadores!

    Banhada pelo Rio Jucu, a região de Biriricas, em Domingos Martins, no Espírito Santo, possui um percurso de 7,5 quilômetros de águas velozes, ideais para o rafting.

    Equipamentos necessários para rafting

    É importante que todo o material de proteção esteja em boas condições de uso e que você se certifique disso com seu instrutor antes de iniciar a descida. 

    Veja quais são os equipamentos exigidos:

    • Saco Estanque: sacolas impermeáveis, feitas em borracha, para levar o kit de primeiros socorros sugerido para o bote, assim como celular, câmera fotográfica, lanche, roupa para trocar, toalha, etc;
    • Bote inflável: o bote deve ser de borracha, com sistema auto-esgotável, a água escoa sozinha. As duas “bisnagas” são para dar reforço ao bote quando ele passar por correntezas. As peças de cor preta no chão são finca-pés, utilizados para os integrantes ficarem fixos ao bote;
    • Calçado de neoprene: uma espécie de botinha que mantém seus pés aquecidos. Também pode levar um tênis velho que possa molhar, ou ainda, um calçado com sola de borracha, para andar nas pedras do rio e garantir maior proteção caso ocorra algum incidente, como queda do bote;
    • Remo: estes são leves, de plástico bem resistente e cabos de alumínio;
    • Bomba de emergência: no caso do bote furar, a bomba será usada para enchê-lo de ar, após o remendo;
    • Cabo de resgate: esse cabo é guardado em um saco estanque para ser jogado quando alguém cair na água;
    • Capacete: eles são especiais para rafting e canoagem. São leves e protegem caso haja choques nas pedras;
    • Coletes salva vidas: indispensável mesmo aos que sabem nadar.

    Além dos equipamentos essenciais, as roupas de neoprene também são legais para a prática, pois protegem um pouco a pele diminuindo os impactos (famosos caldos) com a água e mantém o corpo aquecido, garantindo um passeio bem mais agradável!

    Fique atento! Esporte sem equipamentos de segurança e prudência não é esporte saudável.

    O que levar para prática do rafting?

    Além do que já foi dito anteriormente nos equipamentos, leve também roupa de banho: sunga ou biquíni para usar por baixo, pois secam com mais facilidade. 

    Se for verão, roupas leves, bermudas e shorts de material flexível tipo lycra ou suplex.

    Não se esqueça de toalha e roupa seca, saco plástico, para guardar as roupas molhadas, protetor solar e lanternas com pilhas, se for regressar à noite.

    Ah, vale repetir. Leve também um lanche. Que tal frutas, água e chocolate?

    Não se esqueça do Seguro Viagem!

    Agora que você já sabe onde e o que precisa para ser feliz em um bote com seus amigos ou família, vamos à dica sobre algo que deve ir com você!

    O seguro viagem é um item importante para qualquer destino. Mas quando se trata de turismo de aventura, ele passa a ser indispensável

    Em um esporte como o rafting, vários imprevistos podem acontecer.

    E é aí que entram os benefícios do seguro viagem, com coberturas para te dar suporte nos mais variados imprevistos durante o passeio.

    Não se esqueça de verificar se o plano escolhido possui cobertura para a prática do rafting!

    Cotação de seguro viagem para prática esportiva

    Quer saber como escolher um seguro viagem para esportes? A gente conta pra você! 

    Faça sua cotação aqui no Seguros Promo e garanta o melhor preço para sua viagem!

    Nossa plataforma de pesquisa é bem prática e intuitiva de se mexer. Entrando na primeira página do site, você coloca os dados de ida, destino e seu contato.

    Logo você será direcionado para as seguradoras mais conceituadas do mercado, podendo verificar e comparar os valores de até 4 planos ao mesmo tempo.

    O Seguros Promo te garante os melhores descontos. Faça o teste e comprove! 

    E você ainda poderá contar com a nossa central de atendimento exclusiva. Estamos aqui para proporcionar a você uma viagem tranquila e segura, do início ao fim, pagando o menor preço para que isso aconteça!

    E aí? Quer praticar rafting pelo Brasil com segurança e pagando pouco? De Promo, você pode!

    Seguro Viagem: Brasil
    GTA BRASIL 18 GTA BRASIL 18 Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 600 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*
    AC 15 BRASIL AC 15 BRASIL Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 500 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*
    AC 15 BRASIL +COVID19 AC 15 BRASIL +COVID19 Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 500 (COMPLEMENTAR) R$ 7/dia*

    Continue sua leitura!
    Veja também


    Recomendado para você
    Melhor preço garantido
    faça uma cotação e confira.
    Conecte-se com a gente